Choque de oferta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Um Choque de oferta é um evento que subitamente aumenta ou diminui o fornecimento de uma mercadoria ou serviço, ou de mercadorias e serviços em geral. Essa mudança repentina afeta o preço de equilíbrio do bem ou serviço ou o nível geral de preços da economia.[1]

No curto prazo, com um choque de oferta negativo em toda a economia, haverá um deslocamento da curva de oferta agregada para a esquerda, diminuindo a produção e aumentando o nível de preços.[2] Por exemplo, a imposição de um embargo ao comércio de petróleo causaria um choque de oferta adverso, uma vez que o petróleo é um fator-chave de produção para uma grande variedade de produtos. Um choque de oferta pode causar estagflação devido a uma combinação de aumento de preços e queda na produção.[3]

Também analisando o curto prazo, caso ocorra um choque de oferta positivo em toda a economia, ocorrerá um deslocamento da curva de oferta agregada para a direita, aumentando a produção e diminuindo o nível de preços. Um choque de oferta positivo pode ser um avanço na tecnologia (um choque tecnológico) que é algo que torna a produção mais eficiente, aumentando as quantidades produzidas ou dinamizando o processo produtivo.[4]

Análise técnica[editar | editar código-fonte]

Choque de Oferta Negativo

O diagrama à direita demonstra um choque de oferta negativo; A posição inicial está no ponto A, produzindo a quantidade de saída Y¹ no nível de preço P¹. Quando há um choque de oferta, isso tem um efeito adverso na oferta agregada: a curva de oferta se desloca para a esquerda (de AS¹ para AS²), enquanto a curva de demanda permanece na mesma posição. A interseção das curvas de oferta e demanda agora mudou e o equilíbrio é agora o ponto B; quantidade foi reduzida para Y², enquanto o nível de preços foi aumentado para P².

A inclinação da curva de demanda determina quanto o nível de preço e a produção respondem ao choque, com mais demanda inelástica (e, portanto, uma curva de demanda mais acentuada), causando um efeito maior no nível de preço e um efeito menor na quantidade.

Referências

  1. Netto, Delfim. «Choque de oferta». CartaCapital 
  2. Robert Hall, Marc Lieberman (2012), Economics: Principles and Applications, ISBN 1-111-82234-4, Cengage Learning 
  3. «Choques de Oferta». www.institutomillenium.org.br. Consultado em 6 de junho de 2018 
  4. «Choques de oferta, inflação e política monetária | Análise Macro». Análise Macro. 9 de abril de 2014 
  • Checa, Brian, Choque de Oferta: o Crescimento Económico na Encruzilhada e o Constante Estado de Solução. (Gabriola Island, No Canadá, De 2013)

Ver também[editar | editar código-fonte]