Confederação Brasileira de Cinofilia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CBKC)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) é uma confederação cinófila sediada no Rio de Janeiro, e que estabelece padrões para criação, emite registros, pedigrees e promove exibição e premiação de cães de raça pura no Brasil. A confederação é filiada a Federação Cinológica Internacional (FCI), sendo a única a representante deste sistema no Brasil.[1]

Atuação[editar | editar código-fonte]

Pedigree emitido pela Confederação Brasileira de Cinofilia.

A CBKC foi criada como sucessora dos convênios do antigo Brasil Kennel Clube e hoje congrega federações estaduais e Kennel Clubes, que correspondem a cerca de noventa associações sediadas em capitais e diversos municípios no Brasil.

A confederação promove eventos como shows de conformação para cães de raça pura, provas de trabalho para cães adestrados, agility, etc, e serviços pagos como o registro de canil, emissão de pedigrees (de cor azul) para cães de raças puras reconhecidas pelo sistema que a confederação representa (FCI), e emissão do chamado Certificado de Pureza Racial (CPR)[2], antigo Registro Inicial (RI), que trata-se de um documento de registro (cor marrom) concedido para cães sem pedigree que, mediante a avaliação visual de três juízes, são aprovados nos casos em que a morfologia está em conformidade com o que é descrito no padrão oficial da raça em questão.[3]

A CBKC não mais é reconhecida oficialmente pelo Governo Federal para a execução do registro genealógico de cães desde 20 de abril de 2010, com a publicação da Portaria 306 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.[4]

Grupo 11[editar | editar código-fonte]

A confederação possui uma particularidade: apesar de ser a representante da FCI no Brasil, e esta só dividir as raças reconhecidas em apenas 10 grupos, a CBKC inovou ao criar um grupo totalmente à parte: o "Grupo 11 - Raças não reconhecidas pela FCI", onde incorpora algumas raças nacionais que ainda não foram aceitas por nenhuma outra entidade, e também raças estrangeiras que são reconhecidas por organizações que não fazem parte do sistema FCI.[5] Para as raças deste grupo a CBKC emite o pedigree de cor vermelha.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Th-project.com. «Conheça mais sobre a CBKC.». CBKC - Confederação Brasileira de Cinofilia. Consultado em 9 de novembro de 2018 
  2. [http://www.kcsp.com.br/index.php?modulo=servicos_novo&s_id=26 «:: KENEL CLUBE S�O PAULO ::»]. www.kcsp.com.br. Consultado em 9 de novembro de 2018  replacement character character in |titulo= at position 17 (ajuda)
  3. «CPR não é PEDIGREE!!!». www.seubuldoguefrances.com.br. Consultado em 9 de novembro de 2018 
  4. «PORTARIA N 306, DE 20 DE ABRIL DE 2010». Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. GABINETE DO MINISTRO. Diário Oficial da União (DOU) página 12. 22 de Abril de 2010. Consultado em Junho de 2018  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. CBKC - Lista de raças do grupo 11

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Canicultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.