Alfabeto basco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O alfabeto basco é uma variante do alfabeto latino utilizado para escrever o idioma basco. Segundo a Real Academia da Língua Basca, tem 27 letras:

Letra Nome Fonema(s) que representa
A a /a/
B be /b/
C ce /s/ /k/
Ç ze hautsia /s/
D de /d/ /d̪/ /ð/
E e /e/,
F efe /f/
G ge /g/ /ɣ/
H hatxe ∅, /h/
I i /i/ /i̭/
J jota /j/ /x/ /ʝ/ /ɟ/
K ka /k/
L ele /l/
M eme /m/
N ene /n/
Ñ eñe /ɲ/
O o /o/
P pe /p/
Q ku /k/
R erre /r/ /ɾ/
S ese /s̺/
T te /t/ /t̪/
U u /u/ /u̯/
V uve /b/ /β/
W uve bikoitza /u̯/
X ixa /ʃ/
Y i grekoa /i/ /i̭/
Z zeta /s̻/
  • As letras ze, ze hautsia, ku, uve, uve bikoitza e i grekoa empregam-se só para estrangeirismos.

A letra H é muda na maior parte dos dialectos, sua existência no alfabeto tem sua pronúncia aspirada em Iparralde, a zona norte do território do País Basco.

O alfabeto basco compreende os dígrafos seguintes:

Dígrafo

Valor

dd /ɟ/
ll /d͡ɮ/
rr /r/
ts /t͡s̺/
tt /c/
tx /tʃ/
tz /t͡s̻/

Ver também[editar | editar código-fonte]