Ana Francisca Abarca de Bolea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão de armas da Família Abarca da qual fez parte D. Ana Francisca Abarca de Bolea

Ana Francisca Abarca de Bolea (Zaragoza, 1602Casbas, Huesca, 1685) foi uma escritora espanhola nascida na aristocracia dentro de uma família com origens nobres, os Bolea.

Era filha de Martín Abarca de Bolea e Castro, como também surge grafado e de sua esposa D. Ana de Mur. Desde os três anos de idade viveu nos Mosteiro de Santa Maria (Vila de Casbas), adquirindo desde aqui uma grande e profunda formação humanística e mural.

Fechada na clausura do mosteiro enriqueceu-se com muitas e diversas leituras, indo ao ponto de aprender latim clássico. Só veio a professar como religiosa no dia 4 de Junho do ano de 1624. Ao correr do ano de 1655 era mestra das noviças e no ano de 1672 chegou a desempenhar o cargo de abadesa.

Relacionou-se com importantes escritores e eruditos dentro dos círculos literários de Aragão, particularmente com Vincencio Juan de Lastanosa, com o Conde de Salinas, Juan Francisco Andrés de Uztarroz e com Baltasar Gracián, que lhe faz grandes elogios.

A poesia de Ana Francisca encontra-se inserida no livro de miscelâneas intitulado: “Vigilia y octavario de San Juan Bautista”, editado em saragoça em 1679. Grande parte da sua obra apresenta uma temática sacra e popular. Escreveu algumas das suas poesias em língua aragonesa, sendo um dos poucos testemunhos possuidores de aspectos linguísticos do aragonês do século XVII.

Referências[editar | editar código-fonte]