Armin Meiwes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Armin Meiwes
Nome Armin Meiwes
Data de Nascimento 01 de dezembro de 1961 (55 anos)
Local de Nascimento Rotenburg, Alemanha
Nacionalidade  Alemanha (alemã)
Crime (s) Homicídio com consumo do cadáver
Pena Prisão perpétua
Situação Preso

Armin Meiwes (O Canibal de Rotenburg), nascido em 01 de Dezembro de 1961, é um alemão que alcançou notoriedade internacional por matar e comer uma vítima voluntária que ele havia encontrado através da Internet, ele tornou-se conhecido como "Der Metzgermeister" (O Açougueiro Mestre).

História[editar | editar código-fonte]

Através de um site para pessoas que se "oferecem" como alimento, Armin Meiwes combina junto de Bernd Jürgen Armando Brandes que ele iria assassiná-lo e comê-lo. Em março de 2001, em sua casa, Meiwes e Brandes se relacionam sexualmente. Após rezar pelo companheiro, planejam juntos como ele seria devorado. Meiwes então amputa o pênis de Brandes (com o consentimento dele) em uma pequena peça apelidada de "matadouro", decorada com objetos de açougue e uma jaula, e os dois comem juntos antes de Brandes morrer. Brandes insiste para Meiwes arrancar seu pênis a dentadas, mas não foi possivel então Meiwes usou uma faca. A primeira estava sem fio, então ele usou uma faca mais afiada e finalmente conseguiu arrancar o pênis fora. Em seguida começou a temperá-lo em uma frigideira com pimenta e alho, e serviu para que os dois comessem. Brandes não conseguiu comer sua porção, pois estava muito dura. Ele havia pedido ao seu amigo para desmembrá-lo apenas após perder a consciência, com o uso de remédios para dormir. Assim sendo, Meiwes por fim o esfaqueia no pescoço, seccionando a cabeça do corpo, pendurou seu corpo em um gancho de açougueiro e começou a fatiá-lo. Todo o incidente foi gravado em vídeo.

O corpo foi mantido no freezer, de onde Armin Meiwes retirou carne por meses e comeu em suas refeições diárias, chegando a ingerir cerca de 20 kg do cadáver. Em sua primeira entrevista após a condenação, Meiwes disse que refogou o "filé" de Bernd com sal, pimenta, alho e noz-moscada. Também disse que comeu os "bifes" com croquetes princesa, couve-de-bruxelas e molho de pimenta-verde. O sabor da carne, segundo Meiwes, era "semelhante ao da carne de porco, um pouco mais amarga e mais forte, mas um sabor muito bom"[1]. Quando a carne acabou, colocou um novo anúncio na internet e acabou denunciado por um internauta, sendo preso. Até hoje a condenação de Meiwes gera polêmica por conta da morte concebida do amigo. Brendes assumidamente desejava ser morto nas mãos de Meiwes. Para a polícia, o canibal disse que sempre quis ter um irmão mais novo e que o seu ato selava uma amizade onde ambos ficariam juntos para sempre.

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

  • Na sitcom britânica The IT Crowd, há uma referência ao incidente. No episódio terceiro da 2ª temporada com o nome de "Moss and the German".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]