Carmelita Jeter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carmelita Jeter
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade 100 m, 200 m
Nascimento 24 de novembro de 1979 (34 anos)
Los Angeles, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americana
Compleição Peso: 61 kg Altura: 1,63 m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 2012 4x100 m
Prata Londres 2012 100 m
Bronze Londres 2012 200 m
Campeonatos Mundiais
Ouro Daegu 2011 100 m
Ouro Daegu 2011 4x100 m
Ouro Osaka 2007 4x100 m
Prata Daegu 2011 200 m
Bronze Moscou 2013 100 m
Bronze Berlim 2009 100 m
Bronze Osaka 2007 100 m
Campeonatos Mundiais – Indoor
Prata Doha 2010 60 m

Carmelita Jeter (Los Angeles, 24 de novembro de 1979) é uma atleta campeã olímpica e mundial norte-americana, especialista em corridas de velocidade. Com o tempo de 10s64 para os 100 m rasos, conseguidos em 2009, ela é a segunda mulher mais rápida de todos os tempos, atrás apenas da compatriota Florence Griffith-Joyner.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro contato com os esportes foi através do basquete, praticado por toda sua família. Seu irmão mais novo, Eugene, tornou-se jogador profissional do Sacramento Kings anos mais tarde. Seu técnico de basquete teve a atenção chamada para a velocidade de Carmelita na quadra e sugeriu que ela tentasse o atletismo, onde seu talento natural para as corridas de velocidade foi confirmado com o tempo de 11s7 nos 100 m rasos conseguidos em sua segunda prova na distância.[2]

Cursando Educação Física pela Universidade do Estado da Califórnia, ela conquistou o maior número de medalhas na NCAA pot uma estudante desta universidade e a primeira dela a se classificar para os Jogos Olímpicos. Um problema recorrente no músculo posterior da coxa, porém, a deixou fora de competições entre 2003 e 2005 e só em 2007 ela começou a aparecer internacionalmente, depois de um longo tratamento à base de massagens profundas nos músculos internos da coxa.[3] Neste ano ela conquistou a medalha de bronze dos 100 m no Campeonato Mundial de Atletismo de Osaka, com a melhor marca pessoal de 11s02.[4] e a medalha de ouro com o revezamento.

Apesar de ser uma das mais rápidas velocistas norte-americanas da época, e conquistar nova marca pessoal - 10s97 - nas quartas de final dos 100 m, ela não conseguiu classificação para Pequim 2008 nas eliminatórias americanas realizadas em junho/julho daquele ano, no Oregon, ficando fora dos Jogos Olímpicos. Isso a levou a mudar de técnico e em novembro ela passou a trabalhar com John Smith, o mesmo técnico do campeão olímpico de Sydney 2000, Maurice Greene. Smith iniciou o trabalho com Carmelita mudando completamente o seu estilo de correr.[2]

Em 2009, Jeter conquistou o bronze no Mundial de Berlim - depois de fazer a melhor marca do ano nas semifinais - 10s83 - e na temporada indoor marcou 7s11 para os 60 m rasos, melhor marca pessoal e melhor tempo daquele ano para a distância.[5] Também venceu dois meetings da Golden League em Zurique[6] e Bruxelas[7] , com tempos inferiores a 10s90 e derrotando as jamaicanas Shelly-Ann Fraser e Veronica Campbell. Em setembro deste mesmo ano, em Tessalônica na Grécia, ela marcou 10s67 para os 100 m vencendo a prova e uma semana depois, no Grand Prix de Xangai, na China, abaixou ainda mais sua melhor marca pessoal para 10s64, tornando-se a segunda mulher mais rápida na distância.[8]

Em Daegu 2011, Jeter sagrou-se campeã mundial dos 100 m em 10s90 e liderou o revezamento 4x100 m americano para mais uma medalha de ouro em 41s56, a melhor marca do ano.[9] No Mundial seguinte, Moscou 2013, ficou com a medalha de bronze nos 100 m.[10]

Em Londres 2012 tornou-se campeã olímpica integrando o revezamento 4x100 m junto com Bianca Knight, Allyson Felix e Tianna Madison, que conquistou a medalha de ouro e quebrou o recorde mundial vigente desde 1985 e ainda em poder da equipe da extinta Alemanha Oriental, estabelecendo a nova marca de 40s82.[11] Jeter, entretanto, não conseguiu o ouro individual mesmo sendo favorita, ficando com a prata nos 100 m - atrás de Shelly-Ann Fraser que se tornou bicampeã olímpica da distância[12] - e o bronze nos 200 m rasos - vencidos pela também norte-americana Allyson Felix.[13]

Recordes pessoais[editar | editar código-fonte]

Evento Tempo (seg) Local Data
60 metros 7.02 Albuquerque, EUA 28 de fevereiro de 2010
100 metros 10.64 Shanghai, China 20 de setembro de 2009
200 metros 22.11 Eugene, EUA 30 de junho de 2012

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 100 meters all time W. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  2. a b Jeter’s rise continues, all the way to 10.67! - IAAF / VTB Bank World Athletics Final. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  3. Carmelita Jeter bio. USATrack&Field. Página visitada em 17/08/2012.
  4. Women 100m Athletics World Championchip 2007 Osaka (JPN). todor66.com. Página visitada em 17/08/2012.
  5. 60 Metres 2009. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  6. Weltklasse Zürich. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  7. Memorial Van Damme. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  8. Jeter - 10.67 - third fastest of all-time! IAAF / VTB Bank World Athletics Final. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  9. 4x100 Metres Relay - W FINAL. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  10. results. IAAF. Página visitada em 12/08/2013.
  11. 40.82! USA shatters women’s 4x100m relay World Record in London!. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.
  12. Women's 100m. london2012.com. Página visitada em 17/08/2012.
  13. Women's 200m. IAAF. Página visitada em 17/08/2012.