Chega de Saudade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Chega de Saudade (desambiguação).
"Chega de Saudade"
Single de João Gilberto
do álbum Chega de Saudade
Lado A Chega de Saudade
Lado B Bim Bom
Lançamento agosto de 1958 (1958-08)
Formato(s) Disco de 78 rotações
Gravação 10 de julho de 1958
Gênero(s) Bossa nova
Duração 02:01
Gravadora(s) EMI-Odeon
Letra Vinicius de Moraes
Composição Antônio Carlos Jobim
Produção Antônio Carlos Jobim
Cronologia de singles de João Gilberto
""Quando Ela Sai" / "Meia Luz""
(1952)
"Desafinado"
(1959)

Chega de Saudade é uma canção escrita por Vinicius de Moraes (letra) e por Antonio Carlos Jobim (música), no final dos anos 50 e gravada por diversos artistas, como João Gilberto, Elizeth Cardoso e Os Cariocas. Esta canção tornou-se em um dos símbolos da bossa nova, sendo que a sua gravação por João Gilberto em 10 de julho de 1958, pela gravadora EMI-Odeon, é considerada o marco inicial deste gênero musical.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Composta em 1956, foi gravada pela primeira vez em abril de 1958, na voz de Elizeth Cardoso, com arranjos de Jobim e acompanhada também pelo violão de João Gilberto, para o disco Canção do Amor Demais, que seria lançado em maio daquele ano pelo selo Festa. Embora esta gravação seja a primeira vez que se ouviria a famosa batida de João no violão - que caracterizaria a bossa nova -, o violonista acabaria não sendo creditado no lançamento original.[3][4]

Alguns meses depois, a canção recebeu novas versões: primeiro pelo conjunto Os Cariocas, no álbum O Melhor de... Os Cariocas lançado pela gravadora Columbia, e, finalmente, por João Gilberto, num single lançado pela EMI-Odeon em agosto daquele ano e que tinha, no lado B, a música Bim Bom, de autoria do cantor. A versão de João tornaria-se muito famosa devido ao seu modo de cantar e pela sua batida no violão, sendo que a sua gravação em 10 de julho de 1958 ficaria reconhecida como o marco inicial da bossa nova.[1][2][3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Chega de Saudade"  Antônio Carlos Jobim / Vinicius de Moraes 2:01
2. "Bim Bom"  João Gilberto 1:16

Créditos[editar | editar código-fonte]

Créditos dados pela página oficial de Tom Jobim.[5]

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Roberta Sá foi outra importante artista em fazer uma versão da canção.

Referências

  1. a b Gregorio, Rafael (9 de julho de 2018). «'Chega de Saudade' faz 60 anos ainda envolta em dissenso sobre origens da bossa nova». Folha de S.Paulo. Consultado em 10 de julho de 2018. 
  2. a b Pennafort, Roberta (10 de julho de 2018). «Bossa Nova comemora 60 anos: em 1958, a música brasileira mudou». O Estado de S. Paulo. Consultado em 10 de julho de 2018. 
  3. a b Castro, 2016, pp. 175-178.
  4. Amanda Nogueira (10 de abril de 2018). «Considerado prólogo da bossa nova, 'Canção do Amor Demais' completa 60 anos». Folha de S.Paulo. Consultado em 10 de abril de 2018. 
  5. «Chega de Saudade». Tom Jobim - Site Oficial. Consultado em 10 de julho de 2018. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.