Ana de Médici

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Ana de Médici
Princesa da Toscana
Ana de Médici
Casa Casa Grã-ducal da Toscana
Dinastia Médici
Nascimento 31 de dezembro de 1569
Morte 19 de fevereiro de 1584 (14 anos)
Pai Francisco I de Médici
Mãe Joana de Habsburgo

Ana de Médici (em italiano Anna de' Medici ; Florença, 31 de dezembro de 156919 de fevereiro de 1584) foi princesa da Toscana como a terceira filha do Grão-duque da Toscana Francisco I de Médici e de Joana de Áustria, arquiduquesa da Áustria.

Família[editar | editar código-fonte]

Seus avós paternos eram o grão-duque Cosme I da Toscana, e Leonor de Toledo. Seus avós maternos eram o imperador Fernando I do Sacro Império Romano-Germânico e de Ana da Boêmia e Hungria.

Ana teve duas irmãs que sobreviveram à infância: Leonor, Duquesa de Mântua e Maria de Médici, rainha de França.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O pai, Francisco, tinha-a prometido a Carlos II de Áustria, Marquês de Brisgóvia, filho de Fernando II da Áustria, um irmão de sua mãe, e um retrato de Ana foi enviado para o Arquiduque.[1] O pai de Ana até chegou a pedir autorização em 1579 para o casamento a Filipe II de Espanha[2] que, formalmente, era suzerano do Grão-ducado por lhe ter cedido Siena. Contudo, as negociações não foram bem sucedidas, e Francisco tentou novos casamentos para Ana, entre os quais se conta Carlos Emanuel I, Duque de Saboia. Mais uma vez as negociações não foram conclusivas.

Ana acabou por adoecer e, em 19 de fevereiro de 1584, a irmã Leonor enviou uma carta ao pai, a pedido de Ana, pedindo que este a visitasse antes dela morrer. Ana morreu nesse mesmo dia[3], com apenas 14 anos.

Ícone de esboço Este artigo sobre História da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências