Cônego Marinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cônego Marinho
"cônego

uma cidadezinha hospitaleira em desenvolvimento social e econômico."

Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário setembro
Fundação 1995
Gentílico cônego marinhense[1]
Lema UM NOVO TEMPO.
Prefeito(a) NATALINO PEREIRA RODRIGUES (PDT)
Localização
Localização de Cônego Marinho
Localização de Cônego Marinho em Minas Gerais
Cônego Marinho está localizado em: Brasil
Cônego Marinho
Localização de Cônego Marinho no Brasil
15° 17' 38" S 44° 25' 04" O15° 17' 38" S 44° 25' 04" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008[2]
Microrregião Januária IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Montalvânia, Bonito de Minas, Januária, Itacarambi, Miravânia
Distância até a capital 634[3] km
Características geográficas
Área 1 617,916 km² [4]
População 7 089 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 4,38 hab./km²
Altitude 640 m
Clima semiárido[6] Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,639 médio PNUD/2000[7]
PIB R$ 25 087,743 mil IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 3 890,18 IBGE/2008[8]
Página oficial

Cônego Marinho é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população recém recenseada em 2010 é de 7.056 habitantes. Possui pavimentações ligando à cidade de Januária e à Bonito de Minas e a cidade de Miravânia. A cidade possui cobertura da VIVO para uso de celular num raio de aproximadamente 5 km no centro da cidade. Faz uso da internet sem fio (wireless) fornecida pela Master Cabo e Conet de Januária e via satélite nas escolas. Possui os distritos de Cruz dos Araújos e Olhos D'água e várias comunidades próximas. O município não apresenta uma atividade comercial abrangente, exceto o artesanato de utensílios de barro (olaria) produzidos por artesões em uma comunidade próxima ao distrito de Cruz dos Araújos. Há também produção de cachaça que é comercializada quase que totalmente no próprio município,

O ponto mais alto do município é de 640 metros, local: ponto central da cidade [1]

Histórico

O povoado que deu origem a Cônego Marinho, antes chamado de Saco dos Bois, começou a se formar no ano de 1800, quando chegam para habitar a região, as famílias Mota, Lisboa e Rodrigues. O nome inicial dado ao arraial de Saco dos Bois foi devido a formação geográfica do local e por se tratar de um lugar conhecido pela fertilidade de suas terras, abundancia de pastagens naturais e fartura de água, o que fazia da região um lugar muito usado para criação de gado no período de estiagem. Em 7 de setembro de 1923, o antigo arraial de saco dos bois torna-se distrito do município de Januária e passa a chamar-se Cônego Marinho, nome dado em homenagem ao Padre José Antônio Marinho que foi o primeiro padre assistente do Cônego Ramiro Leite. O Padre José Antônio Marinho nasceu em 1803, no Brejo do Amparo, era filho de lavradores. Revelando-se portador de privilegiado talento, seu padrinho mandou-o estudar no seminário de Olinda—Pernambuco. Após 72 anos na condição de distrito de Januária, através de um plebiscito, Cônego Marinho teve a sua emancipação aprovada em 21 de dezembro de 1995.

Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Cônego Marinho (ex-povoado de Saco dos Bois), pela Lei Estadual nº 843, 7 de setembro de 1923, com terras desmembrada do distrito de Brejo do Amaro, subordinado ao município de Januária.  Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Cônego Marinho, figura no município de Januária.  Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.  Elevado à categoria de município com a denominação de Cônego Marinho, pela lei estadual nº 12030, de 21 de dezembro de 1995, desmembrado de Januária.  Sede no antigo distrito de Cônego Marinho. Constituído do distrito sede. Instalado em 1 de janeiro de 1997.  Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído do distrito sede. Pela Lei nº 146, de 27 de novembro de 2003, é criado o distrito de Olho d′Água do Bom Jesus e anexado ao município de Cônego Marinho.  Pela Lei Municipal nº147, de 27 de novembro de 2003, é criado o distrito de Cruz dos Araújo e anexado ao município de Cônego Marinho. Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 3 distritos: Cônego Marinho, Cruz dos Araújos e Olhos d′Água do Bom Jesus.  Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte[editar | editar código-fonte]

www.conegomarinho.mg.gov.br

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. «distancias-bhmunicipios». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010. 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.