Claudia Alexander

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Claudia Alexander
Nascimento Claudia Joan Alexander
30 de maio de 1959
Arcadia, Califórnia
Morte 11 de julho de 2015 (56 anos)
Arcadia, Califórnia
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade da Califórnia em Los Angeles, Universidade de Michigan
Causa da morte Câncer de mama
Instituições Jet Propulsion Laboratory
Campo(s) Planetologia e geofísica

Claudia Joan Alexander (30 de maio de 195911 de julho de 2015)[1] foi uma cientista norte-americana especializada em geofísica e ciência planetária.[2]

Alexander conduziu pesquisas pioneiras na física de cometas, de Júpiter e suas luas, vento solar entre outros. Foi autora ou co-autora de mais de uma dúzia de artigos científicos.[3]

Como membro da equipa técnica no Jet Propulsion Laboratory,[4] ela foi a última gerente da missão Galileo, da NASA, tendo supervisionado a descida da sonda espacial Galileo à atmosfera de Júpiter, durante a conclusão da missão, em 2003;[5] à data da sua morte, trabalhava como administradora de projeto e como cientista na missão Rosetta, projeto empreendido pela Agência Espacial Europeia, dedicado ao estudo do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.[5]

Infância e educação[editar | editar código-fonte]

Claudia Alexander, nascida no Canadá, foi criada em Santa Clara, Califórnia, filha de Gaynelle e Harold Alfred Alexander (1917-2010). Teve dois irmãos: Suzanne e David[5]. Embora quisesse tornar-se jornalista, seus pais desejavam que se tornasse engenheira[6]. Seu interesse por ciência planetária surgiu após um trabalho de verão no Centro de Pesquisas de Ames. Embora tivesse sido contratada para trabalhar na seção de engenharia, costumava visitar a seção de ciência, onde não só sentia ser capaz de realizar um bom trabalho, como também lhe era mais aprazível.

Em 1983 obteve o bacharelado em Geofísica, na Universidade da Califórnia em Berkeley[7], que lhe parecia ser uma boa base para conseguir trabalhar como cientista planetária. Dois anos depois, em 1985, concluiu o mestrado em geofísica e física espacial na Universidade da Califórnia em Los Angeles[7]. Recebeu o doutorado em física do plasma espacial pela Universidade de Michigan em 1993[7][8], onde foi nomeada "Mulher do Ano".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Claudia Alexander trabalhou no Serviço Geológico dos Estados Unidos (United States Geological Survey - USGS) no estudo de placas tectónicas[8] e no Ames Research Center, na observação dos satélites de Júpiter[8], tendo seguidamente, em 1986, assumido um cargo no Jet Propulsion Laboratory da NASA[8]. Trabalhou como coordenadora científica para o instrumento de ondas plasma abordo da sonda espacial Galileo [9] tendo-se tornado, depois, a administradora da missão Galileo. Foi a última administradora de projeto da missão e supervisionou a descida da sonda espacial à atmosfera de Júpiter, durante a conclusão da missão, em 2003.[5]

Trabalhou como investigadora em diversos temas incluindo: a física da evolução e do interior dos cometas, Júpiter e as suas luas, magnetosferas, placas tectónicas, plasma espacial, as descontinuidades e expansão do vento solar e o Planeta Vénus. Escreveu e co-escreveu catorze artigos[8].

À data da sua morte, Alexander trabalhava como administradora de projeto e como cientista na missão Rosetta, projeto compreendido pela Agência Espacial Europeia, dedicado ao estudo do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko[5].

Morte[editar | editar código-fonte]

Em adição ao seu trabalho científico, Clara Alexander escreveu ficção científica e livros para crianças. Ela faleceu em 11 de julho de 2015 em Arcadia, Califórnia, depois de uma luta de dez anos contra um câncer de mama.[1] Ela foi sepultada no Oak Hill Memorial Park, em Santa Clara, Califórnia.[10]

Assim disse James Green, diretor da divisão de ciência planetária da NASA:

Referências

  1. a b Pioneering Rosetta mission scientist Claudia Alexander dead at 56 por Eric Betz em 13 de julho de 2015
  2. [1] Arquivado em 7 de setembro de 2015, no Wayback Machine., Multicultural Environmental Leadership Development Initiative profile
  3. NASA scientist Claudia Alexander, who helped direct Galileo probe, dies at 56 por JOHN ROGERS pela agencia "The Associated Press"
  4. Biography of Claudia Alexander. University Corporation of Atmospheric Research (UCAR)
  5. a b c d e «Claudia Alexander dies at 56; JPL researcher oversaw Galileo, Rosetta missions». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035 
  6. Roberts, Sam (19 de julho de 2015). «Claudia Alexander, NASA Manager Who Led Jupiter Mission, Dies at 56». The New York Times. ISSN 0362-4331 
  7. a b c «profile of Alexander». Association for Women Geoscientists 
  8. a b c d e «Claudia J. Alexander - Windows to the Universe». www.windows2universe.org. Consultado em 21 de julho de 2015 
  9. «Scientist keeps an eye on comets». www.post-gazette.com. Consultado em 21 de julho de 2015 
  10. a b Find a Grave (ed.). «Dr Claudia Joan Alexander». Find a Grave. Consultado em 21 de dezembro de 2016