Alfred Korzybski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfred Korzybski

Alfred Habdank Skarbek Korzybski (Varsóvia, Polônia, 3 de julho de 1879 - Lakeville (Connecticut), EUA, 1 de março de 1950), foi um cientista e filósofo conhecido por ter desenvolvido a teoria da semântica geral.

A obra de Korzybski culminou na fundação da disciplina que chamou de "semântica geral". Como disse explicitamente, a semântica geral não deve confundir-se com a semântica, uma disciplina diferente. Os princípios básicos da semântica geral, que incluem o time-binding, estão traçados em Science and Sanity, publicado em 1933. Em 1938 Korzybski fundou o Instituto de Semântica geral, que dirigiu até à sua morte.

A essência da obra de Korzybsky é a declaração de que os seres humanos estão limitados no seu conhecimento pela estrutura do seu sistema nervoso e pela estrutura das suas línguas. Os seres humanos não podem experimentar o mundo directamente, só através das suas abstracções (impressões não verbais que provêm do sistema nervoso e indicadores verbais que provêm da língua). Por vezes as percepções e a língua confundem o homem que crê que são os factos com os quais deve lidar. O entendimento humano do que está a passar-se carece em ocasiões de similaridade de estrutura com o que está realmente a passar-se. Colocou ênfase nos benefícios de treinar a consciencialização da abstracção usando técnicas que tinha obtido do seu estudo da matemática e da ciência. Chamou a esta consciencialização, meta do seu sistema, "consciência da abstracção". O seu sistema trata de modificar a maneira na qual os humanos lidam com o mundo.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Morte Korzybski se encerrou durante um ano dentro de um hospício. Sua intenção era descobrir traços psicológicos que podia considerar universais através de seus resquícios na psique dos mentalmente insânos; entre outras coisas, encontrou uma diferença fundamental entre os homens e primatas superiores, a saber, sua capacidade a cada geração de aumentar o acervo de conhecimentos em escala muito maior.