Bombas de deslocamento positivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Bomba de deslocamento positivo ou bomba volumétrica é toda bomba que, após um ciclo do seu mecanismo de compressão, desloca um volume fixo de produto independente da pressão na saída.

Bombas de deslocamento positivo[editar | editar código-fonte]

Toda bomba que após uma rotação de seu eixo, desloca um volume fixo de produto, independentemente das condições de pressão na saída, é uma bomba de deslocamento positivo, o que não é conseguido nas bombas centrífugas.

Entretanto, no bombeamento de líquidos pouco viscosos e a pressões elevadas, mesmo nas bombas de deslocamento positivo, observa-se uma pequena redução na vazão por rotação do eixo, de aproximadamente 10%.

São bombas que não admitem recirculação interna, ou seja, sempre deslocam fluido da entrada para a saída. Essas bombas caracterizam-se por trabalhar com baixas vazões e altas pressões e podem ser utilizadas com fluidos mais espessos (maior viscosidade). Bombas de deslocamento positivo se dividem em dois grupos: bombas alternativas e bombas rotativas.

As bombas de deslocamento positivo também podem ser chamadas de BOMBAS VOLUMÉTRICAS, assim são chamadas porque deslocam uma quantidade fixa (finita) de volume de fluido por vez.

Um exemplo das bombas volumétricas é a de pistão onde seu mecanismo de funcionamento se restringe a três elementos mecânicos básicos: CILINDRO, PISTÃO e VÁLVULAS. Com esses 3 elementos cria-se um semivácuo numa extremidade da bomba e uma compressão noutra extremidade conseguindo desta forma tirar o fluido de uma posição baixa e colocá-lo numa posição mais alta.

Princípio de funcionamento[editar | editar código-fonte]

O princípio de funcionamento da bomba baseia-se no deslocamento da engrenagem interna (palheta) em relação à engrenagem externa (rotor), isto é, a engrenagem interna gira excentricamente ao eixo da bomba.

Na entrada da bomba são formadas câmaras de sucção, entre os dentes da palheta e os dentes do rotor, que puxam o líquido para dentro da bomba.

Logo após, o fluxo de líquido é dividido pela meia-lua, que é fixa. Parte do fluxo é conduzida entre os dentes da palheta e a outra parte é conduzida entre os dentes do rotor. A meia-lua funciona como vedação entre a saída e a entrada da bomba.

Na etapa final, a palheta e o rotor voltam a se engrenar, reduzindo os espaços entre os dentes das engrenagens e expulsando o líquido pela conexão de saída da bomba.

Tipos de bombas de deslocamento positivo. -bombas de engrenagem -bombas de pistão(compensadas por pressão)

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.