Chery QQ

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Chery QQ
Chery QQ azul.
Visão Geral
Nomes
alternativos
Chery IQ (Chile)
Chery Doce (Rússia)
MVM 110 (Irã)
Produção 2003 — presente
Fabricante China Chery
Montagem  China
Modelo
Classe Minicarro
Carroceria Hatchback
Ficha técnica
Motor 1.1 ACTECO 16V Gasolina 68CV[1]
Transmissão De 5 velocidades, manual.[2]
Modelos relacionados
Chevrolet Spark
Volkswagen Up!
Fiat Mobi
JAC J2
Chery Face
Lifan 320
Geely GC2
Renault Kwid
Dimensões
Comprimento 3550[2]
Entre-eixos 2340[2]
Largura 1495[2]
Altura 1485[2]
Peso 890[2]
Tanque 35 L[2]
Consumo Combinado: ~20 km/L
Velocidade Máx. 130 km/h[1]

Chery QQ (codinome S11) é um automóvel produzido pela montadora chinesa Chery desde 2003. O carro foi lançado no Brasil em abril de 2011, tornando-se o mais barato do país. No mercado brasileiro, tem como seu principal concorrente, o JAC J2.[3] Na China, ele é vendido por €3.400. O preço médio no mercado da Europa gira em torno de €5.000, batendo o preço do carro Dacia Logan, como o carro mais barato desse mercado.

Lançamento no Brasil[editar | editar código-fonte]

O carro teve seu lançamento no Brasil no dia 28 de abril de 2011.[4] O QQ é o automóvel zero quilômetro mais barato, por tabela, do país, custando R$ 22.900.[5][1] O carro chinês traz, como diferencial, o fato de ser "completo" de série. Ele conta com acionamento interno de abertura da tampa do tanque de combustível e porta-malas, alarme, ar-condicionado, direção hidráulica, sensor de estacionamento e rádio com MP3 e entrada USB.[5] Itens esses, que só são encontrados em carros com valor maior e como opcionais. A montadora aposta nessa característica para ganhar o mercado brasileiro. A Chery cita alguns automóveis à venda no Brasil como concorrentes do QQ. Entre eles estão o Effa M100, Chevrolet Celta e Fiat Uno.[6]

O preço muito baixo com todos os equipamentos que o QQ oferece tem explicação. O carro, que é importado da China,[5] sendo testado por diversas revistas especializadas em carros, entre elas a Auto Esporte e a Quatro Rodas, recebeu críticas quanto ao encaixe de algumas peças, ruído interno e câmbio. Quanto à mudança de marchas, o câmbio foi considerado impreciso e a embreagem foi chamada pela Auto Esporte, de "molenga".[6] A sua suspensão, considerada muito pouco rígida, também foi alvo de críticas. Visto que o centro de gravidade do carro é muito alto, elas podem comprometer a estabilidade ao dirigir e diminuir o conforto em pistas irregulares, com lombadas ou buracos, situação comum no Brasil.[7] Com algumas peças "folgadas" ou mal encaixadas, o ruído interno do QQ é alto.[7] O motor faz mais barulho do que o de seus concorrentes.

Ficha técnica e acessórios[editar | editar código-fonte]

Motor do QQ

Os dados apresentados abaixo referem-se ao modelo à venda no Brasil.

Motor[editar | editar código-fonte]

O motor 1.1L ACTECO de 16V funciona a gasolina e gera 68CV a 6.000rpm. Oferece torque de 9,17kgfm entre 3.500 e 4.500rpm.[7] O carro tem tração dianteira e transmissão manual de cinco velocidades. Apresenta quatro cilindros em linha DOHC.[2]

Capacidades[editar | editar código-fonte]

O carro foi projeto e é autorizado a comportar, no máximo, cinco ocupantes. Seu tanque de combustível tem 35L de capacidade e seu porta-malas carrega até 190L de bagagens.[2]

Traseira do Chery QQ

Dimensões e peso[editar | editar código-fonte]

O QQ têm centro de gravidade alto. Abaixo estão as suas medidas:[2]

Altura 1485mm
Comprimento 3550mm
Largura 1495mm
Entre-eixos 2340mm

O carro à venda no Brasil pesa apenas 890kg, sendo considerado um carro muito leve em comparação a outros carros da mesma categoria. Ele tem desempenho semelhante aos seus concorrentes mesmo tendo motor com menos potência em cavalos.

Dianteira do Chery QQ

Desempenho[editar | editar código-fonte]

O motor 1.1, menos potente que a maioria dos 1.0, e o fato de o QQ ser mais leve que o seus concorrentes faz com que ele tenha desempenho semelhante a eles. A velocidade máxima informada pela Chery é de 160km/h.[2] A aceleração de zero a cem quilômetros por hora em condições normais leva 14 segundos.[2]

Acessórios[editar | editar código-fonte]

O diferencial do QQ está em sua completa lista de acessórios de série. Abaixo estão alguns dos itens do carro:[2]

  • Direção hidráulica
  • Ar condicionado
  • Airbag
  • Vidros, travas e retrovisores elétricos
  • Rádio com MP3 e entrada USB
  • Freios ABS
  • Alarme contra roubo
  • Aviso de cinto de segurança desatado

Acusação de cópia[editar | editar código-fonte]

O Chery QQ se tornou o centro de uma polêmica relativa a direitos de propriedade intelectual. A General Motors afirmou que o carro era uma cópia do Daewoo Matiz (que é comercializado fora da Coreia do Sul como Chevrolet Spark). Os executivos da GM observaram, entre outras coisas, que as portas do QQ e as da Spark podem ser substituídas entre si, sem modificação. Ainda segundo a GM, ambos os carros possuem "carrocerias, design e componentes fundamentais notavelmente idênticos" O site MotorAuthority.com e a revista Car and Driver chamaram o QQ de uma "cópia carbono", enquanto o International Herald Tribune, em artigo de 2005, refere-se ao carro da Chery como um clone.

O jornal Detroit News informou que "a disputa reflete a confusão, os riscos e as ambições da indústria automobilística da nova China, onde as montadoras globais estão lutando por uma fatia do mercado automotivo que pode se tornar o maior do mundo".

Referências

  1. a b c ROBERTI, Bruno (28 de abril de 2011). «QQ chega oficialmente às concessionárias brasileiras». Quatro Rodas. Consultado em 2 de julho de 2011 
  2. a b c d e f g h i j k l m «Chery QQ no Brasil». Chery. Consultado em 2 de julho de 2011 
  3. «Chery QQ encosta em JAC J3». Carsale. 30 de junho de 2011. Consultado em 2 de julho de 2011 
  4. «Lançamento do QQ será a bordo de um navio». Carplace. 26 de abril de 2011. Consultado em 2 de julho de 2011 
  5. a b c MORA, Rodrigo (29 de abril de 2011). «QQ esbanja equipamentos de série, mas pede cuidados». iG Carros. Consultado em 2 de julho de 2011 
  6. a b POGGETTO, Priscila Dal (2 de maio de 2011). «Primeiras impressões do Chery QQ». Auto Esporte. Consultado em 2 de julho de 2011 
  7. a b c BRITO, Eugênio Augusto (24 de janeiro de 2011). «Chery QQ custa 22 mil e quebra paradigmas». UOL Carros. Consultado em 2 de julho de 2011 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chery QQ