Baltemar Brito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Baltemar Brito
Informações pessoais
Nome completo Baltemar José Oliveira Brito
Data de nasc. 9 de janeiro de 1952 (65 anos)
Local de nasc. Recife (PE), Brasil
Informações profissionais
Equipa atual AEK Atenas
Posição Assistente
(ex-Zagueiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1972
1973–1974
1974–1975
1975–1977
1977–1979
1979–1980
1980–1982
1982–1983
1983–1985
1985–1988
Sport
Santa Cruz
Vitória de Guimarães
Paços de Ferreira
Feirense
Paços de Ferreira
Rio Ave
Vitória de Setúbal
Rio Ave
Varzim
Times/Equipas que treinou
1988
1990–1994
1998–1999
1999–2000
2001
2001–2004
2004–2007
2008–2010
2010–2011
2011
2013
2013-2014
2015-2016
2016-
Varzim
Macedo de Cavaleiros
Macedo de Cavaleiros
Barrosas
União de Leiria (assistente)
Porto (assistente)
Chelsea (assistente)
Internazionale (olheiro)
Al-Ittihad
Al Dhafra
Grêmio Osasco
Al-Ittihad
Espérance (assistente)
AEK Atenas (assistente)

Baltemar José Oliveira Brito, mais conhecido como Baltemar Brito (Recife, 9 de janeiro de 1952), é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como zagueiro. Durante alguns anos foi auxiliar-técnico de José Mourinho é irmão, por parte de pai, do artista plástico Romero Brito. Atualmente é assistente no AEK Atenas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Baltemar Brito iniciou sua carreira de jogador no Sport, em 1972. e depois jogou os dois anos seguintes no Santa Cruz, quando depois foi para Portugal, onde atuou em equipes medianas, como: Vitória de Guimarães, Paços Ferreira, Feirense, Paços Ferreira, Rio Ave, Vitória Setúbal, até encerrar a carreira de jogador no Varzim, em 1988. aonde, começou sua carreira como treinador. em seguida treinou o modesto Macedo de Cavaleiros. mais na temporada 2001-02, no União de Leiria, inicia uma ligação com José Mourinho. onde foi um de seus assistentes. durante 7 temporadas (2003 a 2010) sendo responsável por uma parte importante do êxito de José Mourinho no Porto, Chelsea e Internazionale, com tarefas específicas como analisar os adversários e fazer prospecção detalhada de jogadores.

Em 2010, foi convidado a ser treinador do Belenenses[1], mas devido a divergências com a nova direção do clube, foi demitido sem dirigir[2]. ainda esse ano, comandou o Al-Ittihad da Líbia e devido a crise interna no país, saiu do clube[3]. Depois treinou o Al Dhafra.

Em 2013, esteve no comando do Grêmio Osasco,[4] mas foi demitido em 18 de março de 2013, pelo péssimos resultados na competição.

Ainda em em 2013, voltou ao Al-Ittihad da Líbia. Em 2014 foi para o Espérance da Tunísia e em 2016 foi para a Grécia do AEK Atenas. Esses dois últimos chegou como Auxiliar Técnico. [6]

Referências

  1. PÚBLICO.PT (5 de junho de 2010). «Baltemar Brito apresentado como treinador do Belenenses». 19:54. Consultado em 20 de maio de 2012 
  2. PÚBLICO.PT (6 de julho de 2010). «Baltemar Brito despedido do Belenenses ao fim de um mês». 23:27. Consultado em 20 de maio de 2012 
  3. Globoesporte.com (26 de fevereiro de 2011). «Ex-assistente técnico de Mourinho é mais um brasileiro a deixar a Líbia». 14:39. Consultado em 20 de maio de 2012 
  4. Ricardo Oliveira/Diário SP (26 de novembro de 2012). «José Mourinho vive em Osasco». 11:09. Consultado em 28 de novembro de 2012 
  5. «Baltemar Brito, ex-auxiliar de José Mourinho». Universidade do Futebol. 11 de janeiro de 2013. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  6. http://www.ogol.com.br/player.php?id=79734 Histórico como Treinador

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Baltemar Brito


Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.