Address Resolution Protocol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Address Resolution Protocol (ARP), em português Protocolo de Resolução de Endereços, é um protocolo de telecomunicações usado para resolução de endereços da camada de Internet em endereços da camada de enlace, uma função crítica em redes de múltiplos acessos. O ARP foi definido pela RFC 826 em 1982,[1] é o Padrão Internet STD 37, e também é o nome do programa para manipulação desses endereços na maioria dos sistemas operacionais.

O ARP é usado para mapear um endereço de rede (por exemplo, um endereço IPv4) para um endereço físico como um endereço Ethernet (também chamado de endereço MAC). ARP foi implementado com muitas combinações de tecnologias da camada de rede e de enlace de dados, como IPv4, Chaosnet, DECnet e Xerox PARC Universal Packet (PUP) usando padrões IEEE 802, FDDI, X.25, Frame Relay e Asynchronous Transfer Mode (ATM). IPv4 sobre IEEE 802.3 e IEEE 802.11 é o caso mais comum.

Em redes Internet Protocol Version 6 (IPv6), a funcionalidade do ARP é fornecida pelo Neighbor Discovery Protocol (NDP).

Escopo de operação[editar | editar código-fonte]

O Address Resolution Protocol é um protocolo de requisição e resposta que é executado encapsulado pelo protocolo da linha. Ele é comunicado dentro dos limites de uma única rede, nunca roteado entre nós de redes. Esta propriedade coloca o ARP na camada de enlace do conjunto de protocolos da Internet, enquanto que no modelo Open Systems Interconnection (OSI), ele é frequentemente descrito como residindo na Camada 3, sendo encapsulado pelos protocolos da Camada 2. Entretanto, o ARP não foi desenvolvido no framework OSI.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas e Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre redes de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.