Alfabeto inglês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfabeto inglês

O alfabeto inglês moderno consiste em 26 letras[1] do Alfabeto latino:

Forma Maiúscula
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Forma Minúscula
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z

A forma exata das letras impressas varia com o tipo de impressão, especialmente quando escritas no estilo cursivo. Veja os artigos individuais para saber a forma e a origem das letras (siga as ligações em qualquer das letras maiúsculas acima).

História[editar | editar código-fonte]

Inglês Arcaico[editar | editar código-fonte]

A Língua inglesa originalmente foi escrita no alfabeto anglo-saxão, em uso desde o século V. Este alfabeto foi trazido da ilha que hoje corresponde à Inglaterra , juntamente à proto-forma da linguagem própria, pelos Anglo-Saxão. Poucos exemplos desta escrita sobreviveram até os dias de hoje, sendo essas, na maioria, inscrições curtas ou fragmentos. O Alfabeto latino, introduzido pelos missionários cristãos, começaram a mudar a escrita Anglo-Saxônica por volta do Século VII , embora as duas continuassem coexistindo por algum tempo.

A ligação Æ (æ), para ae, foi adotada como letra , chamada æsc ("ash") . Num inglês arcaico menos antigo Œ (œ), para oe, também apareceu como uma letra distinta denominada œðel ("ethel"), a ligação w (double-u), para vv, estava em uso.

No ano 1011, um escritor chamado Byrhtferð ordenou o alfabeto arcaico inglês em ordem numérica.[2] Ele listou as 24 letras do alfabeto latino primeiro, então 5 letras adicionais inglesas :

A B C D E F G H I K L M N O P Q R S T V X Y Z & ⁊ Ƿ Þ Ð Æ

Inglês Moderno[editar | editar código-fonte]

Na ortografia do inglês moderno, as letras thorn (B), eth (D), wynn (P) e yogh (Z), são obsoletas. Thorn e eth são agora representadas por th. As letrasÞ e Ð são ainda usadas no islandês. A letra Wynn foi retirada do inglês no século XIV quando foi suplantada pelo uu, que correspondem hoje ao w. Yogh foi retirada do alfabeto inglês por volta do século XV e foi substituída por gh As letras u e j, distintas de v e i, foram introduzidas no século XVI, e w assumiu o status de uma letra independente, hoje em dia o alfabeto inglês tem 26 letras:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A variante minúscula long s (ſ) a última no inglês moderno.

Nome das Letras[editar | editar código-fonte]

Letra Nome da letra Nome da letra originalmente pronúncia
A, a ei /eɪ/ êi
B, b bi /biː/
C, c ci /siː/ ssí
D, d di /dɪ/ díi
E, e i /iː/ íi
F, f ef /ɛf/ éf
G, g gee /dʒiː/ djíi
H, h aitch /eːtʃ/ êidj
I, i ai /aɪ/ ái
J, j jay /dʒeɪ/ djêi
K, k kay /keɪ/ kêi
L, l el /ɛl/ él
M, m em /ɛm/ ém
N, n en /ɛn/ én
O, o ou /oʊ/ ôu
P, p pi /piː/
Q, q qiu /kjuː/ kíu
R, r ar /ɑr/ áer
S, s es /ɛs/ éss
T, t ti /tiː/ tíi
U, u iu /juː/
V, v vi /viː/ víi
W, w dabliu /ˈdʌbəl juː/ dábliú
X, x eks /ɛks/ éks
Y, y wai /waɪ/ uái
Z, z zi /zɛd/ zíi (USA) ou zéd (UK )

Fonologia de jack vallet(jackson pedro fernandes)[editar | editar código-fonte]

As letras A, E, I, O, U são consideradas vogais; as outras são consideradas consoantes: B, C, D, f, G, H, J, K, L, M, N, P, Q, R, S, T, V, W, (Y), Z.

Frequência de letras[editar | editar código-fonte]

A letra mais usada no inglês é a letra "E". As menos usadas são J, Q, X, e Z.

A – 8.17%
B – 1.49%
C – 2.78%
D – 4.25%
E – 12.70%
F – 2.23%
G – 2.02%

H – 6.09%
I – 6.97%
J – 0.15%
K – 0.77%
L – 4.03%
M – 2.41%
N – 6.75%

O – 7.51%
P – 1.93%
Q – 0.10%
R – 5.99%
S – 6.33%
T – 9.06%
U – 2.76%

V – 0.98%
W – 2.36%
X – 0.15%
Y – 1.97%
Z – 0.07%

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Notas de Rodapé[editar | editar código-fonte]

  1. See also the section on Ligatures
  2. Michael Everson, Evertype, Baldur Sigurðsson, Íslensk Málstöð ON THE STATUS OF THE LATIN LETTER ÞORN AND OF ITS SORTING ORDER