Consumidor cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Consumidor Cultural descreve uma pessoa que consome avidamente arte, livros, música, e eventos culturais dentro da sociedade. Com o aumento expressivo das tecnologias, consumidores de cultura têm aproveitado ainternet para alimentar seus próprios esforços consumistas.[1] [2]

O termo foi cunhado pela autora Patricia Martin, em seu livro A Ascensão do Consumidor Cultural e o Que Isso Significa Para o Seu Negócio (The Rise of the Cultural Consumer and What It Means For Your Business), no qual ela sugere que a convergência entre arte, tecnologia e entretenimento, está refazendo o perfil dos consumidores.

Este novo tipo de consumidor valoriza a criatividade, o design e o poder dos valores pessoais. Esses consumidores buscarão empresas que possam "apresentar uma oferta que solucione um problema, faça algo de bom e ofereça esteticamente".[3] Eles também procuram produtos que envolvam os sentidos como uma maneira de discernir a verdade. Em outras palavras, eles acreditam no que podem experimentar. A autenticidade é primordial e as histórias e imagens são meios poderosos de comunicação de mensagens.

Embora os consumidores culturais possam representar apenas um pequeno segmento da população, esse grupo está se expandindo rapidamente por meio do acesso à tecnologia e à internet.[4] Pesquisas recentes indicam que esses consumidores estão conectados, ativos em suas comunidades e criativos.[5] Além disso, eles “aspiram a ser vistos como seres humanos expressivos e pensantes, em vez de alvos de mercado de massa”.[6]

Referências

  1. «O que leva ao consumo cultural? - Cultura e Mercado». www.culturaemercado.com.br. Consultado em 1 de julho de 2018 
  2. «Fatores culturais e sociais influenciam o comportamento dos consumidores - Audaces». Audaces. 8 de dezembro de 2015 
  3. Martin, P. (2007). RenGen (Renaissance Generation): The Rise of the Cultural Consumer and What it Means to Your Business. LaCrosse, WI: Platinum Press ISBN 1-59869-134-1
  4. [1] Arquivado em 17/02/2010, no Wayback Machine. no Wayback Machine.
  5. Patricia Martin: American Life & Culture Survey
  6. Article in AdAge magazine