Charles Precourt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Charles Precourt
Nascimento 29 de junho de 1955 (63 anos)
Waltham, Estados Unidos
Serviço militar
Patente coronel da Força Aérea dos Estados Unidos
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 38d 20h 16m
Missões STS-55, STS-71, STS-84, STS-91
Insígnia da missão Sts-55-patch.pngSts-71-patch.pngSts-84-patch.pngSts-91-patch.svg

Charles Joseph Precourt (Waltham,29 de junho de 1955) é um ex-astronauta norte-americano.

Formado em engenharia aeronáutica pela Academia da Força Aérea dos Estados Unidos, começou sua carreira como piloto-instrutor em jatos T-37 e T-38, cumprindo período de serviço regular na Alemanha, entre 1982 e 1964, pilotando jatos F-15 Eagle. Em 1985, cursou a Escola de Piloto de Teste da Força Aérea na Base Aérea de Edwards, na Califórnia, onde participou de testes de novas tecnologias de F-15 E, F-4 Phantom II, A-7 Corsair II e A-37 Dragonfly até 1989. Ao ser selecionado para o curso de astronautas da NASA em 1990, acumulava mais de 7500 horas de voo em 60 tipos diferentes de aeronaves, militares e civis, com habilitação de instrutor em aeronaves comerciais e planadores.

NASA[editar | editar código-fonte]

Integrante do corpo de astronautas desde julho de 1991, Precourt foi ao espaço como especialista de missão em quatro missões. A primeira delas em abril de 1993, na STS-55 Columbia, que levou ao espaço o Spacelab sob direção alemã, e realizou mais de 90 experiências em órbita, nos campos da Biologia, Física, Robótica e Astronomia entre outros. Segunda missão,STS-71 Atlantis, em junho-julho de 1995, foi a primeira missão do programa Shuttle-Mir com a acoplagem do ônibus espacial na estação orbital russa Mir.

Sua terceira missão ocorreu dois anos depois, em maio de 1997, na STS-84 Atlantis, onde ele comandou uma tripulação internacional de sete astronautas, a sexta em direção à Mir, com a duração de nove dias. Sua última missão foi no comando da STS-91 Discovery em junho de 1998, a última do programa Shuttle-Mir, que incluiu na tripulação um cosmonauta russo. De suas quatro viagens espaciais, três delas foram missões à estação russa Mir.

Atualmente ele ocupa o cargo de vice-diretor para a Estação Espacial Internacional, departamento que administra o dia-a-dia da estação espacial, suas operações internas, controle de órbita e trata com os fornecedores da NASA e parceiros internacionais. Suas funções na agência espacial já incluíram a de CAPCOM (controlador de voo baseado em terra), diretor de operações da NASA no Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas, em Moscou, durante o programa conjunto entre Rússia e Estados Unidos Shuttle-Mir, entre outubro de 1995 e abril de 1996, e chefe do corpo de astronautas no Centro Espacial Lyndon Johnson, em Houston, Texas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]