Benedito Geraldo Ferraz Gonçalves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo historiador brasileiro, veja Geraldo Ferraz de Sá Torres Filho.

Benedito Geraldo Ferraz Gonçalves, publicamente conhecido como Geraldo Ferraz (Campos Novos Paulista, 19051979), foi um escritor, jornalista e crítico literário brasileiro. Fez parte do movimento modernista junto com Oswald de Andrade e Raul Bopp, participando como secretário da Revista de Antropofagia 1929. Em 1933 fundou o jornal O Homem Livre e, juntamente com Mário Pedrosa, Patrícia Galvão, Hilcar Leite e Edmundo Moniz, participou do jornal a Vanguarda Socialista durante os anos de 1940-46, foi também fundador do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo [1].

Trabalhou nos jornais A Tribuna de Santos, O Estado de S. Paulo, Folha da Noite e Diário da Noite. Fundou e foi secretário do Correio da Tarde. Casado com Patrícia Rehder Galvão (Pagú) com quem teve um filho, Geraldo Galvão Ferraz.

Adaptação ao cinema[editar | editar código-fonte]

Em 1978 teve seu romance Doramundo adaptado para o cinema numa premiada versão. Com direção de João Batista de Andrade, o filme mostra a mudança provocada na rotina e no comportamento dos habitantes de uma pequena cidade ferroviária do interior de São Paulo por uma sucessão de mortes estranhas. A Companhia que explora a estrada de ferro resolve intervir temendo a repercussão jornalística dos acontecimentos. O roteiro teve a versão inicial feita por Vladimir Herzog.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • A Famosa Revista - Romance 1945 (em colaboração com Patrícia Galvão). Ed. América
  • Doramundo - Romance 1956. Capa e ilustrações Lívio Abramo. Centro de Estudo Fernando Pessoa de Santos
  • Depois de Tudo- Biografia 1983. Paz e Terra
  • O Empolgante Caso do Romance Policial. Abril Cultural
  • Guernica Poema Vozes do Quadro de Picasso - Poesia. Editora: Massao Ohno, 1962.
  • Km 63 - Conto - 1979
  • Retrospectiva - Figuras Raízes e Problemas da Arte Contemporânea. Cultrix, 1975.
  • Viva Pagu : Fotobiografia de Patrícia Galvão Lúcia Mª Teixeira Furlani & Geraldo Galvão Ferraz. Editora: Imesp,2010.
  • Warchavchik e a introdução da nova arquitetura no Brasil: 1925 a 1940 Editora: Museu de Arte de São Paulo, 1965. Prefácio de P. M. Bardi
  • Wega Liberta em Arte - (1954-1974). 1975, Ed São Paulo.
  • 50 Xilogravuras Lasar Segall. Miranda, Murilo/ Ferraz, Geraldo/Drummond de Andrade. Ed. Record,1967

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências