Avenida Cupecê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Avenida Cupecê
 Brasil
Extensão aprox. 5.200
Início Rua Padre Bento Ibanez
Subprefeitura(s) Cid.Ademar, Jabaquara e município de Diadema
Distrito(s) Cidade Ademar, Jabaquara
Bairro(s) Jardim Itacolomi, Cidade Domitila, Americanopolis,Vila Clara e Jardim Miriam
Fim Avenida Pres. Kennedy (Diadema)

Avenida Cupecê é uma importante via da Zona Sul de São Paulo, Brasil. Em conjunto com as Avenida Roque Petroni Júnior, Avenida Professor Vicente Rao e Avenida Vereador João de Luca, faz a ligação da Ponte do Morumbi, na Marginal Pinheiros, até o centro de Diadema. É o principal caminho entre a capital paulista e Diadema em que não há cobrança de pedágio.

Na avenida passa o Corredor Metropolitano São Mateus - Jabaquara, ligando a cidade de Diadema e a Região do Grande ABC á região da Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini.

O final da Avenida Cupecê era a famosa Casa Palma. Na casa Palma, o armazem daqueles época (1950), vendia-se de tudo, inclusive fogos de artificio. Além dela somente chácaras e sítios. Naquele tempo para se chegar à Via Anchieta partindo de Santo Amaro ou Brooklin, era necessário passar pelo Aeroporto, Jabaquara, Americanópolis, Diadema e Piraporinha, bairros que a avenida cruza.

História[editar | editar código-fonte]

Um grande descampado: era isso a Cidade Ademar nos anos 1950. A Empresa Anchieta fizera ali um loteamento, e o engenheiro responsável pelo trabalho se chamava Ademar. Essa é a primeira versão para o nome do bairro. A segunda é que a área era uma grande fazenda que pertencia ao governador Ademar de Barros. Antes disso, nos anos 1930, o local era parada obrigatória de quem vinha de São Bernardo para São Paulo de carro de boi.

Naquela época estavam surgindo na região dezenas de olarias que, além de fornecer materiais para as construções que estavam se erguendo, empregavam muitos operários, o que obviamente incrementou o crescimento do bairro.

A partir daí, o desenvolvimento foi num crescendo e a Cidade Ademar se tornou um bairro de classe média, com residências térreas e um comércio variado.

O distrito abriga um pequeno bairro com um belo nome indígena: é o Jardim Cupecê, que em tupi significa “língua partida”, ou também, segundo o dicionarista Teodoro Sampaio, co-pecê, “roça dividida”.

Parque na Avenida[editar | editar código-fonte]

O Parque Nabuco, foi criado com o objetivo de preservar a vegetação existente antes que a área fosse invadida por loteamentos clandestinos, como é comum na capital.

Apesar do pequeno tamanho, o Nabuco é intensamente utilizado pelos moradores do bairro e mesmo por vizinhos, e tem gramados, jardins e um grande número de árvores frutíferas, que atrai muitos pássaros e pequenos animais. Além disso, conta com churrasqueiras, bicicletário, pista de cooper, quatro parques infantis, quadra poliesportiva e outras benfeitorias.

Ver também[editar | editar código-fonte]