Catho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catho
Logo Catho
Slogan Pra quem busca mais
Tipo Privada
Fundador(es) Thomas Case
Sede Barueri, São Paulo
Pessoas-chave Eduardo Thuler (CEO), Jakson Peters (CFO)
Empregados 700 (2015)
Acionistas Grupo Seek e Tiger Management
Página oficial www.catho.com.br

Catho é um site brasileiro de classificados de empregos.[1] Sua sede fica localizada em Barueri, no estado de São Paulo.[2]

Com o objetivo principal de facilitar contratações, o site funciona como um canal entre os candidatos que buscam novas oportunidades e as empresas e consultorias de RH que buscam candidatos. Anualmente, mais de milhão de profissionais utilizam a Catho e têm acesso a 1,8 milhão de vagas publicadas por cerca de 95 mil empresas. Utilizando cruzamento de dados, inteligência artificial e outras tecnologias, a empresa segue modernizando o processo de recrutamento e seleção do país e facilitando as contratações. Os profissionais ainda podem beneficiar-se de ferramentas gratuitas como o Guia de Profissões e Salários da Catho e conteúdos exclusivos com dicas de carreiras no canal da Catho no Youtube.

História[editar | editar código-fonte]

A marca Catho foi inaugurada por Thomas Case em maio de 1977, com a criação da Catho Recolocação de Executivos, a primeira empresa a atuar nesse segmento no Brasil.

Logo após, foi criada a Case Consultores, oferecendo serviços de recrutamento e seleção. Em 1996, foi criada a Catho , a primeira versão do site que continha currículos dos clientes da Catho Recolocação, além de oferecer testes online e programação de cursos presenciais.[3]

Depois, a Catho passou a oferecer o anúncio de currículos e de vagas de emprego, iniciando um modelo de negócios adotado até hoje.

Além do anúncio de currículo para profissionais e de vaga para as empresas, a Catho oferece também outros produtos para esses dois públicos. Alguns são exclusivos aos assinantes, outros podem ser vendidos de forma avulsa. Para garantir a veracidade dos anúncios divulgados, a Catho verifica os dados cadastrais das empresas anunciantes e conteúdo das vagas.

Missão da empresa[editar | editar código-fonte]

A missão da Catho é bem clara: “Ajudar pessoas a se realizarem profissionalmente, empresas a serem mais produtivas e o Brasil a prosperar”. E, para cumprir essa missão com excelência, a empresa criou seis atributos que guiam o comportamento dos seus colaboradores e formam o “Nosso Jeito” da Catho.

Comprometido com o sucesso - Busca sempre alcançar os resultados orientado ao sucesso do negócio e atuando de forma ética.

Criativo e antenado - Identifica e propõe melhorias, estimulando o debate, novas ideias e geração de respostas criativas.

Apaixonado pelo cliente - Faz a diferença para o cliente, priorizando suas necessidades e colocando-o no centro das decisões.

Juntos somos + - Cria um ambiente colaborativo, valorizando as pessoas e seu desenvolvimento, respeitando a diversidade e alcançando resultados por meio do trabalho em equipe.

Excelência pura - Trabalha com qualidade e atinge objetivos com rapidez, menores custos ou melhores resultados, indo além das expectativas.

Ligado no negócio - Compreende a dinâmica do negócio e do mercado e é capaz de analisar, decidir e agir alinhado com objetivos estratégicos da empresa.[4]

Investidores[editar | editar código-fonte]

No ano de 2006, a Tiger Management[5] , empresa privada de gestão de investimentos norte-americana, adquiriu as ações da Brasil Online, holding detentora da Catho e da Manager Online. Dois anos após, em novembro de 2008, a SEEK[6] , grupo líder mundial em recrutamento online por valorização de mercado, sediada em MelbourneAustrália, entrou no negócio buscando ampliar sua participação em regiões estratégicas e comprou 30% das ações.5[7]

Em 2012, a SEEK aumentou sua participação para 51% das ações da Brasil Online, controlando a Catho e a Manager Online[8] . Atualmente, as duas marcas (Catho e Manager) atuam de forma independente, embora tenham uma sede compartilhada desde agosto de 2014.

Gestão[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2012, sob o comando da Seek, a Catho anunciou seu novo CEO, Claus Vieira. Em sua governança, Claus determinou que todos os membros da gestão assinassem um código de ética e o FCPA, que prepara a empresa para a provável abertura de capital.[9]

Em julho de 2014, Eduardo Thuler assumiu a posição de novo CEO da Catho, substituindo Claus Vieira, que ocupou o cargo por dois anos.

Thuler já trabalhou no Google e foi diretor de produtos da Catho antes de assumir o novo posto. Na multinacional americana, na Califórnia, o executivo exerceu o cargo de gerente de produto desde novembro de 2011. No Brasil, foi gerente de produto do Orkut (2007-2011) e da Open Communications Security (2004-2006).

Formado em ciência da computação pela Unicamp, Thuler investirá na ampliação dos produtos a candidatos e aprimorará o desenvolvimento da plataforma Catho a fim de aprimorar a combinação entre profissionais e as vagas ideais.[10]

Em outubro de 2012, o ator Reynaldo Gianecchini foi contratado para ser o garoto-propaganda da Catho , com o objetivo de humanizar a marca para seu público-alvo. Ele participou das propagandas em canais online e off-line.[11]

No mesmo ano, a agência F.biz assumiu a comunicação dos meios digitais e tradicionais da Catho.[12]

Já em 2013, com a saída da F.biz, a agência Wunderman assumiu o posto de agência responsável pela comunicação da marca e permaneceu até Junho de 2015.[13]

Em julho de 2015, a agência de performance digital apis3, que já prestava consultoria em performance digital desde 2013, ficou responsável pelas mídias digitais de performance.

A garra e a determinação das pessoas na busca por melhores oportunidades profissionais inspiram o novo posicionamento do site líder de empregos no país: "Catho. Para quem busca mais". Com campanha criada pela Wunderman, o novo conceito foi apresentado no início de 2014.[14]

Estrutura e Produtos[editar | editar código-fonte]

A Catho tem cerca de 700 colaboradores, dos quais 200 estão dedicados exclusivamente ao atendimento ao cliente e mais de 100 são responsáveis pela captação, inspeção e auditoria de empresas e vagas, que são 100% checadas.[15]

Há uma equipe de Qualidade que monitora o atendimento das áreas responsáveis pela inserção de currículos e vagas de emprego no site. Também são verificadas todas as novas empresas, para garantir o padrão de qualidade das vagas anunciadas.

A Catho tem Sistema de Gestão da Qualidade de acordo com os requisitos da NBR ISO 9001:2008 e certificado pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Atualmente, a empresa é auditada pela PricewaterhouseCoopers (PWC), que é uma das maiores prestadoras de serviços de auditoria e consultoria do mundo.[16]

Em 2014, a Catho lançou o seu Guia de Profissões e Salários, uma plataforma on-line colaborativa que traz dados sobre profissões e informações salariais, além de sugestões sobre carreira e aperfeiçoamento profissional.[17]

A Catho também possui um aplicativo disponível para Android e iOS. Por ele, o candidato pode buscar vagas, enviar currículos e cartas de apresentação, gerenciar currículo, salvar buscas de vagas, marcar vaga como favorita, compartilhar vagas nas redes sociais, receber alerta de novas vagas, além de acessar o conteúdo do Portal Carreira & Sucesso, com notícias, artigos e dicas sobre o mercado de trabalho.[18]

Para aprimorar a associação entre vagas e candidatos, o site também passou a usar a inteligência artificial. Esta tecnologia está sendo adotada nos algoritmos de recomendação de vagas para profissionais de acordo com requisitos das empresas ou exigências dos candidatos. O uso de inteligência artificial permite a coleta de dados de maneira mais eficiente, pois os algoritmos combinam o perfil da vaga com aquele candidato que mais se adapta e vice versa.. O recurso avalia também todo comportamento do usuário dentro do sistema da Catho para a melhor sugestão de vaga compatível com suas preferências.

Depois de implantada a inteligência artificial, a Catho teve um crescimento de mais de 200% nos envios de currículos e no contato por parte dos recrutadores. A aceitação das sugestões de vagas por meio do sistema inteligente mais que dobrou desde antes da nova implementação, saltando de 8% das aplicações do site para 16,3%.[19]

Em 2015, a Catho lançou o Por dentro das empresas, uma ferramenta onde funcionários e ex-funcionários publicam os pontos positivos e negativos das empresas onde trabalham ou já trabalharam, sob diversos aspectos,como benefícios, cultura, ambiente, qualidade de vida, oportunidades de carreira e muito mais. Também é possível avaliar a classificação do salário pago pela empresa em relação ao mercado e o nível de estresse no ambiente de trabalho. As avaliações são publicadas de forma espontânea e todas as opiniões são anônimas.[20]

Em fevereiro de 2016, a Catho liberou o uso gratuito de sua plataforma para pessoas com deficiência (PcD). Todos os profissionais com deficiência ou profissionais reabilitados do INSS, que são abrangidos pela Lei de Cotas, podem assinar a Catho de forma totalmente gratuita. É só apresentar um laudo médico ou certificado de reabilitação do INSS válido, no momento do cadastro. E não existe nenhuma limitação, o acesso é o mesmo dos profissionais que pagam pela assinatura, ou seja, é possível enviar o currículo para qualquer vaga e usar todas as ferramentas do site.[21]

Em junho de 2016, a Catho, site líder de empregos do país, e a Across[22] , especializada em atração, seleção e desenvolvimento de talentos, fecharam uma parceria para a criação de uma nova plataforma de atração e seleção de estagiários. Chamada “Estágio 3.0”, a ferramenta pode ser acessada gratuitamente a partir do site da Catho.

Com apenas um cadastro, os estudantes já estarão aptos a participar de processos seletivos de estágio de diversas empresas, gratuitamente. Já do ponto de vista das companhias, a principal vantagem do Estágio 3.0 é o acesso a um grande banco de talentos que pode ser utilizado à medida que surjam novas oportunidades, diminuindo o investimento das empresas e o esforço de recrutadores na captação de candidatos.[23]

Catho Empresas[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2013, a Catho lançou a marca Catho Empresas, com o mote "Recrutar é um Talento". A nova unidade de negócios da Catho é focada no atendimento ao segmento corporativo. Mais de 90 mil empresas de todos os portes e segmentos utilizam as plataformas de recrutamento e gestão de talentos da Catho Empresas. São diversas ferramentas de recrutamento receptivo e ativo, além da mais ampla e atualizada base de currículos do país.

Para o recrutamento receptivo, a Catho Empresas oferece soluções gratuitas e ilimitadas, como a publicação de vagas, o sistema Trabalhe Conosco, questionários de pré-seleção e ferramentas de relacionamento com candidatos. Além disso, agora os recrutadores também podem publicar suas vagas na Catho diretamente do seu sistema de RH, eliminando a necessidade de digitar o anúncio duas vezes no seu sistema interno e no site da Catho Empresas.[25]

Para o recrutamento ativo, a Catho Empresas oferece diversas soluções avançadas. O recrutador pode buscar currículos de forma ilimitada na base da Catho com mais de 7 milhões de currículos. Também é possível fazer a Busca por Geolocalização, para encontrar candidatos por proximidade. A Catho Empresas também disponibiliza a sugestão de candidatos, em que sugere automaticamente os perfis com mais aderência às vagas. E também a opção de criar testes online e armazenar os currículos de todos os candidatos que passaram pelos processos seletivos.

A Catho Empresas oferece também algumas soluções para gestão de talentos. O Apoio à Recolocação é uma solução de assinaturas Catho para colaboradores que são desligados ou participam de programas de demissão voluntária em condições especiais para empresas.[26] A Pesquisa Salarial e de Benefícios é uma solução em que o recrutador tem acesso ao maior e mais atualizado banco de cargos, salários e benefícios do Brasil. A Catho Empresas também disponibiliza a plataforma de Educação Corporativa, com cursos online para colaboradores das empresas, e o Administrador de Estágios, solução que facilita o processo de admissão, treinamento e gestão de estagiários, sem burocracia.[27] [28]

Em maio de 2015, a Catho Empresas fechou parceria com a Prefeitura de São Paulo para auxiliar a recolocação de profissionais no mercado de trabalho. Com esta parceria, o Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe) passa a oferecer também as vagas de emprego cadastradas na Catho. O objetivo da iniciativa é potencializar o serviço de intermediação de mão de obra já realizado no CATe e ampliar o leque de oportunidades disponíveis, além de auxiliar as empresas na busca por profissionais.[29]

Catho Educação[editar | editar código-fonte]

A Catho Educação é uma unidade de negócios da Catho que oferece às pessoas capacitação educacional para que possam melhorar a sua formação e alavancar suas carreiras. Com mais de 100 cursos disponíveis, a Catho Educação tem parcerias com grandes universidade e escolas de negócios. A maioria dos cursos são à distância (EAD) e online. [30]

Portal Carreira & Sucesso[editar | editar código-fonte]

O Carreira & Sucesso é uma publicação digital da Catho, disponível na web desde 1999. Com conteúdo produzido pela equipe interna e por colunistas colaboradores, há editorias voltadas ao público B2C e B2B, abordando temas voltados ao mercado de trabalho, carreira, empreendedorismo e gestão e RH.[31]

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Os Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe são um conjunto de informações sobre o comportamento e tendências de emprego no Brasil. Revelam mensalmente a situação de oferta e demanda de trabalho e médias salariais, e antecipam as informações oficiais do IBGE.[32]

A Pesquisa dos Profissionais Brasileiros é um panorama do comportamento dos profissionais apresentada por estatísticas sobre hábitos e rotinas da carreira dos brasileiros.[33]  Com mais de 53.600 respondentes, a pesquisa da Catho levantou dados do mercado de trabalho do país, que mostra a sua evolução ao longo dos tempos e suas tendências e previsões.

Responsabilidade Social[editar | editar código-fonte]

Após a aquisição da Catho pela líder mundial em recrutamento online, a australiana Seek, se iniciou o investimento em projetos culturais e de apoio a instituições sociais. A Catho participa do investimento da infraestrutura do hospital da Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, entidade sem fins lucrativos, responsável pelo ensino e pesquisas sobre câncer infantil e tratamentos de alta-complexidade.[34]

A Casa Taiguara de Cultura Digital também conta com o apoio da Catho. Fundada em 2009, a CTC-Digital é um projeto social que atua na formação técnica digital de estudantes, oferecendo cursos totalmente gratuitos e um setor de empregabilidade que assessora seus alunos para o encaminhamento profissional, prospectando vagas no mercado relacionado e intermediando todo o processo entre a empresa e o estudante. Parceira do projeto ao lado de grandes empresas, a Catho auxilia a CTC-Digital na preparação de seus alunos para o mercado de trabalho, realizando treinamentos relacionados a produção de currículos atrativos, postura em entrevistas e informações atuais sobre o mercado de tecnologia .[35]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Durante sua história, a Catho recebeu diversos prêmios. Entre eles estão:

  • Prêmio Fornecedores de Confiança 2016[36]  
  • 100 melhores Fornecedores para RH 2015[37]
  • 100 melhores Fornecedores para RH 2014[38]
  • Prêmio TOP of Mind Estadão de RH
    • Indicado para o Top 5 - Site para Recrutamento 2014[39]
  • Prêmio TOP of Mind (Estadão de RH)
    • 2013 - Vencedor na Categoria Site para Recrutamento.[40]
  • Prêmio Fornecedores de Confiança (Editora Segmento)"
    • 2012 – Vencedor na edição.[41]
  • Top of Mind Estadão de RH (Fênix Editora / Estadão)"
    • 2012 – Vencedor na Categoria Site para Recrutamento.[42]
    • 2010 – Vencedor da Categoria Site para Recrutamento[43]
  • Melhores Fornecedores para RH (Editora Gestão & RH)"
    • 2013 – Vencedor entre as 100 melhores fornecedoras
    • 2012 – Vencedor entre as 10 melhores fornecedoras
    • 2011 – Vencedor entre as 10 melhores fornecedoras
    • 2010 – Vencedor entre as 10 melhores fornecedoras
    • 2009 – Vencedor entre as 100 melhores fornecedoras
    • 2007 – Vencedor entre as 100 melhores fornecedoras[44]
  • Prêmio Security Leaders (Revistas Decision Report e Risk Report)"
    • 2010 - Vencedor na Categoria de RH.[45]
    • 2011 - Vencedor na Categoria de RH
  • Prêmio Corporativo (Congresso Nacional de Gestão Corporativa)
    • 2010 - Vencedor na categoria Empresa de Educação a Distância (e-learning)[46]
    • 2010 - Vencedor na categoria Site para Recrutamento[46]

Problemas com a justiça[editar | editar código-fonte]

Furto de currículos[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2002, a Catho foi indiciada judicialmente, acusada de invadir banco de dados de suas concorrentes Gelre e Curriculum para roubar currículos e dados de usuários.[47] [48] De acordo com as investigações, gerentes e funcionários da Catho planejaram e executaram a captura de dados dos sites de outras empresas e desenvolveram programas de computador para copiar currículos de sites concorrentes. Foram encontrados ainda e-mails trocados por colaboradores da Catho em que eles afirmam que seu trabalho é "roubar currículos".[47] [49] [50] [51] A Catho por sua vez defendeu-se alegando que rejeita a sua participação em um possível roubo de dados.[48] De acordo com o jurista Ronaldo Lemos da Silva Junior, a Catho agiu dentro da legalidade e a ação promovida pela Curriculum não possui fundamento e seria decidida em juízo.[48] Além disso, alegou que as informações estavam em domínio público, justificando sua ação ao compará-la à existência de spammers que comercializam listas de endereços de e-mail.[52]

Em 2009, a Catho foi condenada pela 33ª Vara Cível de São Paulo a pagar uma indenização de 13.623.950,00 reais por "prática desleal" contra a Gelre. O valor da indenização foi calculado com base no preço mensal de R$ 50 cobrados pela Catho para armazenar currículos em seu sistema.[49]

Em 2011, a Catho foi novamente condenada pela 33ª Vara Cível de São Paulo a pagar uma indenização de 21.828.250,00 reais por "prática desleal" contra a Curriculum. O valor da indenização também foi calculado com base no preço mensal de 50 reais cobrados pela Catho para armazenar currículos em seu sistema.[50]

Em 2012, os dois processos judiciais que investigavam roubo de dados de concorrentes foram encerrados através de acordo judicial.[53]

Divergência em número de vagas[editar | editar código-fonte]

Em 2008, a Catho foi notificada pelo Ministério Público Federal devido à divergência entre o número de vagas anunciadas e as realmente existentes no banco de dados da empresa. Foi firmado então um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que a empresa evitasse que vagas associadas a mais de um perfil fossem contadas mais de uma vez.

Em 2008, a Catho foi acusada por um ex-funcionário devido à divergência entre o número de vagas anunciadas e as realmente existentes no banco de dados da empresa. O Ministério Público avaliou e considerou improcedente a denúncia recebida, embora tenha constatado divergência em razão de procedimento de atualização. Foi firmado então um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que a empresa evitasse que vagas associadas a mais de um perfil fossem contadas mais de uma vez, entre outras obrigações.[54] [55] [56] , como estabelecer em no contrato de prestação de serviços, no material publicitário e no site que a "promoção dos 7 dias gratuitos" exigia a contratação do serviço.[54]

Notas e referências

  1. «"Catho Online lidera ranking no alexa.com"». E-Commerce News. 
  2. «"Endereços e Contatos – Catho Online Institucional"». 
  3. «Google». www.google.com.br. Consultado em 2015-07-08. 
  4. «Home Institucional - Sobre a Catho Online». www3.catho.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  5. "A criar Tiger Global Management" (em pt).
  6. «Catho e Manager Online sob ‘nova direção’». Diário de Sorocaba. 03/05/2012. 
  7. «Grupo australiano Seek compra dona da Catho por US$ 78,8 mi». Exame.com. 30/05/2012. Consultado em 08/07/2015. 
  8. «Australiana seek adquire controle acionario da catho». Folha de S.Paulo. 30/05/2012. Consultado em 08/07/2015. 
  9. «A nova cara da Catho é o engenheiro Claus Vieira». Exame.com. 12/09/2013. Consultado em 08/07/2015. 
  10. «Catho anuncia novo CEO». Valo Econômico. 14/07/2014. Consultado em 08/07/2015. 
  11. «Reynaldo Gianecchini estrela nova campanha da Catho». Popmark. 04/01/2013. Consultado em 08/07/2015. 
  12. «F.biz é a nova agência da Catho». Grandes Nomes da Propaganda. 15/05/2013. Consultado em 08/07/2015. 
  13. «Catho lança a campanha "Todo Mundo Sabe"». Exame.com. 09/01/2014. Consultado em 08/07/2015. 
  14. «Catho lança campanha para apresentar novo conceito». Cidade Marketing. 10/04/2014. Consultado em 08/07/2015. 
  15. Gláucia Civa (14/02/2011). «Intranet Navita integra 800 funcionários da Catho». Baguete. Consultado em 08/07/2015. 
  16. «Catho Online é indicada para a manutenção do certificado ISO 9001». Catho. 08/02/2011. Consultado em 08/07/2015. 
  17. «Catho lança guia colaborativo de profissões». Melhor gestão e pessoa. 08/04/2014. Consultado em 08/07/2015. 
  18. Felipe Gugelmin (30/03/2015). «9 apps de Android, iOS e Windows Phone para quem procura um novo emprego». Tecmundo. Consultado em 08/07/2015. 
  19. «Catho adota inteligência artificial para associar vagas a candidatos». ComputerWorld. 15/06/2015. Consultado em 08/07/2015. 
  20. «Catho Empresas apresenta ferramenta “Por dentro das Empresas” em palestra no CONARH 2015 | JORNAL DIA DIA». jornaldiadia.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  21. «Catho inclui pessoas com deficiência em todas as seleções de sua plataforma». Vencer Limites. Consultado em 2016-04-26. 
  22. «Notícias - Across». www.across.com.br. Consultado em 2016-07-08. 
  23. «Catho fecha parceria para ampliar oferta de vagas de estágio». www.catho.com.br. 02/06/2016. Consultado em 2016-07-08. 
  24. «Catho empresas». Consultado em 08/07/2015. 
  25. «Catho Empresas». www.catho.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  26. «Apoio à recolocação | Catho Empresas». www.catho.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  27. «http://www.catho.com.br/empresas/pesquisa-salarial/». www.catho.com.br. Consultado em 2015-10-07.  Ligação externa em |title= (Ajuda)
  28. «Apoio à recolocação | Catho Empresas». www.catho.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  29. «Prefeitura fecha parceria com Catho Empresas». www.capital.sp.gov.br. Consultado em 2016-07-08. 
  30. LTDA, CATHO ONLINE. «Catho Educação - Quem Somos». www.cathoeducacao.com.br. Consultado em 2015-10-07. 
  31. «2013 começa com novas parcerias». Ideia sustentável. 07/01/2013. Consultado em 08/07/2015. 
  32. «Indicadores Catho-FIPE - Indicadores Catho-fipe». fipe. Consultado em 08/07/2015. 
  33. «Oito em cada dez profissionais brasileiros aceitariam mudar de estado por trabalho, revela pesquisa». Grupo Gestão Rh. 13/01/2015. Consultado em 08/07/2015. 
  34. «Catho apoia instituições sociais e investe em cultura». Cliente SA. 11/03/2013. Consultado em 08/07/2015. 
  35. Josilene Rocha (11/03/2015). «Projeto social oferece cursos gratuitos de tecnologia». Observatório do terceiro setor. Consultado em 08/07/2015. 
  36. «Vencedores do Prêmio Fornecedores de Confiança». Revista Melhor - Gestão de Pessoas. Consultado em 2016-04-26. 
  37. «Os 100 Melhores Fornecedores para RH 2015». Gestão e RH. Consultado em 08/07/2015. 
  38. «100 melhores fornecedores de RH». Gestão e RH. Consultado em 08/07/2015. 
  39. «Vencedores». Top of mind. Consultado em 08/07/2015. 
  40. «Finalistas e Vencedores». Top of Mind de Rh Editora Estadão.  Parâmetro desconhecido |acesodata= ignorado (Ajuda)
  41. «Vencedores». Prêmio Fornecedores de Confiança.  Parâmetro desconhecido |acesodata= ignorado (Ajuda)
  42. «Catho conquista sexto prêmio no Top Of Mind 2012». Super Agregador. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  43. «Noticias». Top of Mind Estadão de RH. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  44. «Empresas comemoram prêmio na área de recursos humanos no Rio». O Globo. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  45. «Sala Imprensa 2011». Security Leaders. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  46. a b «Congresso Corporativo». Congresso Corporativo. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  47. a b «POR DENTRO DO ESQUEMA CATHO». Dinheiro. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  48. a b c «Catho Online defende-se de acusação de roubo de informações (arquivado de http://idgnow.uol.com.br/mercado/2002/12/03/idgnoticia.2006-05-07.0735518791/ )». IDGNow. Consultado em 23 Setembro 2013.  Ligação externa em |title= (Ajuda)
  49. a b «"Catho é condenada por furtar currículos de concorrente"». Folha Online. 
  50. a b «"Justiça condena grupo Catho por roubo de dados"». Estadão - Economia e Negócios. 
  51. «"Comunicado Oficial sobre Sentença da Catho"». Curriculum. 
  52. «Catho responde acusações fazendo analogia com spammers». Terra. Consultado em 23 Setembro 2013. 
  53. «"Catho Online revê operação e encerra processos judiciais"». Valor Econômico. Consultado em 02 de Agosto de 2013. 
  54. a b Termo de ajustamento de Conduta
  55. «"Ministério Público fecha acordo para Catho corrigir informações na internet"». O Globo. 
  56. «"Ministério público pede ajuste no site da Catho Online"». Época Negócios. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]