O Crime do Padre Amaro (2005)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Crime do Padre Amaro
Cartaz do filme.
 Portugal
2005 •  cor •  100 min 
Realização Carlos Coelho da Silva
Produção Alexandre Valente
Argumento Vera Sacramento
Baseado em O Crime do Padre Amaro 
de Eça de Queirós
Elenco Jorge Corrula
Soraia Chaves
Nicolau Breyner
Género Drama
Acção
Música Sam the Kid
Pacman
Direção de fotografia Inês Carvalho
Mário Castanheira
Edição João Braz
Companhia(s) produtora(s) Sociedade Independente de Comunicação (SIC)
Distribuição Lusomundo Audiovisuais
Lançamento 27 de Outubro de 2005
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

O crime do Padre Amaro é um filme português realizado por Carlos Coelho da Silva, adaptado da obra homónima de Eça de Queirós por Vera Sacramento. Este filme bateu todos os recordes de bilheteira de filmes portugueses em Portugal.

O filme adapta a história do livro da cidade de Leiria de 1875, para um bairro social de Lisboa de 2005, cheio de problemas de marginalização e socioculturais. Inclui várias cenas de sexo arrojadas que receberam particular atenção da imprensa e público. Nele são também acentuadas as criticas a homens do clero que a obra de Eça não ficcionava.

É também uma mini-série da SIC (e assim foi inicialmente concebido), pretendendo o canal eventualmente transmiti-la com cenas inéditas.

O filme estreou-se em Portugal a 27 de Outubro de 2005.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Amaro é um jovem padre, acabado de sair do seminário, que vem a Lisboa substituir um falecido padre. A paróquia a que chega situa-se num bairro social, tomado pela delinquência. Desde logo, é apadrinhado pelo seu antigo professor, o Cónego Dias, que lhe arranja estada na casa da devota Joaneira. Aí, o jovem Amaro conhece Amélia, uma jovem sensual e sedutora, que provoca ao padre sentimentos nunca antes experimentados. Amaro faz de tudo para resistir à tentação, mas Amélia não desiste. Será que um homem de Deus consegue vencer o desejo carnal?

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Ficha artística[editar | editar código-fonte]

Prémios[editar | editar código-fonte]

Globos de Ouro 2007 (Portugal)

Categoria Resultado
Melhor beijo - Jorge Corrula e Soraia Chaves Indicado
Melhor vilão - Nicolau Breyner Indicado

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]