Caravana da Morte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
General Sergio Arellano Stark, acusado de organizar a Caravana da Morte

A Caravana da Morte foi uma ação planejada para execução de líderes da resistência contra o regime militar chileno no Governo de Pinochet na década de 1970. Aproximadamente 105 presos políticos foram vítimas desta operação clandestina. Ocorreu em outubro de 1973, logo depois do golpe militar. Muitos dos prisioneiros eram recolhidos de suas prisões e executados sob tortura.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.