Saltar para o conteúdo

Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto
Aeroporto
Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto
Logo
IATA: NBJ - ICAO: FNBJ
Serve Região Metropolitana de Luanda,  Angola
Inauguração 10 de novembro de 2023 (8 meses)
Coordenadas 9° 2' 48" S 13° 30' 26" E
Altitude 159 m (522 ft)
Mapa
Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto está localizado em: Angola
Localização do aeroporto em Angola
Pistas
Cabeceira(s)
Comprimento
Superfície
06L/24R
3 800  m (12 467 ft)
Não disponível
06R/24L
4 000  m (13 123 ft)
Não disponível

Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto, também chamado de Aeroporto Internacional de Bom Jesus do Cuanza, é o novo aeroporto internacional para a Região Metropolitana de Luanda e, consequentemente, para a cidade de Luanda, a capital angolana.[1] [2]

O sítio aeroportuário está a cerca de 40 km a sudeste do centro da capital, no território da comuna de Bom Jesus do Cuanza, no município de Ícolo e Bengo, na província de Luanda.[3][4] Com capacidade para 15 milhões de passageiros por ano, foi projectado para acolher aeronaves de grande porte como o Airbus A380.[5]

O novo aeroporto foi idealizado pelo então Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, que lançou a primeira pedra sobre a construção do mesmo.[6] A construção do aeroporto teve o seu início em 2013 e custou aos cofres do estado angolano um total de 2,5 mil milhões de euros. A obra teve o seu início através de uma parceria público-privada, que foi desfeita em 2017, e daí em diante o estado angolano assumiu o projecto como um investimento público, com um financiamento da China de 1,2 mil milhões de euros.[7] Foi inaugurado no dia 10 de novembro de 2023 pelo Presidente da República de Angola João Lourenço.[8][1]

Começará a operar com voos domésticos em fevereiro de 2024, e em junho de 2024 começará a operar com voos internacionais.[9] No início de abril de 2024, a data prevista para transferir todas as operações para o novo aeroporto era o final de 2024.[10]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Desde o fim da guerra civil em 2002, Angola está em crescimento económico acelerado. Para atender ao crescimento e permitir o aumento drástico nas redes de logística em Angola, a construção de um novo aeroporto internacional de grande porte era inevitável.

Projecto[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto está inserido numa área total de 75 quilómetros quadrados, com duas pistas paralelas e com um volume de carga anual de 130 mil toneladas.[11]

A pista norte tem 4 200 metros de comprimento, enquanto a pista sul tem 3 800 metros; ambas terão 60 metros de largura. A data de entrada em serviço estava inicialmente prevista para 2010, mas as obras foram consideravelmente atrasadas.[1] Os custos de construção, que foram inteiramente pré-financiados pela China, foram inicialmente estimados em torno de 300 milhões de dólares americanos.[12]

Quando em pleno funcionamento, o aeroporto contará com infraestruturas complementares, tais como lojas, galpões, restaurantes, escritórios, bem como hotéis nas proximidades. Para garantir uma ligação rodoviária viável com Luanda, a estrada EN-230, que liga Luanda a Malanje, que passa por Viana e Ícolo e Bengo, será alargada, dado que está sujeita a engarrafamentos quase constantes. O projecto também inclui a construção de uma ligação ferroviária com a capital, o Ramal do Aeroporto, bem como a Estação Ferroviária do Aeroporto, que liga-se ao terminal final do Caminho de Ferro de Luanda, a Estação Ferroviária do Bungo.[13]

O projecto foi quase exclusivamente executado por trabalhadores chineses, razão pela qual houve protestos da população local no início da construção, havendo distúrbios ocasionais que levaram a polícia e militares a intervir. A população considerava-se prejudicada pela prática chinesa e reclamava para si uma participação activa na construção.[14]

Instalações[editar | editar código-fonte]

Terminal principal
Sala de check-in

A instalação tem uma área total de 43 hectares, composta por duas pistas modernas e três edifícios terminais. [2][10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c ANGOP (15 de novembro de 2007). «Obras do novo aeroporto em atraso». AngoNotícias. Consultado em 14 de outubro de 2010 
  2. a b Zhao, Lei (14 November 2023). «Chinese-built airport opens in Angola». China Daily Global. Consultado em 18 June 2024  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. «Jornal de Angola - Notícias - Aeroporto Internacional "Dr. António Agostinho Neto" inaugurado a 10 de Novembro». Jornal de Angola. 1 de setembro de 2023. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  4. «Embaixada da República de Angola em Portugal - Novo Aeroporto dará maior visibilidade internacional ao país - PR». Embaixada da República de Angola em Portugal. 3 de dezembro de 2022. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  5. «Ministério dos Transportes - Notícias - TRANSFERÊNCIA PARA AEROPORTO AGOSTINHO NETO COMEÇA EM JUNHO». MINTRANS, Ministério dos Transportes 
  6. «Novo aeroporto internacional de Luanda, o alto vôo do governo de João Lourenço». Novo Jornal. 8 de nov. de 2023 
  7. Lusa, Agência. «Novo Aeroporto Internacional António Agostinho Neto é esta sexta-feira inaugurado em Luanda». Observador 
  8. «Jornal de Angola - Notícias - João Lourenço inaugura Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto». Jornal de Angola. 10 de novembro de 2023 
  9. «Inaugurado Aeroporto Internacional António Agostinho Neto» 
  10. a b Inside Angola's new airport. CNN. 2 April 2024. Consultado em 18 June 2024  Verifique data em: |data-publicacao=, |acessodata= (ajuda)
  11. «Novo Aeroporto Internacional António Agostinho Neto é esta sexta-feira inaugurado em Luanda». www.cmjornal.pt 
  12. «Novo aeroporto internacional de Luanda será no Bom Jesus». AngoNotícias. Consultado em 18 de outubro de 2010 
  13. «Construção do novo aeroporto de Luanda atrasada dois anos». Diário de Notícias. 29 outubro 2017. Consultado em 17 março 2019 
  14. Dani Costa (9 de julho de 2005). «Futuro aeroporto internacional de Luanda com parto complicado». AngoNotícias. Consultado em 14 de outubro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]