Cithaerias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCithaerias
C. pireta vista por cima. A espécie com maior distribuição, indo até o México.
C. pireta vista por cima. A espécie com maior distribuição, indo até o México.
C. andromeda. Espécie com padrão de cor violeta.
C. andromeda. Espécie com padrão de cor violeta.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Família: Nymphalidae
Rafinesque, 1815
Subfamília: Satyrinae[1]
Tribo: Haeterini[1]
Gênero: Cithaerias
Hübner, [1819]
Espécies
ver texto


Cithaerias (ex Callitaera) é um gênero de borboletas neotropicais da família Nymphalidae e subfamília Satyrinae, proposto por Jakob Hübner no ano de 1819. São borboletas com asas arredondadas e extremamente translúcidas, com pequenos ocelos nas asas posteriores, apenas um em cada asa, e mancha de cor rosa ou vermelha a violeta.[2][3]

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Segundo Adrian Hoskins, sobre Cithaerias pireta, as borboletas deste gênero são encontradas solitárias, ou em duplas, nos recessos úmidos e sombrios das florestas, sendo de voo quase sempre crepuscular e de baixa altura. Se alimentam de frutos fermentados, caídos no solo.[4]

Espécies[editar | editar código-fonte]

Existem cinco espécies descritas no gênero Cithaerias, todas em habitat amazônico:[3]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

De acordo com estudo publicado em outubro de 2014 por Carla M. Penz, Laura G. Alexander e Philip J. Devries, as definições das cinco espécies de borboletas Cithaerias foram atualizadas com novos dados. Segundo eles, estudando a morfologia da genitália produziram-se informações mais confiáveis para a definição de espécies e identificação. Desta forma, a C. aurorina foi concedido o estatuto pleno de espécie e C. cliftoni foi reintegrada como uma espécie completa. Uma nova combinação de subespécie é proposta, ou seja, C. aurora tambopata. Também dois novos sinônimos são propostos, Callitaera phantoma e Callitaera aura = Cithaerias aurora. Estas espécies novas, propostas, estiveram integradas, anteriormente, no táxon C. pireta.[5]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Satyrinae» (em inglês). Lepidoptera and some other life forms. 1 páginas. Consultado em 18 de abril de 2016 
  2. a b LPJC (8 de abril de 2011). «Butterfly (Cithaerias pyropina, Common name: Pink-tipped Satyr)» (em inglês). Flickr. 1 páginas. Consultado em 18 de abril de 2016 
  3. a b c «Cithaerias» (em inglês). Lepidoptera and some other life forms. 1 páginas. Consultado em 18 de abril de 2016 
  4. a b Adrian Hoskins. «Blushing Phantom - Cithaerias pireta (Stoll, 1780)» (em inglês). Learn about butterflies. 1 páginas. Consultado em 18 de abril de 2016 
  5. Penz, Carla M.; Alexander, Laura G.;Devries, Philip J. (20 de outubro de 2014). «Revised species definitions and nomenclature of the rose colored Cithaerias butterflies (Lepidoptera, Nymphalidae, Satyrinae).» (em inglês). Zootaxa. 1 páginas. Consultado em 19 de abril de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre lepidópteros, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.