Antenor Nascentes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antenor Nascentes
Nascimento 17 de junho de 1886
Rio de Janeiro
Morte 6 de setembro de 1972 (86 anos)
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Filólogo e linguista
Prémios Prémio Machado de Assis 1962

Antenor de Veras Nascentes (Rio de Janeiro, 19 de junho de 18866 de setembro de 1972) foi um filólogo, etimólogo, dialectólogo e lexicógrafo brasileiro de grande importância para o estudo da língua portuguesa. É considerado um dos mais importantes estudiosos da Língua Portuguesa do Brasil no século XX.[1][2]Ocupou, como fundador, a Cadeira nº 3 da Academia Brasileira de Filologia.[3]

Entre a enorme lista de importantes obras produzidas ao longo de sua vida, destaca-se seu Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, de 1932, que o fez famoso no meio dos estudiosos de sua língua materna não apenas no Brasil mas também em Portugal.[4]

Podem-se destacar ainda seu Vocabulário Ortográfico, de 1941, que influenciou o Vocabulário Ortográfico da história da Academia Brasileira de Letras (ABL), cuja primeira edição foi publicada logo depois; e seu Dicionário Etimológico de Nomes Próprios, que viria a servir de base para o Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa da ABL, lançado apenas em 1999.

Foi ainda o autor do primeiro Dicionário de Português da Academia Brasileira de Letras, de 1967, e suas ideias e proposições acerca da ortografia da língua portuguesa influenciaram as bases da ortografia portuguesa atual. Foi autor ainda de "A saudade portuguesa na toponímia brasileira", entre muitas outras obras, foi o agraciado com o Prêmio Machado de Assis do ano de 1962.[2]

Obras selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Ligeiras Notas sobre Redação Oficial - Rio de Janeiro, 1914.
  • Ensaio de phonetica differencial luso-castelhana; dos elementos gregos que se encontram no espanhol (tese) - Rio de Janeiro: Jornal do Commercio, 1919.
  • Método Prático de Análise Lógica, - Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1920.
  • Como evitar as Sílabas em Latim - Rio de Janeiro: desconhece-se o editor, 1920.
  • Método Prático de Análise Gramatical, Rio de Janeiro: desconhece-se o editor, 1921.
  • O Idioma Nacional, Volume I - Rio de Janeiro: Typographia A Encadernadora, 1926.
  • O Idioma Nacional, Volume II - Rio de Janeiro: Typographia A Encadernadora, 1927.
  • O Idioma Nacional, Volumes III, IV e V - Rio de Janeiro: Typographia A Encadernadora, 1928.
  • Noções de estilística e de literatura - Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1929.
  • Dicionário etimológico da língua portuguesa - Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1932.
  • Num Paíz Fabuloso - Viagens"" - Rio de Janeiro: Calvino Filho Editor, 1933.
  • América do Sul - Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1937.
  • Estudos Filológicos 1ª Série - Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1939.
  • A Ortografia Simplificada ao Alcance de Todos - Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1940.
  • Dicionário de Dúvidas e Dificuldades do Idioma Nacional - Rio de Janeiro, 1941.
  • Vocabulário Ortográfico do idioma Nacional - Rio de Janeiro, 1941.
  • Gramática da língua espanhola para uso dos brasileiros - São Paulo: Nacional, 1943.
  • Idioma Nacional - Rio de Janeiro: Valverde, 1944.
  • O problema da regência (regência integral e viva) - Rio de Janeiro: Livraria editora Freitas Bastos, 1944.
  • Tesouro da fraseologia brasileira - Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1945.
  • Antologia Espanhola e Hispano-Americana - Rio de Janeiro: Zelio Valverde Editor, 1945.
  • Léxico de nomenclatura gramatical brasileira - Rio de Janeiro: Edições Dois Mundos, 1946.
  • Dicionário etimológico da língua portuguesa: nomes próprios - Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1952.
  • A gíria brasileira - Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica, 1953.
  • O linguajar carioca - Rio de Janeiro: Organização Simões, 1953.
  • Elementos de filologia românica - Rio de Janeiro: Organização Simões, 1954.
  • Efemérides Cariocas" - Rio de Janeiro, Governo do Distrito Federal, 1957
  • Bases para a elaboração do atlas lingüístico do Brasil - Rio de Janeiro: MEC, 1961.
  • Poesias Completas de Laurindo Rebêlo coligidas e anotadas Rio de Janeiro: desconhece-se o editor, 1963.
  • Dicionário de língua portuguesa da Academia Brasileira de Letras - Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1967.
  • Dicionário de sinônimos - Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1969.

Traduções, prefácios e organizações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Teatro de Beaumarchais - Rio de Janeiro: desconhece-se o editor, 1923
  • Os Lusíadas Edição escolar, Rio de Janeiro: desconhece-se o editor, 1930
  • Música do Parnaso de Miguel Botelho de Oliveira: prefácio e organização do texto. Rio de Janeiro; 1953
  • Fausto, de Goethe Tradução em colaboração com José Júlio Ferreira de Sousa. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1964

Sobre o biografado[editar | editar código-fonte]

  • ALVES PEREIRA PENHA, João. Filólogos Brasileiros. Franca: Editora Ribeirão Gráfica, 2002, p. 67-72.
Precedido por
'fundador'
ABRAFIL - cadeira 3
19441972
Sucedido por
Abgar Renault


Referências

  1. «TRES ASPECTOS DA OBRA DE ANTENOR NASCENTES» 
  2. a b «X CNLF - ANTENOR NASCENTES». www.filologia.org.br. Consultado em 26 de setembro de 2015 
  3. Antenor Nascentes (1886-1972), em www.filologia.org.br; visitado em 26 de agosto de 2013.
  4. «X CNLF - ANTENOR NASCENTES». www.filologia.org.br. Consultado em 26 de setembro de 2015 
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Antenor Nascentes
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.