Colonização de exploração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gravura retratando o trabalho escravo no sul dos Estados Unidos, que foi uma região onde entende-se que teria ocorrido a colonização de exploração.

No início do século XVI, com as Grandes Navegações e o Descobrimento da América, o interesse em explorar e conquistar novas terras ganhou força. Dessa maneira, surgiram os colonizadores em áreas distintas, carregando a bandeira de variadas metrópoles, seja sob a égide do catolicismo ou protestantismo. Essas colonizações foram compreendidas a posteriori, mediante suas "características", locais e grupos colonizadores, como colonização de povoamento ou de exploração.

Atribuiu-se como colonização de exploração o método onde teria prevalecido os interesses mercantis, de modo que a terra seria utilizada somente para dar lucros à metrópole. Esse tipo de colonização teria ocorrido principalmente nas colônias espanholas e portuguesas do continente americano, onde teriam fundamentado sua economia na extração de metais ou na produção de gêneros agrários, para suprimir a falta de matérias-primas nos mercados europeus.

Essas colônias deveriam obedecer ao Pacto Colonial, o que as obrigava a comprar e vender produtos somente à metrópole. Evidenciando que seria o foco na lucratividade o interesse principal, entende-se que foram desenvolvidas técnicas que caracterizariam esse sistema de colonização; técnicas hoje conhecidas como "plantation", cujas principais características são[1]:

Nessas colônias, o povoamento aconteceria de maneira espontânea, conforme o surgimento de uma atividade econômica as populações vinham da Europa com a ideia de explorá-la, mas quando essa atividade terminava, muitos deles então mudariam para outras regiões, caracterizando um povoamento temporário.[2] Apesar dessa ideia de colônia de exploração, alegando o caráter meramente predatório e habitacionalmente temporário, há estudos historiográficos que apontam para modelos políticos coloniais mais "complexos", fora do binarismo colônia de exploração e de povoamento.[3]

Referências

  1. «Colônias de Exploração - História». InfoEscola. plus.google.com/+infoescola/. Consultado em 29 de novembro de 2015. 
  2. «Geoensino - Portal sobre o ensino de Geografia: América: Colônias de exploração e povoamento». www.geoensino.net. Consultado em 29 de novembro de 2015. 
  3. Karnal, Leandro (2007). [file:///C:/Users/vikal/Downloads/HIST%C3%93RIA%20DOS%20ESTADOS%20UNIDOS.pdf «História dos Estados Unidos»] Verifique valor |url= (ajuda) (PDF). Editora Contexto. Consultado em 6 de junho de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.