City Lar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
City Lar
Tipo Empresa de capital fechado
Slogan A Gigante do Brasil
Indústria Varejista
Fundação 1979
Fundador(es) Sidney Gasques e Erivelto Gasques
Encerramento 11 de abril de 2016
Sede Cuiabá, Mato Grosso, Brasil
Locais 201
Proprietário(s) Máquina de Vendas
Produtos Varejo
Eletrodomésticos
Eletrônicos
Móveis
Motocicletas[1]
Faturamento R$ 800.000.000,00
Sucessora(s) Ricardo Eletro
Website oficial www.citylar.com.br

A City Lar, pertencente à empresa varejista Máquina de Vendas, foi uma rede brasileira de varejo de móveis e eletrodomésticos atuante nos estados da regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, onde era considerada "a maior rede de eletrodomésticos da região".[2]

História[editar | editar código-fonte]

Iniciou suas atividades em 1979 em Mirassol d'Oeste - Mato Grosso, com uma loja de eletroeletrônicos - a Eletro Som City, criada por Sidney Gasques, pai do atual presidente da Máquina de Vendas S/A, Erivelto Gasques.[3]

A marca "City Lar" surgiu no centro de Cuiabá, no ano de 1992. Desde então, expandiu sua atuação inicialmente para o Amazonas e Rondônia e, posteriormente para outros estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.[4]

Em 2008 o grupo comprou o Magazine Maranhense Gabryella, com sede em São Luís, líder de mercado no Maranhão, com 20 pontos-de-venda, frota própria e centro-de-distribuição.

Em 2011 a City Lar iniciou a operação de venda das motos da marca própria Flash em todos os seus pontos-de-venda, com a finalidade de diversificar seu mix de produtos. Há cinco modelos diferentes, produzidos parceria com a CR Zongshen do Brasil.[5]

Hoje, a City Lar possui cerca de 220 lojas[4], além de uma operação de e-commerce com estrutura para atender todas as cidades brasileiras. [6]

Em junho de 2013, a City Lar inaugurou a primeira loja Prime da rede em Cuiabá, Mato Grosso. Com investimento de R$ 1 milhão, a unidade conta com projeto arquitetônico moderno e diferenciado para apresentar um mix de produtos exclusivos.

Em 11 de abril de 2016, seu nome deixou de ser utilizado em prol da marca Ricardo Eletro.[7]

Referências

  1. Flash: surge uma nova marca. QuatroRodas (28/04/2011). Página visitada em 13/02/2014.
  2. Insinuante e Ricardo Eletro negociam fusão com City Lar
  3. Márcia De Chiara (24 de junho de 2010). «Rede City Lar se une à Máquina de Vendas». Agência Estado. Estadão. Consultado em 30 de junho de 2012 
  4. a b A máquina ajusta as engrenagens.IstoÉ Dinheiro (11/10/2013). Página visitada em12 de fevereiro de 2014.  
  5. Flash: surge uma nova marca. QuatroRodas (28/04/2011). Página visitada em 13/02/2014.
  6. E-commerce brasileiro desiste de crescer a qualquer preço. Exame. 20/9/2013. Página visitada em 13 de fevereiro de 2014. 
  7. «Lojas Insinuante, Eletro Shopping, City Lar e Salfer viram Ricardo Eletro». UOL. 11 de abril de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.