Baterias Moura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Baterias Moura
revendedora em Capitão de Campos, Piauí
Razão social Acumuladores Moura S.A.
Atividade Automotiva
Fundação 1957
Fundador(es) Edson Mororó Moura
Sede Belo Jardim,  Pernambuco
Produtos Baterias automotivas
Receita Aumento R$ 1,22 bilhão (2017)[1]
Lucro Aumento R$ 314,1 milhões (2017)[1]
Website oficial www.moura.com.br/

A Acumuladores Moura S.A., mais conhecida pelo nome de fantasia Baterias Moura, é uma empresa brasileira oriunda do estado de Pernambuco, que fabrica acumuladores elétricos para os mercados automotivo, náutico, logístico, de telecomunicações, de sistemas no-break e de energia alternativa.[2] É a maior empresa no segmento de acumuladores da América Latina.[3]

Empresa totalmente nacional de capital fechado, possui sete fábricas (cinco em Belo Jardim-PE (sede), uma em Itapetininga-SP e uma em Pilar na Argentina) e uma capacidade de produção anual que ultrapassa dez milhões de unidades.[4] Sua sede administrativa está situada na capital pernambucana, Recife. Fornece baterias para metade dos carros fabricados no Brasil e atende aos mercados nacional e externo através de uma rede de distribuição própria com mais de 65 pontos nos principais centros urbanos do Brasil e representações comerciais em países da América do Sul, Central, África e Europa.[3][4]

Desde 2012 figura na lista das melhores empresas do Brasil elaborada pela Revista Exame.[5] Em 2015 também fez parte da publicação Valor 1000 elaborada pelo jornal Valor Econômico, que lista as mil maiores empresas do país.[6][7]

Em 2016 passou a atuar mercado de óleos lubrificantes automotivos, lançando a marca Lubel.[8]

História[editar | editar código-fonte]

A Baterias Moura nasceu em 1957, na cidade de Belo Jardim, Pernambuco, Nordeste brasileiro. Foi fundada pelo químico industrial Edson Mororó Moura e por sua esposa e colega de profissão Conceição Viana Moura.[3]

Referências

  1. a b «Lucro da Baterias Moura sobe 4,4% em 2017, para R$ 314 milhões». Valor Econômico. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  2. «Evolução da Moura». Consultado em 1 de abril de 2016 
  3. a b c «Morre, em Recife, fundador da fábrica de baterias Moura». O Globo. Consultado em 1 de abril de 2016 
  4. a b «Moura, um sonho que foi além». Folha - PE. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  5. «Acumuladores Moura S.A.». Exame. Consultado em 1 de abril de 2016 
  6. «Baterias Moura projeta crescimento real de até 4% em 2016». Valor Econômico. Consultado em 1 de abril de 2016 
  7. «Valor premia as 25 empresas campeãs». Valor Econômico. Consultado em 1 de abril de 2016 
  8. «Baterias Moura lança linha de óleo lubrificante». 28 de março de 2016. Consultado em 1 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]