La Serena (Chile)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de La Serena)
Ir para: navegação, pesquisa
La Serena
Vista das estruturas de estilos coloniais de La Serena.
Vista das estruturas de estilos coloniais de La Serena.
Bandeira oficial de La Serena
Brasão oficial de La Serena
Bandeira Brasão
Comuna de La Serena na Região de Coquimbo
Comuna de La Serena na Região de Coquimbo
Coordenadas 29° 54' 28" S 71° 15' 15" O
País  Chile
Prefeito Roberto Jacob Jure
Área  
  Total 1892,8 km²[1] km²
População  
  Cidade (Censo de 2012) 211 275 hab.
   -Densidade metropolitana   111,62 hab/km²
Website: www.laserena.cl

La Serena é uma comuna da província de Elqui, localizada na Região de Coquimbo, Chile. Possui uma área de 1.892,8 km² e uma população de 211.275 habitantes (2012). La Serena é a capital da Região de Coquimbo.

Esta é parte de uma área turística muito importante do país[2] .

Entre os locais, destaca seu centro histórico com preservação de arquitetura Neocolonial caracterizada pelas exemplares varandas, praças e igrejas de pedras, símbolos de antiguidade. A cidade também contém extensas praias que atraem muitos turistas, principalmente no verão. Faz divisa com as cidades de: La Higuera, Andacollo, Paihuano e Vicuña. Fundada em 1544, é a segunda cidade mais antiga do Chile, atrás somente da capital, Santiago.

Após o verão, época em que é centro turístico, a cidade volta seu foco para áreas de estudos. Em La Serena, se encontra várias universidades, como a Universidad de La Serena.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa de La Serena en 1717.

O setor atual onde se encontra a cidade foi habitada pelos povos pré-hispânicos, conhecidos como o Diaguita. Foi fundada pelo capitão Juan Bohon com o nome de Villanueva de la Serena , embora é discutida a data exata da fundação, indicatondo a probabilidade de o 15 de novembro ou 30 de dezembro de 1543 e 04 de setembro de 1544, muitas vezes apenas o ano é citado. Cinco anos mais tarde, na noite de 11 a 12 de janeiro de 1549, enquanto a história começava a ser construída, uma revolta indígena levou quase todos espanhóis a morte. NO dia 26 de agosto de 1549, por ordem de Pedro de Valdivia, o capitão Francisco de Aguirre reformula a cidade, dessa vez com nome de San Bartolomé de La Serena' '(patrono atual da cidade), no mesmo lugar onde onde hoje se localiza a Praça de La Serena. Mais tarde, no dia 04 de maio de 1552, o rei Carlos I de Espanha por decreto real concede o título de cidade.

Mapa de La Serena (Coquimbo), Luis de Surville 1778.

Durante sua história, a cidade sofre vários ataques de piratas, uma das primeiras tentativas foi no ano de 1579 por Francis Drake, porém sem sucesso. Quase cem anos depois de Bartolomeu Nítido surpreender a cidade que estava despojada de armas e defesas, atacando em 1680. Em 1686 uma nova onda de inimigos aparece na região, em Tongoy um grupo de piratas desembarcam, mas foram atacados e espancados por homens de Pedro Cortes e Mendoza. Em maio do mesmo ano Edward Davis tenta outro ataque e consegue entrar na cidade. No entanto, dada a resposta feroz dos serenenses obrigaram eles a refugiarem-se no claustro da Igreja de Santo Domingo, mas foram completamente derrotados no início da manhã fugindo para seus navios. Estes ataques causaram grande medo na população, forçando as fortificações da cidade, em 1730. A imigração progressiva estava acontecendo com frequência, tinha gente que preferira viver na região, em áreas rurais do que viver em constantes perigos em La Serena.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Ano População
2012 211 275
2002 160 148
1992 120 816
1982 95 118
1970 72 141[3]
1960 48 717
1952 46 588[4]
1940 35 055
1930 32 096[5]
1920 27 432[5]
1907 29 547[5]
1895 27 502[6]
1885 28 316[5]
1875 23 026[5]
1865 13 550[5]
1835 13 299
1813 5046
1778 1911
1766 3021
1744 1790
1700 1502
1657 1200

De acordo com dados históricos, a partir do século XVII, La Serena tem experimentado um crescimento constante em sua população, com alguns breves exceções no final do século XVIII. Em 1657 sua população era de cerca de 1200 pessoas[7]

La Serena, nos últimos 20 anos tem crescido em 100%. A comuna tem uma área de 1.892,8 km², onde viviam, de acordo com dados derivados de censo de 2002, 160 & nbsp; 148 habitantes, dos quais 77 & nbsp; 385 eram homens e 82 & nbsp; 763 eram mulheres. A variação na população para 1992 foi de 32,6%. Do total, 147 & nbsp; 815 pessoas vivem em áreas urbanas e 12 & nbsp; 333 nas áreas rurais. A população da área urbana corresponde na sua totalidade para a cidade de La Serena, de acordo com o censo de 2002[8] .

As estatísticas projetadas para 2011, tal como estimado pelo INE dizem que a cidade de La Serena é 214 & nbsp; 685 e 219 & nbsp; 591 para 2012

Vista da cidade de La Serena a partir da costa de Coquimbo; Na foto você pode ver o Avenida del Mar, o Cerro Grande e Cordilheira dos Andes Nevada ao fundo . </ center>

Clima e Geografia[editar | editar código-fonte]

Vista das praias de La Serena
Vista da Praça de La Serena
Vista da Praça de La Serena
Vista do Centro de La Serena
Vista do Centro de La Serena

A cidade de La Serena apresenta alguns contraste, esta é banhada por áreas litorâneas com belas praias, o centro da cidade com aspecto neocolonial e o restante da cidade situa-se em pequenas colinas, apesar de ter vista para a Cordilheira dos Andes, a maior elevação de La Serena é o Cerro Grande.

La Serena é dividida em vários setores. Ao norte se encontra o setor de Las Compañías, este que é subdividido em: Compañía Alta e Compañía Baixa. Nas proximidades se encontra a Caleta San Pedro. Para o sul estão localizadas as áreas de La Pampa, San Joaquin e El Milagro.Para o leste estão os setores de La Antena, Juan XXIII, La Florida, Colina El Pino e o Bairro Universitário e por fim, o lado oeste se localiza a Avenida del Mar. As áreas que circulam a cidade são destinada principalmente para plantações de hortaliças, porém também encontrando plantações de graviolas, abacates e laranjas, entretanto, a cidade possui uma vegetação moderada onde podemos encontrar alguns bosques, principalmente de eucaliptos, estas áreas são propícias de constantes Incêndios florestais durante o verão, mais exato em Janeiro e Fevereiro. Na costa, zona em que situa a cidade, domina uma faixa semiárida com abundante nebulosidade sendo que a umidade relativa do ar é tão alta que as médias chegam a ser de 80%, neste local, neblinas são frequentes explicando a presença de uma vegetação mais densa.[9]


Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para La Serena Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 21,6 21,6 20,2 18,2 17,0 15,9 15,4 15,7 16,3 17,5 18,9 20,4 18,2
Temperatura média (°C) 17,1 16,9 15,6 13,7 12,3 10,9 10,7 10,9 11,6 12,9 14,6 16,1 13,6
Temperatura mínima média (°C) 13,6 13,4 12,4 10,7 9,2 7,6 7,5 7,8 8,7 9,5 10,7 13,0 10,3
Dias com precipitação 0,1 0,1 0,8 3,5 18,6 21,4 50,8 20,5 10,9 7,2 3,8 0,2 137,9
Umidade relativa (%) 86 86 90 91 89 88 87 90 89 87 86 85 88
Fonte: Weatherbase [10]


Referências

  1. Instituto Nacional de Estadísticas de Chile. Área territorial oficial. Visitado em 6 de julho de 2015.
  2. SERNATUR. Este verano dejó cifras positivas para el turismo en el país.. Visitado em 6 de julho de 2015.
  3. Las cifras que muestran el pulso de La Serena El Día (26 de agosto de 2012). Visitado em 7 de julho de 2015.
  4. Instituto Nacional de Estadísticas de Chile (1952). Censo de Población 1952. Visitado em 7 de julho de 2015.
  5. a b c d e f Instituto Nacional de Estadísticas de Chile (1930). Población por provincias, departamentos y comunas en 1930 y en censos anteriores Censo de Población 1930. Visitado em 7 de julho de 2015.
  6. Instituto Nacional de Estadísticas de Chile (1895). Censo de Población 1895. Visitado em 7 de julho de 2015.
  7. Pinto Rodriguez, Jorge (1980). [1]. Visitado em 7 de julho de 2015.
  8. [2] (PDF). Visitado em 07 de julho de 2015.
  9. Climatología regional. Dirección Meteorológica de Chile. Visitado em 4 de agosto de 2012.
  10. Weatherbase. Promedios meteorológicos en La Serena (em inglés). Visitado em 4 de agosto de 2012.