António Valente da Fonseca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
António Valente da Fonseca
Nascimento 19 de novembro de 1884
Ovar
Morte 26 de fevereiro de 1972 (87 anos)
Cidadania Portugal
Ocupação padre católico
Religião Igreja Católica

D. António Valente da Fonseca (Válega, concelho de Ovar, 19 de Novembro de 1884 - 26 de Fevereiro de 1972), foi um bispo católico português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou o Seminário Maior do Porto, concluindo o curso de Teologia em 1906. Foi enviado para a Universidade Gregoriana, onde obteve doutoramento em Filosofia e Direito Canónico.

Foi ordenado padre em Roma, em 21 de Dezembro de 1907. Regressado a Portugal, paroquiou em Gondomar e em Cedofeita, na cidade do Porto. É nomeado bispo titular de Céramo e auxiliar de Vila Real em 23 de Outubro de 1931; recebeu a sagração episcopal a 21 de Fevereiro de 1932. Entrou na diocese de Vila Real em 8 de Maio do mesmo ano.

D. António Valente da Fonseca passou a bispo residencial de Vila Real a 31 de Maio de 1933, sendo entronizado a 29 de Julho. Teve como grande missão continuar a construção do Seminário de Vila Real e o fortalecimento da vida espiritual dos seus diocesanos. Deve-se a ele a construção da maior parte do Seminário de Vila Real. Além do legado material que deixou à diocese, D. António marcou um período de autêntica renovação espiritual. Empenhou-se muito na expansão da Acção Católica, desejando que ela se implantasse em todas as paróquias. O desenvolvimento da Acção Católica contribuiu muito para a renovação litúrgica e espiritual da vida paroquial. D. António Valente da Fonseca participou no Concílio Vaticano II. Resignou ao cargo de bispo de Vila Real a 10 de Janeiro de 1967, sucedendo-lhe D. António Cardoso Cunha.

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.