Coquette

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coquette
Coquette (PT)
Coquete (BR)
 Estados Unidos
1929 • p&b • 76 min 
Direção Sam Taylor
Roteiro John Grey
Allen McNeil
Elenco Mary Pickford
Johnny Mack Brown
Matt Moore
John St. Polis
William Janney
Género Drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Coquette (Coquete, no Brasil) é um filme norte-americano de 1929 dirigido por Sam Taylor. O filme foi adaptado para o cinema por John Grey, McNeil Allen e Sam Taylor da peça de George Abbott e Preston Ann Bridgers.

O Filme foi um sucesso de bilheteria e chegou a firmar Mary Pickford como atriz do cinema-falado, infelizmente não por muito tempo. Por sua performance, Mary Pickford ganhou o segundo Oscar de melhor atriz.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Norma Besant (Mary Pickford) é uma galanteadora incorrigivel e tem várias conquistas em sua lista. Ela começa a flertar com Michael Jeffery (Johnny Mack Brown), um homem muito honrado, que é alertado pelo pai dela sobre a filha. Após uma longa viagem ele retorna e encontra Norma compromissada. No entanto, o amor entre ambos volta a florecer, para desagrado do pai de Norma.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Mary Pickford
  • Mary Pickford ... Norma Besant
  • Johnny Mack Brown ... Michael Jeffery
  • Matt Moore ... Stanley 'Stan' Wentworth
  • John St. Polis ... Dr. John M. Besant
  • William Janney ... James 'Jimmy' Besant
  • Henry Kolker ... Dist. Atty. Jasper Carter
  • George Irving ... Robert Bob Wentworth
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1930 (EUA)

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

  • Foi o primeiro filme falado de Mary Pickford, atriz já consagrada do cinema-mudo.
  • Em 2008 seguiu-se uma batalha legal entre a academia e os Buddy Roger's, herdeiros da atriz Mary Pickford, sobre a venda do Oscar "Coquette". Os herdeiros estavam tentando vender o prêmio para a caridade, tal como estipulado pelo segundo marido da atriz. A Academia insistiu para que o prêmio devesse ser oferecido de volta a eles, ao invés de o tornarem público. A Academia ganhou a batalha judicial, mas anunciou que estavam dispostos a buscar um acordo privado com os herdeiros. O resultado deste acordo é desconhecida.
  • A também vencedora do Oscar, Helen Hayes, interpretou Norma Besant no teatro.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.