Castelo de Almenara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fotografia de paredes de pedra arruinadas no topo de escarpa
Recinto principal do castelo.

O Castelo de Almenara localiza-se no município de Almenara, na província de Castellón, na comunidade autónoma da Comunidade Valenciana, na Espanha.

Foto de torre arruinada com três pisos de altura.
Torre de Bergamuza.

História[editar | editar código-fonte]

Foto de torre de pedra arruinada, com dois pisos de altura.
Torre de Bivalcadim.

Erguido numa colina em posição dominante sobre a povoação, local a partir de onde se controlava o caminho da costa entre Castellón e Valência, assim como a rota interior que comunicava com Aragão, a primitiva ocupação de seu sítio remonta a uma fortificação romana.

A atual estrutura, por sua vez, remonta a uma fortificação muçulmana, erguida sobre os vestígios romanos no século X.

O topónimo de "Al-manara" significa "torre de sinais" e indica a possível função desta fortificação, em um ponto estratégico na fronteira entre as taifas de Valência e de Tortosa.

Actualmente em ruínas, podem ser observadas parte do recinto exterior a Nordeste, com as defesas dispostas escalonadamente, assim como vestígios de edificações na parte Sul.

Características[editar | editar código-fonte]

O castelo desenvolve-se longitudinalmente sobre a colina escarpada. Apresenta planta irregular dispersa, integrada por três recintos, com o castelo na cota mais elevada e duas torres isoladas (Bivalcadim e Bergamuza) situadas nos extremos. Na parte dianteira do castelo localizava-se o "albacar" onde se abria a cisterna e se erguia a mesquita.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Castelo de Almenara