O Pátio das Cantigas (2015)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o filme de 1942 realizado por Ribeirinho, veja O Pátio das Cantigas.
O Pátio das Cantigas
Cartaz do filme
 Portugal
2015 •  cor •  111 min 
Realização Leonel Vieira
Produção Leonel Vieira
Coprodução Mariana Neto
Nuno Noivo
Argumento Pedro Varela
Baseado em O Pátio das Cantigas de Ribeirinho
Elenco Miguel Guilherme
César Mourão
Dânia Neto
Sara Matos
Rui Unas
Manuel Marques
Anabela Moreira
Género Comédia
Música Nuno Malo
Direção de arte Rui Alves
Cinematografia José António Loureiro
Edição Pedro Ribeiro
Companhia(s) produtora(s) Sky Dreams Entertainment
Stopline Films
Rádio e Televisão de Portugal
Distribuição NOS Audiovisuais
Lançamento Portugal 30 de julho de 2015
Angola 31 de julho de 2015
Moçambique 25 de setembro de 2015
Idioma Português
Orçamento 1 000 000 [1]
Receita 3 098 818,47 €[2]
Página no IMDb (em inglês)

O Pátio das Cantigas é um filme português e minissérie do género comédia, realizado e produzido por Leonel Vieira e escrito por Pedro Varela. Esta obra é uma refilmagem e adaptação do filme homónimo de 1942 realizado por Ribeirinho. Estreou-se nos cinemas em Portugal a 30 de julho,[3] em Angola a 31 de julho,[4] e em Moçambique a 25 de setembro de 2015.[5] Na Rádio e Televisão de Portugal, a versão minissérie estreou a 25 de dezembro de 2015.[6]

O Pátio das Cantigas é o primeiro filme/minissérie da trilogia produzida por Leonel Vieira intitulada Novos Clássicos, seguido por O Leão da Estrela (2015) e A Canção de Lisboa (2016).[7]

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

Elenco adicional[editar | editar código-fonte]

Aparições especiais[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Realizado por Leonel Vieira (Zona J, A Selva, Arte de Roubar, Um Tiro no Escuro), esta versão é uma refilmagem do filme homónimo da época de ouro do cinema português, que foi realizado por Ribeirinho em 1942, e o primeiro da trilogia Novos Clássicos, que conta com os filmes O Leão da Estrela, também realizado por Vieira, e A Canção de Lisboa de Pedro Varela.

A nova versão de O Pátio das Cantigas contou com as participações especiais dos apresentadores do talk show Há Tarde, Herman José e Vanessa Oliveira.

O presidente do conselho de administração da RTP, Gonçalo Reis, revelou que uma minissérie da refilmagem de O Pátio das Cantigas, seria exibida no canal, antes da transmissão do filme, cujo formato incluiu cenas inéditas que foram gravadas, mas não incluídas no filme.[8]

Minissérie[editar | editar código-fonte]

O Pátio das Cantigas: A Série
Informação geral
Formato Minissérie
Género Comédia
Duração 36 min. (sem publicidade)
Estado Transmissão concluída
Criador(es) Pedro Varela
País de origem  Portugal
Idioma original Português
Produção
Director(es) Leonel Vieira
Produtor(es) Nicolau Breyner
Ana Costa
Editor(es) Pedro Ribeiro
Cinematografia José António Loureiro
Distribuída por RTP
Guionista(s) Pedro Varela
Elenco Miguel Guilherme
César Mourão
Dânia Neto
Sara Matos
Rui Unas
Manuel Marques
Anabela Moreira
Compositor da música tema Nuno Malo
Empresa(s) de produção Sky Dreams Entertainment
Stopline Films
Rádio e Televisão de Portugal
Exibição
Emissora de televisão original RTP1
RTP1 HD
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 25 de dezembro de 2015 (2015-12-25) – 25 de dezembro de 2015 (2015-12-25)
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 3

O filme foi dividido em três episódios de uma minissérie que viria a estrear na sexta-feira de 25 de dezembro de 2015 a partir das nove horas e quinze minutos da noite. Todos os episódios foram transmitidos na RTP1, nesse mesmo dia.[9]


Episódios[editar | editar código-fonte]

Episódios Transmissão original Dia da semana Audiências
Estreia de temporada Final de temporada
3
25 de dezembro de 2015 (2015-12-25)
25 de dezembro de 2015 (2015-12-25)
Sexta-feira
9,1% (rating)
21% (share)
864 500 (espetadores)

Receção[editar | editar código-fonte]

Audiências[editar | editar código-fonte]

Esta longa-metragem foi a produção nacional mais vista com 607 776 espetadores, superando a do filme O Crime do Padre Amaro que em 2005, teve 380 671 espetadores e uma receita bruta de 1 643 842,88 euros.[10][11][12]

A sua transmissão na RTP1 encontrou uma alta audiência. Os três episódios de O Pátio das Cantigas: A Série foram o oitavo programa mais visto do dia, com 9,1% de rating, 21,0% share e 864 500 espetadores.[13]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Público 1 de 5 estrelas.
Observador desfavorável

No seio da crítica portuguesa, as opiniões relativamente a O Pátio das Cantigas foram consistentemente desfavoráveis.

Luís Miguel Oliveira do Público é muito crítico do «product placement a rodos» no filme e de como a trama «se revela incapaz de lidar com tanta coisa, tanta personagem, tanto novelo na intriga». Quanto aos atores: «Salvam-se Anabela Moreira e Rui Unas, e sobretudo Miguel Guilherme, o único actor que é possível imaginar a imitar António Silva e não se sair mal. Mas nem ele impede o desastre».[14]

Eurico de Barros do Observador também apresenta um ponto de vista desfavorável do filme quando o compara com a obra original: «O novo “Pátio das Cantigas” faz figura de contrafação grosseira, de moeda má face à moeda boa. Se se tratasse de televisão, seria como comparar “Os Batanetes” com o “Monty Python's Flying Circus”». Conclui que «o filme tem ar de televisão maquilhada para se assemelhar a cinema».[15]

Comercialização[editar | editar código-fonte]

DVD[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado em DVD a 18 de novembro de 2015.[16]

Especificações Conteúdos extra Data de lançamento
  • 1 disco
  • Vídeo: Widescreen 2.35:1 / Anamórfico 16:9
  • Áudio: Português, Dolby Digital 5.1
  • Legendas: Inglês, francês
  • Mensagem dos atores (01:16)
  • Making-of (37')
  • TrailersO Pátio das Cantigas

- Trailer 1 : 02’ 27’’ - Trailer 2 : 01’ 52’’ - Trailer 3 : 01’ 31’’

  • TrailersO Leão da Estrela

- Trailer 1 : 02’ 02’’ - Trailer 2 : 01’ 44’’ - Trailer 3 : 02’ 02’’

Zona 2:

18 de novembro de 2015

Reconhecimentos[editar | editar código-fonte]

Ano Prémios Categorias Destinatários e nomeados Resultado Referências
2015 2.º Prémios Áquila Melhor ator principal Miguel Guilherme Venceu [17][18]
Melhor ator secundário José Pedro Vasconcelos Venceu
Melhor atriz secundária Anabela Moreira Indicado
2016 4.º Prémios Sophia Melhor direção artística Rui Alves Indicado [19]
Melhor banda sonora original Nuno Malo Indicado

Referências

  1. Ho, Alexandra (30 de agosto de 2015). «O Pátio dos cifrões». Sol 
  2. «Ranking dos filmes nacionais mais vistos (2004—2016)» (PDF). Dados até 14 de dezembro de 2016. Instituto do Cinema e Audiovisual. Consultado em 15 de dezembro de 2016. 
  3. Lusa (6 de maio de 2015). «Nova versão do filme "O Pátio das Cantigas" estreia-se a 30 de julho». Diário de Notícias 
  4. «Os filmes da semana – estreias nos cinemas a 31 de julho de 2015». Bantumen. 31 de julho de 2015 
  5. «O Pátio das Cantigas». SAPO Txiling. SAPO. Consultado em 27 de setembro de 2015. 
  6. «Estreia: O Pátio das Cantigas (Minissérie)». Extra. Rádio e Televisão de Portugal. Consultado em 15 de abril de 2016. 
  7. «"A Canção de Lisboa" completa a trilogia "Novos Clássicos"». Agora Nós. Rádio e Televisão de Portugal. Consultado em 15 de dezembro de 2016. 
  8. Gurgel, Márcia (13 de dezembro de 2015). «Minissérie de 'O Pátio das Cantigas' chega à RTP1 no Natal». Diário de Notícias 
  9. «Minissérie de "O Pátio das Cantigas" estreia na RTP1». SAPO Mag. SAPO. 15 de dezembro de 2015 
  10. Cardoso, Joana Amaral (25 de agosto de 2015). «Estes são os 20 filmes portugueses mais vistos em 40 anos e O Pátio das Cantigas está no topo». Público 
  11. Lusa (25 de agosto de 2015). «"O pátio das cantigas" lidera lista dos filmes portugueses mais vistos em sala de cinema». Observador 
  12. Lusa (6 de agosto de 2015). «'Remake' do 'Pátio das Cantigas' entre os dez filmes portugueses mais vistos da década». Diário de Notícias 
  13. Ferreira, David (26 de dezembro de 2015). «Audiências – 25-12-2015». A Televisão 
  14. Oliveira, Luís Miguel (29 de julho de 2015). «Não temos cá disto». Público 
  15. Barros, Eurico de (30 de julho de 2015). «"O Pátio da Cantigas": Ó Evaristo, mas o que é isto?». Observador 
  16. «DVD "O Pátio das Cantigas"». Sábado. 9 de novembro de 2015 
  17. Braga, Zita Ferreira (7 de outubro de 2015). «Revelados os nomeados aos Prémios Áquila». Hardmusica 
  18. «Prémios Áquila: a lista completa de vencedores». Revista Lux. 11 de dezembro de 2015 
  19. Lusa (7 de abril de 2016). «Um Amor Impossível lidera nomeações a prémios de cinema português». Diário de Notícias 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]