Aeroporto Internacional de Angola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto Internacional de Angola
Aeroporto
Pista do aeroporto em construção perto de Luanda, março de 2009
Serve Região Metropolitana de Luanda,  Angola
Coordenadas 9° 2' 48" S 13° 30' 26" E
Mapa
Aeroporto Internacional de Angola está localizado em: Angola
Localização do aeroporto em Angola

Aeroporto Internacional de Angola será o novo aeroporto internacional para a Região Metropolitana de Luanda e, consequentemente, para a capital angolana.[1] O sítio aeroportuário esta a cerca de 40 km a sudeste do centro da capital, no território da comuna de Bom Jesus do Cuanza, no município de Icolo e Bengo, na província de Luanda.

A primeira fase da construção foi concluída em 2012 e foi planeado operacional em 2022[2]. É considerado como uma alternativa ao Aeroporto Quatro de Fevereiro, que actualmente serve a cidade de Luanda. O novo aeroporto é projectado para um tráfego de 13 milhões de passageiros por ano e receberá 12 pontes aéreas. A empresa construtora é a China International Fund Limited [3], fundada em 2003 em Hong Kong. Foi construída uma aldeia nova em grande escala para alojar os trabalhadores e depósitos de materiais a leste de Viana (Angola). O seu nome é Vila Chinesa[4].

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Desde o fim da guerra civil em 2002, Angola está em crescimento económico acelerado. Para atender o crescimento com o mundo inteiro e garantir o aumento drástico nas redes de logística em Angola, a construção de um novo aeroporto internacional de grande porte era inevitável, principalmente para desviar fundos essenciais para reabilitar e assegurar um sistema de saúde, educação e segurança social e combater a elevada corrupção das elites governamentais angolanas.

Projecto[editar | editar código-fonte]

Vista aérea do site de construção do novo aeroporto perto de Luanda, março de 2009

O local do terminal de passageiros super moderno é de 160 000 metros quadrados de reivindicação de terras, a parte do terminal de carga é 6 200 metros quadrados e terá uma capacidade de 35 000 toneladas por ano. Serão construídas duas pistas de descolagem e aterragem. A pista norte terá 4 200 metros de comprimento, enquanto a pista sul terá 3 800 metros; ambas terão 60 metros de largura. A data de entrada em serviço estava inicialmente prevista para 2010, mas as obras estão consideravelmente atrasadas[5]. Os custos de construção, que são inteiramente pré-financiadas pela China, deverão ser em torno de 300 milhões de dólares EUA[6].

Supõe-se que a área total do aeroporto seja pelo menos 50 quilómetros quadrados, com infraestruturas complementares, tais como lojas, galpões, restaurantes, escritórios, bem como a construção de um hotel perto do aeroporto não estão incluídas. O projecto também inclui a construção de uma ligação ferroviária com a capital, à província de Luanda e, possivelmente, à vizinha província de Malanje. Para garantir uma ligação rodoviária viável com Luanda, a actual estrada de Luanda a Malanje, que passa por Viana, tem que ser alargada muito consideravelmente: com a sua largura actual, esta fica durante o dia sujeita a engarrafamentos quase constantes. Estão em construção um ramal ferroviário e uma estação para ligar o aeroporto a Luanda, através do Caminho de Ferro de Luanda.[7]

O projecto é quase exclusivamente executado por trabalhadores chineses, razão pela qual houve protestos da população local no início da construção, havendo distúrbios ocasionais que levaram a polícia e militares a intervir. A população considera-se como prejudicada pela a prática chinesa e reclama para si uma participação activa na construção da obra[8].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ANGOP (15 de novembro de 2007). «Obras do novo aeroporto em atraso». AngoNotícias. Consultado em 14 de outubro de 2010 
  2. Novo aeroporto de Luanda: Defende-se investigação para responsabilização. dw.com. publicado em 6 de março de 2019
  3. «Novo aeroporto de Luanda». Angola Acontece. Consultado em 18 de outubro de 2010. Arquivado do original em 7 de julho de 2011 
  4. «Mapa». Google Maps. Consultado em 18 de outubro de 2010 
  5. ANGOP (15 de novembro de 2007). «Obras do novo aeroporto em atraso». AngoNotícias. Consultado em 14 de outubro de 2010 
  6. «Novo aeroporto internacional de Luanda será no Bom Jesus». AngoNotícias. Consultado em 18 de outubro de 2010 
  7. «Construção do novo aeroporto de Luanda atrasada dois anos». Diário de Notícias. 29 outubro 2017. Consultado em 17 março 2019 
  8. Dani Costa (9 de julho de 2005). «Futuro aeroporto internacional de Luanda com parto complicado». AngoNotícias. Consultado em 14 de outubro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]