Daína Chaviano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Música.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para reciclagem desde agosto de 2012.

Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Daína Chaviano
Daína Chaviano, 2008
Nascimento 1960
Havana, Cuba
Nacionalidade Cuba cubana
Ocupação Escritora.
Gênero literário Literatura fantástica
Magnum opus A Ilha dos Amores Infinitos
Página oficial
dainachaviano.com

Daína Chaviano (Havana, 1960) é uma escritora cubana.

Ganhou o seu primeiro prémio literário quando estudava na Universidade de Havana, onde se licenciou em Língua e Literatura Inglesa. Enquanto viveu em Cuba, publicou vários livros de ficção científica e narrativa fantástica, tornando-se a autora mais popular e reconhecida nesses subgéneros em toda a história do seu país. Publicou com igual êxito romances fantásticos, de ficção científica e de literatura tradicional, obtendo vários prémios nas diferentes modalidades.

Os seus temas literários abarcam a mitologia, o erotismo, a sociologia, a psicologia, a política e a magia, desenvolvidos num estilo pleno de imagens poéticas e, ao mesmo tempo, sensuais.

Entre as suas obras mais importantes conta-se o ciclo «Havana Oculta», constituído pelos romances Gata encerrada, Casa de juegos, El hombre, la hembra y el hambre e La isla de los amores infinitos (A Ilha dos Amores Infinitos), este último galardoado com a Medalha de Ouro no certame Florida Book Awards 2006, que distingue os melhores livros publicados anualmente nos Estados Unidos da América.

A Ilha dos Amores Infinitos (Editorial Presença 2008, com tradução de Regina Louro) foi publicado em 25 línguas, tornando-se o romance cubano mais traduzido de todos os tempos.

Daina Chaviano vive nos Estados Unidos desde 1991. Ela é prima do ator cubano César Évora.

Obras publicadas em português[editar | editar código-fonte]

  • 2008: A Ilha dos Amores Infinitos (Editorial Presença, com tradução de Regina Louro)

Livros[editar | editar código-fonte]

  • 2006: La isla de los amores infinitos (romance). Editorial Grijalbo, Espanha.
  • 2004: Los mundos que amo (romance). Editorial Alfaguara, Colombia.
  • 2001: País de dragones (contos). Espasa Juvenil, Espanha.
  • 2001: Gata encerrada (romance). Editorial Planeta, Espanha.
  • 1999: Casa de juegos (romance). Editorial Planeta, Espanha.
  • 1998: El hombre, la hembra y el hambre (romance). Editorial Planeta, Espanha.
  • 1994: Confesiones eróticas y otros hechizos (poesia). Editorial Betania, Espanha.
  • 1990: El abrevadero de los dinosaurios (contos). Letras Cubanas, Cuba.
  • 1989: La anunciación (guión de cine). Editorial Extensión Universitaria, Cuba.
  • 1988: Fábulas de una abuela extraterrestre (romance). Letras Cubanas, Cuba.
  • 1986: Historias de hadas para adultos (romances). Letras Cubanas, Cuba.
  • 1983: Amoroso planeta (contos). Letras Cubanas, Cuba.
  • 1980: Los mundos que amo (contos). Ediciones Unión, Cuba.

Prémios e distinções[editar | editar código-fonte]

  • 2007: Medalha de Ouro na categoria Melhor Livro em Língua Espanhola. Florida Book Awards, EUA. (A Ilha dos Amores Infinitos).
  • 2004: Convidada de honra ao 25º Congresso Internacional de Arte Fantástica, EUA.
  • 2003: Prémio Internacional de Fantasía Goliardos, México. (Fábulas de una abuela extraterrestre).
  • 1998: Prémio Azorín de Novela, Espanha. (El hombre, la hembra y el hambre).
  • 1990: Prémio Anna Seghers, Academia de Artes de Berlim, Alemanha. (Fábulas de una abuela extraterrestre).
  • 1989: Prémio Nacional de Literatura Juvenil «La Edad de Oro», Cuba. (País de dragones).
  • 1988: Prémio Nacional «13 de Março» para o melhor guião de cinema inédito, Cuba. (La anunciación).
  • 1979: Prémio Nacional de Literatura David de Ficção Científica, Cuba. (Los mundos que amo).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]