Aglaonice (astrônoma)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aglaonice ou Aganice (Gr. Ἀγλαονίκη ou Ἀγανίκη, II a.C)[1] [2] [3] , também conhecida como Agalonice da Tessália é citada como a primeira mulher astrônoma da Grécia Antiga.[4]

É mencionada nos escritos de Plutarco e de um escoliasta de Apolônio de Rodes.[4] Ambos mencionam seu pai: Hegetor da Tessália, segundo Plutarco,[5] e Hegemon segundo o escolisasta. No entanto, nem Hegetor, nem Hegemon aparecem nas demais fontes existentes.[4]

Ela foi considerada uma feiticeira pela habilidade de fazer a Lua desaparecer do céu, o que tem sido considerado como a capacidade que tinha de prever quando e onde ocorreira um eclipse lunar.[5]

Referências

  1. CRABB, George (1833). Universal historical dictionary (Londres: Baldwin and Cradock, Paternoster-Row). 
  2. The lives of the ancient philosophers (Londres: Printed for John Nicholson and Tho. Newborough). 1702. p. 541. 
  3. SMITH, William (ed.) (1867). A Dictionary of Greek and Roman biography and mythology (Boston: Little, Brown, And Company). p. 59. .
  4. a b c OGILVIE, Marilyn Bailey. Women in science: antiquity through the nineteenth century (Cambridge, Mass.: MIT Press). p. 25,26. ISBN 0-262-65038-X. 
  5. a b Plutarco, Moralia, Sobre a obsolescência dos oráculos, 13