Carlos Fernando Navarro Montoya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Navarro Montoya
Navarro Montoya
Navarro Montoya, 1988.
Informações pessoais
Nome completo Carlos Fernando Navarro Montoya
Data de nasc. 26 de fevereiro de 1966 (50 anos)
Local de nasc. Medellín,  Colômbia
Nacionalidade Colombiano e argentino
Altura 1,78 m
Apelido El Mono
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-goleiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1984–1986
1986–1987
1987–1988
1988–1996
1997
1997–1998
1998–2000
2001
2001–2003
2004–2005
2005–2006
2006
2007
2007–2008
2008–2009
2009
Argentina Vélez Sársfield
Colômbia Independiente Santa Fe
Argentina Vélez Sársfield
Argentina Boca Juniors
Espanha Extremadura
Espanha Mérida
Espanha Tenerife
Chile Deportes Concepción
Argentina Chacarita Juniors
Argentina Independiente
Argentina Gimnasia LP
Brasil Atlético Paranaense
Argentina Nueva Chicago
Argentina Olimpo
Argentina Luján de Cuyo
Uruguai Tacuarembó
67 (0)
38 (0)
18 (0)
323 (0)
23 (0)
38 (0)
48 (0)
13 (0)
62 (0)
57 (0)
38 (0)
2 (0)
19 (0)
13 (0)
– (-)
8 (0)
Seleção nacional
1985 Flag of Colombia.svg Colômbia 3 (0)
Times/Equipas que treinou
2013 Argentina Chacarita Juniors 6

Carlos Fernando Navarro Montoya (Medellín, 26 de fevereiro de 1966) é um ex-futebolista colombiano, naturalizado argentino.

Revelado pelo Vélez Sársfield em 1984, foi pelo Boca Juniors onde Navarro Montoya teve mais êxitos em sua carreira de 25 anos como futebolista profissional, tendo atuado em 323 partidas com a camisa Xeneize entre 1988 e 1996, conquistando 5 títulos. Antes, havia jogado pelo Independiente Santa Fe - única equipe de seu país natal em que jogou, entre 1986 e 1987.

No futebol argentino, passou também por Chacarita Juniors, Independiente, Gimnasia de La Plata, Nueva Chicago, Olimpo e Luján de Cuyo. Jogou também por Extremadura, Mérida e Tenerife (Espanha), Deportes Concepción (Chile), Atlético Paranaense (2 jogos em 2006) e Tacuarembó (Uruguai), onde seria dispensado em abril de 2009 após brigar com o presidente da equipe, Daniel Albernaz, contestando o atraso salarial[1]. Sem chances de encontrar outra equipe para seguir jogando, El Mono ("O Macaco", como era apelidado pela imprensa e torcida) encerrou a carreira aos 43 anos[2]. Em 2011, virou comentarista da Radio Marca, de Madri.

Em 2013, estreou como treinador no Chacarita Juniors, mas sua passagem durou apenas 6 partidas.

Seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Em 1985, Montoya disputou 3 partidas pela Seleção Colombiana, durante a repescagem das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 1986. Isso fez com que o goleiro perdesse a chance de jogar na Seleção Argentina depois que se naturalizou.

Em 1998, pediu uma autorização da FIFA para representar a Albiceleste, imediatamente aceita pela entidade. Quase foi convocado para a Copa de 1998, mas o técnico Daniel Passarella considerou Montoya "velho demais" (El Mono tinha 32 anos na época) e não incluiu o goleiro na relação de 22 atletas - Pablo Cavallero, então jogador do Vélez Sársfield, foi convocado para ser a terceira opção ao gol argentino.

Referências

Bandeira de ColômbiaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista colombiano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.