Avalon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Avalon (desambiguação).
Avalon
Informações da publicação
Tipo Lendária ilha dos mortos
Gênero Ciclo Arturiano
Criado por Geoffrey de Monmouth
Possíveis localizações Glastonbury, Reino Unido
Pessoas notáveis Rei Artur, Morgana Le Fay
Origem Historia Regum Britanniae

Avalon (provavelmente do celta abal: maçã) é uma ilha lendária da lenda arturiana, famosa por suas belas maçãs. Ele aparece pela primeira vez Historia Regum Britanniae ("A História dos Reis da Bretanha") de Godofredo of Monmouth como o lugar onde a espada do Rei Artur, a Excalibur foi forjada e posteriormente para onde Artur é levado para se recuperar dos ferimentos após a Batalha de Camlann. Como uma "Ilha dos Bem-aventurados" Avalon tem paralelo em outros lugares na mitologia indo-europeia, em particular a Tír na nÓg irlandesa e a Hespérides grega, também conhecidas por suas maçãs. Avalon foi associada há muito tempo com seres imortais, como Morgana Le Fay.

Outros estudiosos atribuêm que Avalon, sendo uma Ilha dos Mortos, "onde a chuva nunca cai e o vento nunca bole", teria sido um local oculto, possivelmente no interior da montanhas da outrora Aquitânia, sendo que no passado, outras civilizações teriam escavado templos no interior dessas montanhas, referenciados aos soberanos dessa altura como mundos subterrâneos.

Conexão com Glastonbury[editar | editar código-fonte]

Em torno de 1190 Avalon tornou-se associado com Glastonbury, quando monges da Abadia de Glastonbury alegaram ter descoberto os ossos de Artur e sua rainha. É no trabalho de Giraldus Cambrensis que encontra-se a primeira conexão:

Referências