Couraça (arquitetura)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Castelo de São Jorge, em Lisboa, vendo-se, à esquerda a sua couraça e respetiva torre avançada.

Na arquitetura militar, a couraça é um pano de muralha que se projeta para o exterior da muralha principal de um castelo ou de uma povoação fortificada medieval.

Projecto de couraça deAlcácer-Ceguer (1502).

As couraças eram construídas para defender um ponto estratégico localizado no exterior da fortificação. Exemplos de pontos protegidos por couraças eram fontes de água potável (como uma cisterna ou uma fonte) ou outras posições que, na posse do inimigo, poderiam ameaçar a segurança da fortificação. Também podiam permitir o acesso a um porto de rio ou de mar, servindo como ponto de entrada de abastecimento ou chegada de reforços assim como ponto de escape em caso que o castelo fosse tomado pelo inimigo.

No extremo das couraças, poderia ser colocada uma torre avançada designada "torre da couraça".

Referências[editar | editar código-fonte]