Daniela (Florianópolis)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página sobre geografia não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Balneário Daniela é um balneário do município de Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina. Foi aprovado pela prefeitura como loteamento em março de 1972, hoje existe praticamente 1.003 lotes vendidos. O loteamento foi desenvolvido em duas terras, a maior parte em terrenos da marinha de propriedade da União coberta por mangue, e a outra parte em terras de ninguém. O Ministério Público Federal não concordava pois feria o código florestal, Art.2º que diz que estabilizadoras de mangues e fixadoras de dunas devem ser preservadas.

Na realidade, existe discussão sobre a caracterização dos terrenos ditos "de marinha". Inúmeros estudos técnicos baseados em documentos históricos comprovam que quase a totalidade dos imóveis sobre os quais a União pretende ter o domínio, de acordo com o Decreto-Lei 9.760 de 1946, não se enquadravam como terrenos de marinha ou acrescidos no ano de 1831. Registre-se que 1831 é o ano de referência para realizar estas demarcações.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

Balneário Daniela ganhou este nome em homenagem a neta de um grande empresário local, o senhor João Prudêncio de Amorim. Porém este nome é usado somente em mapas turísticos, pois a legislação atual não permite nominar logradouros públicos com nomes de pessoas vivas, como é o caso de Daniela. Por isso a denominação primitiva e atual é Praia do Pontal.

Localização[editar | editar código-fonte]

Sua localização fica ao norte da Ilha de Santa Catarina, em média 23 a 26 km do centro de Florianópolis, é uma praia com apenas um acesso por estrada, logo após Jurerê Internacional.

Como chegar[editar | editar código-fonte]

O acesso ao Balneário Daniela se dá pela SC 401, em direção ao norte da Ilha.

Descrição Física[editar | editar código-fonte]

É uma praia ainda em formação, possui face de um mar aberto e outra para a foz do Rio dos Ratones, dificulta a infra-estrutura no sistema de drenagem e saneamento porque toda a região tem o fundo de lama, tendo elevado risco de contaminação de suas águas com esgoto. Sua areia é clara, fina e caracteriza mar de baía, isto é, mar manso. Esta extensa praia é de ocupação recente, que vem se consolidando através de iniciativas particulares por meio de urbanização.

Características[editar | editar código-fonte]

Por lá há apenas casas, nada de prédios e grandes empreendimentos. A faixa de areia é estreita e há poucos serviços ao seu redor, no entanto Daniela é muito procurada por suas águas quentes e tranquilas, uma verdadeira piscina. Oferece excelentes qualidades balneárias, finalidade essa que assumiu tendo para tanto forte esforço comunitário e apoio governamental. É uma localidade tranquila, bonita e afastada das pressões do turismo em massa, qualidades que muitos buscam para fugir do stress urbano.

  • Dimensões
    • Extensão: 2.200m aprox.
    • Largura: de 3 à 20m aprox.

Referências