Arte de Roubar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arte de Roubar
Portugal Portugal  Brasil Flag of Spain.svg Espanha
2008 •  cor •  103 min 
Realização Leonel Vieira
Produção Ramiro Acero
Jesus Martinez Asencio
Kiko Martínez
Produção executiva Miguel E. González
Argumento João Quadros
Roberto Santiago
Elenco Ivo Canelas
Enrique Arce
Flora Martínez
Género Ação
Comédia
Crime
Música Nuno Malo
Direção de fotografia José António Loureiro
Edição Luca Alverdi
Lançamento 6 de novembro de 2008
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Arte de Roubar é um filme português realizado por Leonel Vieira. É uma coprodução entre Portugal, Brasil e Espanha. O filme é originalmente falado em inglês.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Chico da Silva (Ivo Canelas) e Jesus Fuentes (Enrique Arce) são dois amigos que vivem de pequenos roubos e golpes. Ambos viveram a maior parte da vida nos EUA, Chico é emigrante português e Fuentes é espanhol. "Queimados" por terras do Tio Sam decidem vir para Portugal em busca do golpe perfeito. Já em Portugal, são contratados por um velho e estranho Mordomo, Augusto (Nicolau Breyner), para assaltar uma Herdade que pertence a uma Condessa. O objectivo do roubo é um quadro de naturezas mortas "As Pêras de Saint Rémy" de Vincent Willem, aliás Vincent Van Gogh, no valor de cinco milhões de euros (€5:000.000). Mas o destino tem outros planos. Gomes (Miguel Borges), um perigoso bandido, quer vingar-se do velho Mordomo e junta-se a Coxo, para ir à Herdade cumprir a sua missão. O dia e hora coincidem com o plano de Chico e Fuentes. Depois de muitas peripécias, os dois amigos acabam por fugir com o quadro...

Elenco[editar | editar código-fonte]

Nomeações[editar | editar código-fonte]

Globos de Ouro 2009 (Portugal)

Categoria Resultado
Melhor ator - Ivo Canelas Indicado

Referências

  1. «Marco Horácio». FNAC.pt. Consultado em 3 de julho de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]