As Flores de Lótus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
As Flores de Lótus
Autor(es) José Rodrigues dos Santos
Idioma português
País Portugal Portugal
Gênero Romance
Série Trilogia do Lótus #1
Editora Gradiva
Lançamento Outubro de 2015
Páginas 688
ISBN 9789896166717
Cronologia
A Chave de Salomão
O Pavilhão Púrpura

As Flores de Lótus[1] é o título do primeiro romance de uma trilogia que aborda as ideologias do fascismo e do comunismo e os grandes acontecimentos que marcaram as sociedades portuguesa, chinesa, soviética e japonesa.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Pode uma ideia mudar o mundo?

O Século XX nasce, e com ele germinam as sementes do autoritarismo. Da Europa à Ásia, as ondas de choque irão abalar a humanidade e atingir em cheio quatro famílias.

Depois de assistir à queda da monarquia, o capitão Artur Teixeira vê as esperanças da República afundarem-se num caos de instabilidade. Adere à revolução militar e recebe uma missão: convencer Salazar a tornar-se ditador. Satake Fukui cresce num Japão dilacerado entre a tradição e a modernidade. O seu confronto com o militarista Sawa reflecte um braço de ferro que ameaça mergulhar o país e o mundo numa catástrofe sem precedentes. A chinesa Lian-hua nasce com olhos azuis, os mesmos que veem a China arrastada para um choque titânico entre os nacionalistas, os comunistas e os japoneses. Apanhada no fogo cruzado, é raptada por um radical comunista: o jovem Mao Tsé Tung. Os bolcheviques acabam de conquistar a Sibéria e batem à porta da pequena quinta dos Skuratov. Estaline iniciou as coletivizações e Nadezhda e a família são lançados num ciclo de medo, fome e sofrimento.

Referências

  1. «José Rodrigues dos Santos: "Este livro é um género inexistente em Portugal"». Diário de Notícias. Consultado em 12 de Outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: José Rodrigues dos Santos


Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.