Business Software Alliance

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Business Software Alliance (BSA) é uma empresa criada em 1988 representando várias das maiores empresas de software do mundo.[1] Sua principal atividade é tentar deter a violação de direitos autorais dos softwares produzido por seus membros.

É financiada através de anuidades baseadas no faturamento de cada membro, e através de acordos com empresas que violaram o copyright do software de seus membros; foi a principal aliada na pretensão monopolista de empresas como a Microsoft nos primeiros anos de sua existência. No final dos anos 90, quando a justiça dos EUA pôs em xeque a existência da própria Microsoft (e a liberdade de seus criadores), passou a laborar em prol de um status quo bias no mercado de software global. Porém, após a BSA diretamente sofrer sanções por conta de seu modice operanda pela justiça da Austrália e em sociedades em que o Estado de Direito se expressa com muita clareza, limita-se hoje em dia em atuar para a mesma coisa em países em desenvolvimento, incluindo o Brasil — uma República e um Estado de Direito, que no Art. 170 de sua Constituição expressamente ser princípio da ordem econômica do Brasil exatamente o oposto da atuação dos colaboradores da BSA.

É um membro da International Intellectual Property Alliance.

Membros[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Business Software Alliance». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 21 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Organizações não governamentais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.