Atafona (São João da Barra)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Atafona é um distrito do município de São João da Barra, que faz parte da Região Norte Fluminense, quase divisa com o estado do Espírito Santo.

Trata-se de uma aldeia e porto de pescadores que, nas últimas décadas, tornou-se um balneário para veranistas, provenientes sobretudo da vizinha cidade de Campos dos Goytacazes.

Atafona representa ainda o ponto em que o rio Paraíba do Sul, que passa pelos três estados mais populosos e industriais do Brasil (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro), encontra o Oceano Atlântico. Desde os anos 70, as águas do mar vêm invadindo trechos de praia mais próximos à foz do rio, engolindo casas e ruas.[1] A praia do Pontal apresenta-se hoje como uma porção residual do que já foi uma extensa faixa de terra que se avizinhava da região da foz.

Com vida pacata durante a maior parte do ano, Atafona vê sua população crescer muito durante os meses de verão, quando diversos empreendimentos voltados ao entretenimento entram em operação e shows são promovidos na área conhecida como Balneário.

Atafona apresenta uma rede de pousadas e restaurantes, estes últimos especializados em frutos do mar. As principais áreas de lazer da localidade estão junto à restinga da praia, já na saída para a praia de Chapéu do Sol, e em frente ao rio Paraíba do Sul, que forma ilhas naturais ainda pouco desenvolvidas.

Curiosidades:

  1. Atafona significa Moinho de Vento e/ou Pedra de Moinho e, muito provavelmente, tem este nome devido à invasão Holandesa, iniciada em 1624 (os moinhos são comuns e tradição na Holanda até os dias de hoje). O que a história não relata é que em 1622 os mesmos Holandeses instalaram-se no território onde hoje conhecemos como Atafona, mais especificamente na Ilha da Convivência. A ilha ainda existe, mas devido ao avanço do mar, não está mais habitada. Alguns descendentes ainda mantém a tradição de união entre pessoas da mesma família (primos com primas).
  2. Atafona foi e ainda é referencia regional na construção naval - barcos de pesca. Principalmente na época de D. Pedro II, quando existia uma linha fixa de navegação entre o Brasil e Europa: Rio x Liverpool x Hamburgo, com conexões em São João da Barra (Atafona) e Salvador-BA.
  3. Atafona é, também, fonte natural das famosas areias monazíticas. Muitos a procuram para experimentar suas propriedades já, comprovadas, na cura de artrites e inflamações nas articulações.
  4. Atafona possui também relatos de avistamentos de OVNIS (objetos voadores não identificados).

Referências

  1. «Avanço do Mar sobre Atafona». Último Segundo. Consultado em 5 de outubro de 2012