Itacarambi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itacarambi
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 2 de março de 1962
Gentílico itacarambiense
Prefeito(a) Nivea Maria de Oliveira[1] (PTB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Itacarambi
Localização de Itacarambi em Minas Gerais
Itacarambi está localizado em: Brasil
Itacarambi
Localização de Itacarambi no Brasil
15° 06' 07" S 44° 05' 31" O15° 06' 07" S 44° 05' 31" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Januária IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes São João das Missões, Cônego Marinho, Januária, Pedras de Maria da Cruz, Varzelândia, Jaíba, Matias Cardoso, Manga, Miravânia e Ibiracatu[3]
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 1 252,074 km² [4]
População 17 739 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 14,17 hab./km²
Altitude 445 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,622 médio PNUD/2000 [6]
PIB R$ 92 383,433 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 5 076,01 IBGE/2008[7]
Página oficial

Itacarambi é um município do norte do estado de Minas Gerais, no Brasil. Situa-se na margem esquerda do rio São Francisco e se localiza a 660 quilômetros da capital estadual, Belo Horizonte.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Itacarambi" é originário do termo tupi itákarãî'y, que significa "rio das pedras arranhadas" (itá, pedra + karãî, arranhado + 'y, rio).[8]

História[editar | editar código-fonte]

A origem do município está no antigo distrito de São João das Missões, pertencente ao município de Januária. Foi extinto em 1836 e restaurado em 1864.

Vinte e seis anos mais tarde, a sede do distrito foi transferida para a povoação de Jacaré. O povoado, em 1926, passa a se chamar Itacarambi.

Em 1962, a emancipação eleva Itacarambi a município.

Terremoto[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de dezembro de 2007 (00:05 horas), ocorreu um tremor de terra de 4,9 de magnitude na Escala Richter, no distrito de Caraíbas, provocando a morte de uma criança de cinco anos e ferimentos em seis pessoas, além de desalojar outras 380, atingindo as 75 casas do distrito, sendo, portanto, considerado o primeiro tremor de terras com morte(s) registrado no país. A menina foi a primeira vítima de terremoto no Brasil. (Jornal Folha de S.Paulo, 10 de dezembro de 2007)

Turismo[editar | editar código-fonte]

No Alto Médio São Francisco, o município oferece muitos lugares para o lazer e práticas esportivas, como praias fluviais e locais favoráveis para pescaria, além de grutas, como a Olhos d'Água, com 1 180 metros em seu eixo principal, que é considerada a quarta maior do país, atraindo visitantes não só da região mas de lugares distantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

A agropecuária é a base de sua atividade econômica, com cultivo de algodão e cereais. O gado é destinado ao corte e a produção de leite.

O município possui um complexo científico e cultural de importância mundial. O vale do Peruaçu abriga fauna típica, com destaque para várias aves e outros animais raros e ameaçados de extinção. O vale abrange cerca de 140 mil hectares, está situado na margem direita do São Francisco e conta com grutas e cavernas.

Política[editar | editar código-fonte]

Após vinte anos no comando de José Ferreira de Paula (Partido da Frente Liberal), o município iniciou 2009 no comando de Rudimar Barbosa Partido do Movimento Democrático Brasileiro, o qual veio a ser afastado do cargo de prefeito por suspeita de fraudes em processos licitatórios, assumindo o cargo de prefeito, em 2013, Ramon Campos.[carece de fontes?]

Rudimar Soares Barbosa, prefeito de 2009 a 2012, foi preso e condenado a nove anos e meio de prisão por fraude no transporte escolar e apropriação de recursos públicos, foi levado ao presídio regional de Montes Claros onde estavam outros ex-prefeitos também presos por desvio de recursos públicos e fraudes em licitações.[9][10]

Outros dados[editar | editar código-fonte]

  • Temperatura: média anual: 26,30 graus centígrados; média máxima anual: 30,90 graus centígrados; média mínima anual: 17,50 graus centígrados.
  • Latitude 15º6´7"S
  • Longitude 44º5´30"W
  • Índice médio pluviométrico anual: 947 mm

Municípios vizinhos[editar | editar código-fonte]

Norte: São João das Missões Oeste: Januária e Pedras de Maria da Cruz Leste: Jaíba e Matias Cardoso Sul: Varzelândia e Jaíba

Referências

  1. «Eleições 2016». Consultado em 28 de agosto de 2017 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. http://mapas.ibge.gov.br/divisao/viewer.htm
  4. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  8. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 571.
  9. Ribeiro, Luiz (14 de maio de 2014). «Ex-prefeito de São João da Ponte é preso pela Polícia Federal». em.com.br. Consultado em 25 de junho de 2016 
  10. Martinez, Ivan (18 de março de 2014). «Lista de ex-prefeitos que estão atrás das grades condenados por corrupção». Jornal i9. Consultado em 25 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Itacarambi
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.