Leonel Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leonel Vieira
Nascimento 19 de junho de 1969 (46 anos)
Miranda do Douro, Miranda do Douro
Nacionalidade Portugal português
Ocupação Cineasta
Atividade 1998–presente
Cônjuge Marta Leite de Castro (separado)
Outros prêmios
Globo de Ouro (1999, 2003) para Melhor Filme
IMDb: (inglês)

Leonel Vieira (Miranda do Douro, Miranda do Douro, 19 de Junho de 1969) é um cineasta português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Frequentou a Cooperativa de Ensino Polivalente Artístico Árvore II, CRL, escola de arte no Porto, sempre mais ligado à pintura e ao design. Depois tirou o Curso de Cinema da Escuela Superior de Artes y Espectaculos Tai, em Madrid. Foi ainda estagiário numa média-metragem underground, Sueño de Fortuna.

Em 1992 regressou a Portugal, começando a desenvolver o projecto A Sombra dos Abutres, estreado em 1997, rodado em Trás-os-Montes. A convite da SIC dirige o filme Zona J, estreado em 1998, sobre a situação social do bairro de Chelas, em Lisboa.

Para a televisão assinou a série da RTP Ballet Rose sobre o escândalo de pedofilia ocorrido na década de 1960 e o telefilme da SIC Mustang, em 2000.

Seguiram-se os filmes A Bomba, em 2001, A Selva, em 2002 — a partir do romance homónimo de Ferreira de Castro —, Um Tiro No Escuro, em 2005, e O Julgamento, de 2007.

Em 2008 realizou o videoclipe de Rosa Branca, o primeiro single do álbum Terra, da fadista Mariza. Em 2009 apresentou A Arte de Roubar, que contou com actores portugueses, espanhóis e colombianos.

Realiza novas versões dos filmes "O Pátio das Cantigas" e "O Leão da Estrela"

Viveu com Marta Leite de Castro entre Janeiro de 2003 e Agosto de 2007, da qual teve em 2006 uma filha Emília (Mia),[1] e novamente entre Fevereiro e Maio de 2010.[2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]