Alvorada de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Alvorada de Minas
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de março
Fundação 30 de dezembro de 1962 (55 anos)
Gentílico alvoradino
Prefeito(a) Victor Hugo (SD)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Alvorada de Minas
Localização de Alvorada de Minas em Minas Gerais
Alvorada de Minas está localizado em: Brasil
Alvorada de Minas
Localização de Alvorada de Minas no Brasil
18° 44' 09" S 43° 21' 54" O18° 44' 09" S 43° 21' 54" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte IBGE/2008 [1]
Microrregião Conceição do Mato Dentro IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Serro, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, Sabinópolis
Distância até a capital 210 km
Características geográficas
Área 374,910 km² [2]
População 3 548 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 9,46 hab./km²
Altitude 657 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,667 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 19 983,508 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 574,20 IBGE/2008[5]

Alvorada de Minas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2007 era de 3.482 habitantes.

Alvorada de Minas fica a 210 km de Belo Horizonte, capital do estado, através da rodovia MG-010.

História[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros anos do século XVIII, a povoação era denominada Santo Antônio do Rio do Peixe, ou simplesmente Rio do Peixe estando ligada às atividades mineradoras do Serro Frio. A antiga povoação foi elevada a distrito em 1836 e depois, elevado à freguesia em 1841, tendo como primeiro vigário o Padre Silvério Teixeira Coelho. A paróquia foi construída em 1846 e restaurada em 1857.

Rio do Peixe foi progredindo lentamente e em 1962 foi emancipada, desmembrando-se do Serro e tornando-se sede de município, com a atual denominação de Alvorada de Minas. Possui uma área de 374,9 km² e é composto pela sede e o distrito de Itapanhoacanga com um folclore rico nas tradições de Bumba Meu Boi, Folia de Reis e Marujada.

O distrito de Itapanhoacanga foi um dos mais ricos garimpos de ouro do Serro Frio. João Simões, antigo negociante do lugar, figurou entre os homens mais abastados da Capitania, em 1746. A Igreja de São José, tombada pelo IPHAN, é um importante exemplar da arte barroca. A construção se iniciou em 1746, havendo registros de reedificações em 1763 e 1771/1787, possuindo bela portada, altares com talhas e uma pintura de lindos painéis no forro com os dizeres: “No ano de 1787, pintou esta pintura Manoel Antônio da Fonseca, por mandado do Capitão José Pereira Bonjardim, que por sua devoção deu as tintas”. Outro importante exemplar barroco é a Igreja de N. S. do Rosário, também com pinturas, provavelmente do mesmo Manuel Antônio da Fonseca e de algum discípulo do Mestre Ataíde. Itapanhoacanga foi um antigo pouso da Estrada Real, que ligava o Serro Frio a Ouro Preto, passando por onde hoje se encontra a rua principal do distrito. Por lá transitaram governadores, tropas, garimpeiros e tropeiros, além de viajantes como John Mawe, em 1808, e Saint-Hilaire, em 1816, entre vários outros pesquisadores. Para o lazer, “o Rio Landim é uma das melhores opções, com suas águas cristalinas e mansas, além do Rio Campina e Tanque do Carumbé”. Assim como nos séculos XVIII e XIX, a região de Alvorada de Minas, sobretudo em seu distrito de Itapanhoacanga, volta a ser o centro de extrativismo mineral, com exploração de jazidas de minério de ferro. A jazida se estende desde o distrito de São Sebastião do Bonsucesso (conhecido como SAPO) até as proximidades do Serro.

Política[editar | editar código-fonte]

A administração do município para a gestão 2017/2020 é de Vitor Hugo Ferreira dos Santos, eleito em 12 de março de 2017, em eleição complementar, devida a cassação da chapa do prefeito eleito em outubro de 2016 pelo TRE[6].

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. «Vitor Hugo Ferreira, do Solidariedade, é eleito prefeito em Alvorada de Minas»  Portal Globo - acessado em 18 de março de 2017
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.