Campeonato Mundial de Magic: The Gathering

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Magic: The Gathering Campeonatos Mundiais
Ano Vencedor Local
1994 Zak Dolan (Estados Unidos) Milwaukee, WI, Estados Unidos
1995 Alexander Blumke (Suíça) Seattle, WA, Estados Unidos
1996 Tom Chanpheng (Austrália) Seattle, WA, Estados Unidos
1997 Jakub Slemr (República Checa) Seattle, WA, Estados Unidos
1998 Brian Selden (Estados Unidos) Seattle, WA, Estados Unidos
1999 Kai Budde (Alemanha) Yokohama, Japão
2000 Jon Finkel (Estados Unidos) Bruxelas, Bélgica
2001 Tom van de Logt (Países Baixos) Toronto, Canadá
2002 Carlos Eduardo Romão (Brasil) Sydney, Austrália
2003 Daniel Zink (Alemanha) Berlim, Alemanha
2004 Julien Nuijten (Países Baixos) São Francisco, CA, Estados Unidos
2005 Katsuhiro Mori (Japão) Yokohama, Japão
2006 Makihito Mihara (Japão) Paris, França
2007 Uri Peleg (Israel) Nova Iorque, Estados Unidos
2008 Antti Malin (Finlândia) Memphis, TN, Estados Unidos
2009 André Coimbra (Portugal) Roma, Itália


OCampeonato Mundial de Magic: The Gathering é realizado anualmente desde 1994. É o torneio mais importante no jogo, oferecendo prêmios em dinheiro de até US $ 50.000 para os vencedores. Com exceção da primeira edição, tem sido um evento de convite único, e de 1996 a 2011 World foi o último evento de cada temporada do Pro Tour. Os convidados foram na maior parte os melhores campeões dos campeonatos nacionais, os melhores jogadores do DCI e os jogadores profissionais de alto nível.

Os cinco primeiros Campeonatos Mundiais foram todos realizados nos Estados Unidos, e os demais foram realizados em vários lugares fora dos EUA, a maioria dos quais eram na Europa ou no Japão. Além do evento principal, os mundiais sempre foram um grande encontro de jogadores de Magic, que vieram assistir os profissionais e competir em eventos paralelos.

Após a temporada de 2011, o Campeonato do Mundo foi substituído brevemente pelo Magic' 'Players Championship. Os 16 melhores torneios de jogadores profissionais selecionados devido a vários critérios foram convidados para o Campeonato de Jogadores. Para 2013, o torneio foi renomeado para 'Campeonato Mundial' mais uma vez, e para 2014 o torneio ofereceu convites para 24 profissionais em vez de 16.

Após a decisão de abandonar o grande Campeonato Mundial e em parte devido à forte demanda dos jogadores, foi decidido que a parte da equipe dos mundos era muito importante para ser abandonada. Em vez disso, uma nova competição de equipe, a World Magic Cup foi criada em 2012.

História[editar | editar código-fonte]

A view over the hall at the 2009 Magic Worlds in Rome

O primeiro Campeonato do Mundo foi realizado em 1994 na feira Gen Con em Milwaukee. O torneio estava aberto a todos os competidores, o modo era de eliminação única e apresentava apenas um formato, Vintage (então conhecido como Tipo I).[1] O torneio de 1994 variou consideravelmente dos mundos posteriores. Começando com os mundos de 1995, todos os mundos subsequentes estavam abertos apenas para jogadores convidados. Também começando com a edição de 1995, todos os mundos foram eventos com vários formatos, dois no caso do torneio de 1995 e três desde então. A parte da equipe dos mundos também foi introduzida em 1995.

Com a introdução do Pro Tour em 1996, o Campeonato do Mundo tornou-se a última parada de cada temporada Pro Tour. Como o evento final para premiar os pontos Pro a cada temporada, os mundos também hospedaram o cerimônia de premiação Pro Player of the Year. Tradicionalmente realizada em agosto, Worlds foi movido para o final do ano entre 2004 e 2006, quando a temporada Pro Tour foi ajustada para o ano civil. Desde o início do Hall of Fame em 2005, os mundos também hospedaram a cerimônia de indução da classe de cada ano.

Após 15 anos em que os mundiais sofreram apenas pequenas mudanças, grandes mudanças foram anunciadas em 2011. Para 2012, os Campeonatos Mundiais foram divididos em um evento separado da equipe nacional e evento de jogador individual.[2] A disputa entre equipes foi renomeada para Copa Mundial de Magic, e possui equipas nacionais de quatro jogadores.[2] O evento de jogador individual, que foi alterado para incluir apenas 16 jogadores, foi nomeado Campeonato de Jogadores de Magic.[2] Enquanto isso, a cerimônia de apresentação do Hall da Fama foi movida para o primeiro Pro Tour em cada temporada. O título de Pro Player of the Year foi descontinuado em favor do Campeonato de Jogadores, tentando unir os principais títulos individuais, o Campeão do Mundo e o Pro Jogador do Ano. No entanto, para a próxima temporada, o Campeonato de jogadores foi renomeado para o Campeonato do Mundo, e Pro Player of the Year foi novamente nomeado.[3]

Modo[editar | editar código-fonte]

Antes de 2012, a maioria dos mundiais foi realizada em cinco dias, organizando-se uma competição individual e uma competição em equipe. A competição individual consistiu em três disciplinas nas quais cada participante teve que competir. Isso significou seis rodadas de Standard jogado no primeiro dia, dois Drafts de três rodadas cada no segundo, e seis rodadas de algum formato construído previamente determinado em o terceiro dia. No quarto dia organizou-se a competição da equipe nacional. No último dia, os oito maiores jogadores finais da competição individual retornaram para determinar o Campeão do Mundo em três rodadas de eliminação única. Começando com os mundiais de 2007, o torneio foi reduzido para quatro dias com o horário alterado para acomodar todas as partes da competição.

Desde 2012, o Campeonato do Mundo tem sido um evento de 16 jogadores (2012 e 2013) ou um evento de 24 jogadores (2014 em diante) em vez de um evento Pro-Tour com 300-400 concorrentes. O modo é semelhante aos eventos anteriores do Worlds, pois possui dois formatos construídos, além do Booster Draft. Em 2014, três rodadas de Vintage Masters e quatro rodadas de Modern foram jogadas no primeiro dia, seguidas de três rodadas de Khans of Tarkir e quatro rodadas de Standard no segundo dia. Após as rodadas suíças, há um corte para os quatro melhores jogadores, que jogam duas rodadas de eliminação única para determinar o Campeão do Mundo.

Para 2015, inicialmente foi anunciado que o Campeonato Mundial e a Copa Mundial Magic seriam realizados em semanas separadas, compartilhando o mesmo local. No entanto, mais tarde foi anunciado que esses eventos seriam realizados em diferentes locais e em momentos diferentes.[4]

Participants[editar | editar código-fonte]

World Championship[editar | editar código-fonte]

Antes de 2012, os seguintes jogadores eram elegíveis para jogar no Campeonato do Mundo:[5]

  • Campeão do Mundo atual
  • 2º a 8º lugar do Campeonato do Mundo anterior.
  • Jogador Pro Pro do Ano.
  • Para os países que possuem um Campeonato Nacional único para convidados, os três membros de cada equipe nacional e o alternado designado dessa equipe.
  • Para países que possuem um Campeonato Nacional aberto, o vencedor desse Campeonato Nacional.
  • Jogadores com Pro Tour Players Club nível 4 ou superior. (Isso inclui todos os membros do Hall of Fame.)
  • Jogadores com Pro Tour Players Club nível 3 que ainda não utilizaram o convite do Clube de Jogadores
  • Top 25 DCI Total de jogadores classificados da região APAC.
  • Top 25 DCI Total de jogadores classificados do Japão.
  • Top 50 DCI Total de jogadores classificados da região da Europa.
  • Top 50 DCI Total de jogadores classificados da região da América Latina.
  • Top 50 DCI Total de jogadores classificados da região da América do Norte.
  • Jogadores convidados para o Campeonato Magic Online na mesma semana (Novo em 2009).[6]

(Compare Magic Premier Event Invitation Policy).

Em 2 de novembro de 2011, Wizards of the Coast anunciou uma grande mudança na estrutura do Campeonato do Mundo.[7] Foi anunciado que, a partir de 2012, o Campeonato Mundial individual seria renomeado o Campeonato de Jogadores "Magic",[2] embora o torneio mais tarde reverta para o seu título original e passará de ser um [ [Pro Tour (Magic: The Gathering) | Pro Tour]] - evento de tamanho para um torneio exclusivo de dezesseis pessoas. Esses dezesseis jogadores serão: Campeão do Campeão do Mundo anterior / Magic Campeão

  • Anterior Magic Online campeão da série campeão
  • Vencedores dos três anteriores Pro Tours
  • O jogador mais destacado de cada região geográfica (Ásia-Pacífico, Europa, Japão, América Latina e América do Norte) nos Planeswalker Points Yearly Professional Total na temporada anterior que ainda não foram convidados com base nos critérios acima
  • Os jogadores mais bem sucedidos na temporada anterior de Planeswalker Points Yearly Professional Total, que ainda não foram convidados com base nos critérios acima, suficientes para levar o número total de jogadores convidados ao Campeonato do Mundo para dezesseis. Se vários jogadores terminassem na mesma posição, o jogador com uma melhor posição em seu melhor Tour Pro naquela temporada terá uma vantagem.

Em 2012, também foi decidido convidar o 2011 Jogador Pro do Ano, Owen Turtenwald, embora se pretendesse que o título seja aposentado naquele ano.

Em 2014, o torneio foi expandido para 24 jogadores. Foram concedidos convites adicionais aos jogadores classificados em 2º lugar de cada região geográfica, o quarto vencedor do Pro-Tour, o Rookie do Ano e o melhor jogador do país vencedor da Copa Mundial da Mágica na temporada anterior , também será convidado.

Em uma revisão de 2015,[4] o convite do Novato do Ano foi substituído pelo jogador de melhor classificação em termos de Pontos Pro ganhos em Grand Prix eventos (para os quais o limite de pontos não se aplica). Outras revisões incluem uma mudança nos convites geo-regionais, que foram aumentados para o Top 3 para a Europa e Ásia-Pacífico (que agora inclui o Japão) e Top 4 para a América do Norte, à custa dos slots em grande. Eficaz após o Campeonato do Mundo de 2015, o capitão do time vencedor do Mundial Magic da temporada anterior também não receberá mais um convite.

Edições[editar | editar código-fonte]

1994[editar | editar código-fonte]

Zak Dolan - 1994 Campeão Mundialship
Main Deck: Reserva:
  • 1 Prensa Negra
  • 1 Mina Uivadora
  • 1 Manipulador Gélido
  • 1 Torre de Marfim
  • 2 Pedra da Submissão
  • 1 Orbe Hibernal
  • 1 Ancestral Recall
  • 1 Clone
  • 1 Controlar Mágica
  • 1 Mana Drain
  • 2 Old Man of the Sea
  • 1 Recall
  • 1 Canto da Sereia
  • 2 Stasis
  • 1 Elemental do Tempo
  • 1 Timetwister
  • 1 Time Walk
  • 1 Vesuvan Doppleganger
  • 1 Aves do Paraíso
  • 1 Druida da Pradaria
  • 1 Regrowth
  • 1 Armagedon
  • 2 Desencantar
  • 1 Kismet
  • 4 Anjo Serra
  • 4 Espada em Arados
  • 1 Cólera de Deus
  • 1 Library of Alexandria
  • 4 Savannah
  • 2 Mina de Superfície
  • 4 Tropical Island
  • 4 Tundra
  • 1 Black Lotus
  • 1 Mox Emerald
  • 1 Mox Ruby
  • 1 Mox Pearl
  • 1 Mox Sapphire
  • 1 Mox Jet
  • 1 Sol Ring
  • 1 Cofre de Mana
  • 1 Chaos Orb
  • 1 Círculo de Proteção: Vermelho
  • 1 Copy Artifact
  • 1 Diamond Valley
  • 1 In the Eye of Chaos
  • 1 Floral Spuzzem
  • 2 Karma
  • 1 Escriba Mágico
  • 1 Escoadouro de Mana³
  • 1 Presença do Mestre
  • 1 Reverter Dano
  • 1 Ilusão Mental
  • 1 Kismet
  • 1 Maldição de Inverno

1º Lugar - Zak Dolan (USA)
2º Lugar - Bestrand Lestrée (França)
3º Lugar - Dominic Symens (Bélgica)
4º Lugar - Cyrille de Foucaud (França)

1995[editar | editar código-fonte]

Alexander Blumke - Campeão Mundial de 1995
Main Deck: Reserva:
  • 1 Cetro Desintegrador
  • 2 Manipulador Gélido
  • 3 O Ecúleo
  • 2 Orbe Zurana
  • 3 Dança dos Mortos
  • 1 Banimento Sombrio
  • 4 Ritual Sombrio
  • 4 Hymn to Tourach
  • 3 Espectro Hipnótico
  • 1 Distorcer a Mente
  • 1 Pestilência
  • 1 Assanino da Realeza
  • 2 Vampiro de Sengir
  • 2 Terror
  • 1 Escoadouro de Mana³
  • 1 Equilíbrio
  • 3 Desencantar
  • 1 Imposto Territorial
  • 1 Vínculo Espiritual
  • 1 Espada em Arados
  • 3 Regiões Agrestes de Adarkar
  • 1 Poço sem Fundo
  • 4 Fábrica de Mishra
  • 3 Planície
  • 1 Mina de Superfície
  • 12 Pântano
  • 1 Rio Subterrâneo
  • 1 Círculo de Proteção: Artefatos
  • 1 Círculo de Proteção: Preto
  • 2 Círculo de Proteção: Vermelho
  • 1 Imposto Territorial
  • 1 Proteção de Prismática
  • 4 Obscuridade
  • 2 Conpiradores de Strongald
  • 1 Explosão Elemental do Azul
  • 1 Escriba Mágico
  • 1 Ilusão Mental

1º Lugar - Alexander Blumke (Suíça)
2º Lugar - Marc Hernandez (França)
3º Lugar - Mark Justice (USA)
4º Lugar - Henry Stern (USA)

1996[editar | editar código-fonte]

Tom Chanpheng - 1996 Campeão Mundialship
Main Deck: Reserva:
  • 1 Lodestone Bauble
  • 2 Phyrexian War Beast
  • 1 Zuran Orb
  • 1 Sleight of Mind
  • 1 Armagedon
  • 1 Equilíbrio
  • 4 Desencantar
  • 1 Imposto Territorial
  • 4 Order of Leitbur
  • 4 Ordem do Escudo Branco
  • 1 Reforços
  • 1 Reprisália
  • 4 Leões da Savana
  • 2 Anjo Serra
  • 4 Espada em Arados
  • 4 Cavaleiro Branco
  • 1 Posto Avançado Kjeldorano
  • 4 Fábrica de Mishra
  • 15 Planície
  • 4 Mina de Superfície
  • 2 Aura de Arenson
  • 1 Prensa Negra
  • 4 Oferenda Divina
  • 1 Tempestade de Energia
  • 1 Exilar
  • 1 Reprisália
  • 1 Spirit Link
  • 1 Ilusão Mental
  • 2 Flechas Denteadas
  • 1 Posto Avançado Kjeldorano

1º Lugar - Tom Chanpheng (Austrália)
2º Lugar - Mark Justice (Estados Unidos)
3º Lugar - Henry Stern (Estados Unidos)
4º Lugar - Olle Råde (Suécia)

Um ponto interessante do deck campeão de Chanpeng é que não existem fontes de mana azul, apesar de estarem incluídas as cartas "Ilusão Mental" e "Aura de Arenson". Isso decorreu de um erro na sua lista de cartas submetida, obrigando-o a usar planícies no lugar das quatro "Regiões Agrestes de Adarkar" planejadas anteriormente.

1997[editar | editar código-fonte]

Jacub Slemr - 1997 Campeão Mundialship
Main Deck: Reserva:
  • 4 Physália
  • 2 Orangotango de Uktabi
  • 2 Terremoto
  • 4 Incinerar
  • 3 Cidade de Bronze
  • 3 Mina de Pedras Preciosas
  • 2 Fontes Sulfurosas
  • 10 Pântano
  • 1 Rio Subterrâneo
  • 3 Paraíso Inexplorado
  • 2 Desencantar
  • 1 Exilar
  • 1 Passagem Honrosa
  • 3 Explosão de Chamas
  • 2 Distopia
  • 2 Medalhão de Ébano
  • 2 Regiões Agrestes Exauridas
  • 2 Explosão Hídrica

1º Lugar - Jacub Slemr (República Tcheca)
2º Lugar - Janosch Kühn (Alemanha)
3º Lugar - Svend Sparre Geertsen (Dinamarca)
4º Lugar - Paul McCabe (Canadá)

1998[editar | editar código-fonte]

Brian Selden - 1998 Campeão Mundialship
Main Deck: Reserva:
  • 2 Prateleira de Pergaminhos
  • 2 Lobotomia
  • 2 Nekrataal
  • 4 Pesadelo Recorrente
  • 1 Espírito da Noite
  • 1 Cirugião Thrull
  • 2 Tempestade de Fogo
  • 1 Colonizadores Orcs
  • 1 Águia Caça-Nuvens
  • 3 Cidade de Bronze
  • 8 Floresta
  • 1 Mina de Pedras Preciosas
  • 2 Floresta Karplusiana
  • 2 Lagoa Espelhada
  • 1 Pântano
  • 2 Rio Subterrâneo
  • 2 Paraíso Inexplorado
  • 1 Fortaleza de Volrath
  • 1 Defensores Inabaláveis
  • 3 Medalhão de Esmeralda
  • 1 Átrio de Pedras Preciosas
  • 2 Explosão de Chamas
  • 4 Ferver
  • 2 Pavor da Noite
  • 2 Fornalha Phyrexiana

1º Lugar - Brian Selden (Estados Unidos)
2º Lugar - Ben Rubin (Estados Unidos)
3º Lugar - Jon Finkel (Estados Unidos)
4º Lugar - Raphaël Levy (França)


1999[editar | editar código-fonte]

Kai Budde - Campeão Mundial de 1999
Fogo Grego
Main Deck: Reserva:
  • 4 Pergaminho Amaldiçoado
  • 4 Diamante de Fogo
  • 4 Monolito Sinistro
  • 3 Mastícora
  • 1 Karn, Golem de Prata
  • 2 Hélice de Mishra
  • 4 Abertura Temporal
  • 4 Dínamo de Thran
  • 4 Chave Voltaica
  • 2 Pedra de Energia Gasta²
  • 4 Dragão Ganancioso
  • 4 Fogo Grego
  • 3 Tumba Antiga
  • 4 Cidade dos Traidores
  • 13 Montanha
  • 2 Ferver
  • 3 Terremoto
  • 2 Ruína Total
  • 2 Pulso Estilhaçador
  • 4 Choque de Mágica
  • 1 Hélice de Mishra
  • 1 Processador Phyrexiano

1º Lugar - Kai Budde (Alemanha)
2º Lugar - Mark Le Pine (Estados Unidos)
3º Lugar - Raffaele Lo Moro (Itália)
4º Lugar - Matt Linde (Estados Unidos)




2000[editar | editar código-fonte]

Jon Finkel - Campeão Mundial de 2000
Remendar
Main Deck: Reserva:
  • 1 Santuário em Ruínas
  • 4 Monolito Sinistro
  • 4 Mastícora
  • 4 Metalurgista
  • 1 Hélice de Mishra
  • 1 Colosso Phyrexiano
  • 4 Processador Phyrexiano
  • 4 Arame Emaranhado
  • 4 Dínamo de Thran
  • 4 Chave voltaica
  • 4 Tempestade Cerebral
  • 4 Remendar
  • 4 Crystal Vein
  • 9 Island
  • 4 Rishadan Port
  • 4 Saprazzan Skerry
  • 4 Anular
  • 4 Calafrio
  • 4 Erro de Cálculo
  • 2 Águas Crescentes
  • 1 Hélice de Mishra

1º Lugar - Jon Finkel (Estados Unidos)
2º Lugar - Bob Maher (Estados Unidos)
3º Lugar - Dominik Hothow
4º Lugar - Benedikt Klauser


2001[editar | editar código-fonte]

Tom van de Logt - Campeão Mundial de 2001
Máquina Cerebral
Main Deck: Reserva:
  • 4 Cuspidor de Pragas
  • 3 Scuta Phyrexiano
  • 3 Skizzik
  • 2 Kavu de Língua Flamejante
  • 2 Anjo da Cripta
  • 4 Espectro Flamejante
  • 4 Coerção
  • 4 Ritual Sombrio
  • 4 Findar
  • 3 Vendeta
  • 3 Raiva de Urza
  • 6 Pântano
  • 6 Montanha
  • 4 Porto de Rishada
  • 4 Vulcão de Urborg
  • 4 Fontes Sulfurosas
  • 4 Gato de Escórida
  • 3 Aturdir
  • 2 Perseguir
  • 1 Piroclasma
  • 3 Arena Phyrexiana
  • 1 Kavu de Língua Flamejante
  • 1 Anjo da Cripta

(Cobertura completa)

O mundial de 2001 ocorreu entre oito e 12 de Agosto no Metro Toronto Convention Center em Toronto, Canadá; Tom van de Logt da Holanda sagrou-se campeão mundial, arrebatando um prêmio de 35,000 USD pela sua vitória (incluindo 1,000 USD pelo sucesso do time holandês que ele fazia parte). Os outros finalistas foram Alex Borteh dos Estados Unidos (2º Lugar), Antoine Rel da França (3º Lugar) e Andrea Santin da Itália (4º Lugar), assim como Michael Turian dos EUA (5º Lugar), Jan Tomcani da Eslováquia (6º Lugar), Tommi Hovi da Finlândia (7º Lugar) e John Ormerod da Inglaterra (8º Lugar).


2002[editar | editar código-fonte]

Carlos Romão - Campeão Mundial de 2002
Psicatogue
Main Deck: Reserva:
  • 4 Familiar de Nightscape
  • 4 Psicatogue
  • 3 Édito de Chainer
  • 3 Lógica Circular
  • 4 Contramágica
  • 3 Desejo Astuto
  • 3 Análise Profunda
  • 3 Fato ou Ficção
  • 3 Lapso de Memória
  • 4 Repulsa
  • 2 Subelevação
  • 10 Ilha
  • 2 Coliseu das Cefálidas
  • 1 Catacumba de Darkwater
  • 4 Pântano Salgado
  • 3 Pântano
  • 4 Rio Subterrâneo
  • 1 Expurgo do Caixão
  • 4 Coação
  • 1 Fato ou Ficção
  • 1 Contestação
  • 3 Abdicação Forçada
  • 1 Hibernação
  • 1 Escoadouro de Mana1
  • 1 Recuo
  • 1 Matar
  • 1 Resposta de Teferi

(Cobertura completa)

O mundial de 2002 aconteceu entre os dias 13 e 18 de Agosto no Fox Studios em Sydney, Austrália; O brasileiro natural de São Paulo de 24 anos Carlos "Jaba" Romão sagrou-se campeão do mundo, ganhando um prêmio de 35,000 USD com a ajuda de seu deck Azul/Preto baseado em Psicatogue. Os outros finalistas foram Mark Ziegner da Alemanha (2º Lugar), Diego Ostrovich da Argentina (3º Lugar) e Dave Humpherys dos Estados Unidos (4º Lugar), assim como o campeão mundial da Malásia, Sim Han How (5º Lugar), John Larkin da Irlanda (6º Lugar), Tuomas Kotiranta da Finlândia (7º Lugar) e Ken Krouner dos Estados Unidos (8º Lugar).


2003[editar | editar código-fonte]

Daniel Zink - Campeão Mundial de 2003
Despertar do Mirari
Main Deck: Reserva:
  • 4 Fuga de Mana
  • 1 Lógica Circular
  • 4 Cólera de Deus
  • 2 Sonhos Vingativos
  • 3 Paz Momentânea
  • 3 Fé Renovada
  • 3 Despertar do Mirari
  • 1 Mirari
  • 4 Análise Profunda
  • 3 Compulsão
  • 3 Desejo Astuto
  • 2 Decreto de Justiça
  • 4 Orla Krosana
  • 4 Vastidão de Skycloud
  • 4 Floresta
  • 4 Planície
  • 7 Ilha
  • 2 Praia Inundada
  • 2 Palácio de Elfilar
  • 1 Sonhos Vingativos
  • 1 Matilha de Caça
  • 1 Retalho de Asas
  • 1 Lógica Circular
  • 1 Raio de Distorção
  • 1 Fé Renovada
  • 1 Recuperação Krosana
  • 2 Anjo Exaltado
  • 3 Raio de Revelação
  • 3 Anurídio Saltamato

(Cobertura Completa)

O mundial de 2003 foi realizado entre os dias seis e dez de Agosto no Estrel Hotel em Berlim, Alemanha. O alemão Daniel Zink conseguiu emergir como um novo campeão mundial depois de derrotar o japonês Jin Okamoto por 3-0 nas finais, ganhando 35,000 USD. A premiação total de todos os 64 finalistas foi de $208,130 USD.

Classificação Final
  1. Daniel Zink (Alemanha)
  2. Jin Okamoto (Japão)
  3. Tuomo Nieminen (Finlândia)
  4. Dave Humpherys (Estados Unidos)
  5. Jeroen Remie (Holanda)
  6. Peer Kröger (Alemanha)
  7. Wolfgang Eder (Alemanha)
  8. Gabe Walls (Estados Unidos)



2004[editar | editar código-fonte]

Julien Nuijten - Campeão Mundial de 2004
Branco/Verde Deslizamento Astral
Main Deck: Reserva:
  • 4 Xamã Viridiana
  • 4 Testemunha Eterna
  • 4 Dragão Perpetuo
  • 4 Cólera de Deus
  • 4 Fé Renovada
  • 4 Deslizamento Astral
  • 2 Vingança de Akroma
  • 2 Decreto de Justiça
  • 1 Cobrir Arando
  • 2 Retalho de Asas
  • 4 Crescimento Exuberante
  • 4 Estepe Remota
  • 4 Bosque Sereno
  • 4 Urzal Ventoso
  • 6 Planície
  • 7 Floresta
  • 4 Oxidar
  • 2 Despertar Repentino
  • 3 Garras Esmiuçadoras
  • 3 Círculo de Proteção: Vermelho
  • 3 Cobrir Arando

(Cobertura completa)

O mundial de 2004 foi realizado entre os dias um e cinco de Setembro no Fort Mason Center em São Francisco, Califórnia. O total de prêmios ganhos pelos 64 melhores colocados foi de 208 130 dólares.

Este foi o primeiro mundial da história que terminou sem um jogador dos Estados Unidos entre os oito melhores. Nuijten, de 15 anos de idade, tornou-se o jogador mais jovem de toda a história a ganhar o Pro Tour, ganhando um total de $52,366 - um novo recorde de prémios para um único torneio de jogos de cartas colecionáveis.

Classificação Final
  1. Julien Nuijten (Holanda)
  2. Aeo Paquette (Canadá)
  3. Ryou Ogura (Japão)
  4. Manuel Bevand (França)
  5. Kamiel Cornelissen (Holanda)
  6. Terry Han Chuen Soh (Malásia)
  7. Gabriel Nassif (França)
  8. Murray Evans (Canadá)


Referências

  1. Rosewater, Mark (1994). «An M:TGer at GENCON». Wizards of the Coast. The Duelist (3): 39–42 
  2. a b c d «Revamped Premier Play Coming in 2012». Wizards of the Coast. 23 de dezembro de 2011. Consultado em 23 de dezembro de 2011 
  3. Helene Bergeot (10 de dezembro de 2012). «Completing the Premier Play Picture for 2013». Wizards of the Coast. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  4. a b Helene Bergeot (7 de fevereiro de 2015). «2015 WORLD MAGIC CUP AND WORLD CHAMPIONSHIP UPDATES». Wizards of the Coast. Consultado em 8 de abril de 2015 
  5. «2009 World Championship Invitation List». Wizards of the Coast. Novembro de 2009. Consultado em 15 de novembro de 2008 
  6. «Magic Online 2009 Championship Series». Wizards of the Coast. Março de 2009. Consultado em 10 de março de 2009 
  7. «Changes to 2012 Tournament and Event Structure, Part 3». Wizards of the Coast. 2 de novembro de 2011. Consultado em 2 de novembro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas de rodapé[editar | editar código-fonte]

1 Por erro de tradução as cartas "Power Sink" e "Mana Short" foram traduzidas com o mesmo nome. Neste deck a carta usada é "Mana Short".

² Em Portugal a carta foi traduziada como "Powerstone Gasta".

³ Mesmo erro de tradução, porém a carta usada em ambos os decks foi "Power Sink".|}