Bráulio de Saragoça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "São Bráulio" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Bráulio.
São Bráulio de Saragoça
Estátua de São Bráulio na Basílica de Nuestra Señora del Pilar, em Saragoça
Nascimento 590
Morte 651
Veneração por Igreja Católica
Festa litúrgica 26 de março
18 de março (na Espanha)
Padroeiro Aragão
Padroeira Basílica de Nuestra Señora del Pilar, Saragoça, Espanha
Gloriole.svg Portal dos Santos

Bráulio de Saragoça (em latim: Braulius Caesaraugustanus), bispo de Saragoça (590–651), foi um religioso do século VII na Hispânia e sucessor de seu irmão, João, na sé onde ambos foram arcediagos. Bráulio foi também conselheiro e confidente de diversos reis visigodos, incluindo Quindasvinto, cujo filho, Recesvinto, recomendou que fosse coroado "rei associado".

História[editar | editar código-fonte]

Bráulio escreveu uma "Vita" de Santo Emiliano e acredita-se ter encorajado Santo Isidoro de Sevilha a dedicar-se às suas ambições enciclopédicas, inclusive tomando papel ativo em revisar a obra. Estava presente no quarto, quinto e sexto concílios de Toledo e respondeu em nome do clero ibérico à acusação do papa Honório I de que eles negligenciavam suas tarefas regulares. Bráulio foi perdendo gradativamente a visão e já estava cego ao morrer. Foi enterrado no local onde hoje está a Basílica de Nuestra Señora del Pilar, em Saragoça, e foi sucedido por Taio (Taius), que foi seu estudante.

Atualmente está sepultado na Catedral La Seo de Saragoça, para onde seus restos foram levados.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]