Charles Malato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Charles Malato (Toul, Lorena, 1857 - 1938), foi um anarquista francês de origem italiana, escritor e propagandista. Sua família provinha da nobreza, foram condes de Nápoles. Seu pai foi defensor da Comuna de Paris, e por sua defesa deportado junto ao seu filho Charles de 17 anos para a Nova Caledônia em 1874. Educado em um ambiente republicano socialista Charles se aproximou ao anarquismo a partir de 1885, tornando-se rapidamente um ativo.[1]

Também se encontra texto da sua autoria na revista de cariz anarquista Luz e Vida [2] (1905).

Referências

  1. El comunismo anarquista en Francia en los años 1877 a 1894, capítulo onze do livro La anarquía a través de los tiempos, de Max Nettlau
  2. Rita Correia (5 de maio de 2015). «Ficha histórica:Luz e Vida: revista mensal de sociologia, arte e crítica (1905)» (PDF). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 16 de maio de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles Malato